web analytics
MISCELÂNEA,  Razão e sentimento Razão e sensibilidade

Razão e sentimento ilustrado: primeiras impressões

A edição comemorativa dos duzentos anos da publicação de Sense and Sensibility, Razão e sentimento na tradução do poeta Ivo Barroso, da editora Nova Fronteira já está à venda na Livraria Cultura.

Quem me avisa é Meiri. Muito obrigada, querida!

Antecipo algo que gostei muito: o nome do tradutor na capa. Para mim essa informação é essencial.

Estou mais curiosa do que nunca pois a capa no meu notebook parece rosa e no micro amarela, mas é tarde e talvez eu não esteja enxergando direito. Bem, assim que eu tiver em mãos o original, fotografo para vocês e falo mais sobre a capa.

Aguardemos!

 

 

Facebook Comments Box

27 Comentários

  • Júnior

    Achei a capa bem bonita: a imagem, as cores, a fonte… Raquel, aqui a cor está mais para bege.

    Este será meu terceiro Razão e Sentimento e até que o preço está razoável.

    • Raquel Sallaberry

      Júnior,

      estou tão cansada hoje que já nem acredito mais em meus olhos…

  • Fernanda Huguenin

    Boa Raquel, espero que em breve ela esteja a venda no estante virtual, afinal lá é o site que mais vende ótimas edições com
    preços camaradas,rs.

    • Raquel Sallaberry

      Fernanda,
      uma edição assim custa um pouquinho chegar na Estante…

  • Fernanda Huguenin

    Nem sempre Raquel,rs, cheguei a comprar vários lançamentos no EV, mas o livro ainda esta em pré-venda, encontrei ele nos
    sites da Livraria Cultura e da Travessa, mas tenho certeza que
    vai levar mais tempo para estar nas livrarias.

    • Raquel Sallaberry

      Marciana,

      livros ilustrados e capa dura sempre são mais caros…

  • Elaine Dashwood

    R$ 59,90 num livro de capa dura, com várias ilustrações, edição quase de colecionador, tradução de Ivo Barroso? Eu acho um preço justo. Quantas vezes jantamos ou almoçamos fora e gastamos essa mesma quantia sem sequer pensar…

    • Raquel Sallaberry

      Eliane,

      é o que penso. Gastamos muitos mais com coisas que nem sempre valem tanto…

  • Meiri

    Fico feliz em ajudar Raquel 🙂
    A capa pra mim está deslumbrante, me apaixonei pelo título em tom turquesa!

  • Marina

    Eis um livro de Jane que o enredo não me empolgou muito. “Emma” é meio sem graça, mas é divertido, nunca vi uma criatura p/se meter em tanta confunsão quanto ela rs! Bem feito, p/sua chatice de patricinha.

    • Raquel Sallaberry

      Marina,

      Miss Bates é a chata mais perfeita que conheço. Você já viu a atuação de Shophie Thompson em Emma de 1995? Dá nervos, está perfeita.

  • Marina

    Raquel, eu amo de paixão Miss Bates e sua língua solta!!! Ela é cômica!! Já estou com o filme (versão 96), e estou com medo de me decepcionar. Adoro o Sr. Knightley tb, ele é aquele “grilo da consciência” batendo de frente com a “Emma patty”!! E curiosamente, gosto muito da Harriet! Achei que ela fosse ficar uma metida insuportável de tanto que a Emma tentou estragá-la mas não, ela é muito ingênua, mas muito simples. Tive a idéia de rever algumas cenas de Razão e Sensibilidade (versão 95), lembro de ter visto a muito tempo e fiquei tocada com Emma Thompson! Quem sabe isso não me encoraja a ler o livro né.

    • Raquel Sallaberry

      Marina,

      Harriet é a típica adolescente que faz qualquer coisa que alguém, que ela admire, mandar, mas é uma ótima menina. Veja a versão e depois me conte o que achou.

  • Marina

    Sim Raquel, acho que é típico da adolescência essa falta de personalidade que Harriet demonstrou no livro, até porque, nesta fase sempre queremos nos auto-afirmar,mas, fazendo um paralelo com Kitty Bennet, que sendo mais velha que a desmiolada irmã Lídia, acabou sem personalidade nenhuma, se moldando às mudanças de situação. Já Harriet não, ela foi amadurecendo ao longo da história e tomando suas próprias decisões e… ouso dizer, vendo que Emma foi uma idiota com ela e ela mais idiota ainda de ter se deixado levar (embora J.A. não tenha querido dar uma idéia tão negativa da amizade entre as duas…ou tenha né, nos fazendo concluir rs!).

    A versão de 96 será minha “sessão da tarde” de hoje. Do jeito que tô lamentando por terminar o livro, vai ser um consolo rs!

    • Raquel Sallaberry

      Marina,

      Jane gostava de Emma mas acredito que se deliciava em ver os leitores ficarem zangados com a mocinha mimada.

  • Marina

    E ela tinha motivos Raquel, ninguem é tão perfeito assim que não tenha um simples defeito sequer! Emma é humana em todos os sentidos!Aliás como todas as heroínas de Jane!

    Mas falando do filme!! Oooouuuunnnnwwww!!! Que adorável!! Gostei bastante, o achei o mais fiel possível ao livro. Sim, alteram algumas coisas mas foi pouco. Claro que Emma não estava com Harriet no ataque dos ciganos e que o encontro dela com Frank Churchill não foi devido a uma carruagem atolada, mas até que ficou bom. Eles arranjaram uma saída dinâmica para as conversas dela com o Sr. Knightley, em vez de mostrar visitas atrás de visitas dele a Hartfield, fizeram ela ir mais a Donwell ou estarem ao ar livre. As maiores alterações foram no final, mas não a ponto de mudar completamente o principal do enredo, pelo menos eu achei. Harriet chorando e correndo com a notícia do casamento de Emma e o Sr. Knightley ou ela mesma contando que iria se casar com Robert Martin, entendi que foram uma espécie de resumo do desfecho dela. Emma não tem diário, mas achei uma invensão que deu um certo humor ao filme, ela e sua imaginação maluquinha e fértil traduzida em palavras. No mais o importante é que mantiveram o principal do enredo o mais fiel possível com pequenos acréscimos e resumos mais dinâmicos de algumas situações paralelas! Miss Bates não teve oprotunidade de mostrar seu humor, mas a conservaram uma criatura adorável e animada, eu gostei, em especial da cena do constrangimento no piquinique, nossa!!! Doeu em mim horrores de ver a carinha dela!O Sr. Knightley foi uma gratíssima surpresa, achei que ele fosse estar bem frio e sem graça no filme, uma sensação passada pelo trailer, mas não, estava perfeito, do jeitinho que eu imaginei lendo o livro, que charme hein (Jane tinha gosto por esses mocinhos sérios, mas extremamente cavalheirescos e com um grande coração),e que amor também rsrsrsrs! Gostar desta coisinha chata desde os 13 anos dela, caramba! Parabéns a Jeremy Northam, a Gwyneth Paltrow e ao restante do elenco, os atores foram bem cuidadosos nesse sentido! Ameeeeeiiii! 🙂

    • Raquel Sallaberry

      Marina,

      posso dizer que gostei de todos Mr. Knightleys, mesmo o da versão antiga, aliás, adorei ele!

  • Ester

    fui ver o preço no site

    e li que a edição esta cancelada

    tem previsão de retorno?

    • Raquel Sallaberry

      Ester,

      certamente terá retorno. Vou verificar a previsão de retorno até a semana que vem.

  • Ester

    obrigada,
    eu estou querendo ele quando vique havia esgotado
    foi uma sentimento horivel ai eu voltei a rasão e resolvi perguntar aqui .

    me apaixonei pela capa é muito raro eles sairem do esteriótipo da ilustração com duas moças representando a marianne e a elinor
    eles não só fizerão isso como deu um sentido total para quem ja conhece a historia.
    Jane merece

  • Fernanda Huguenin

    Alguém achou essa nova edição de R&S a venda,além do site da Cultura?
    Ou viu esse livro em livrarias fisicas? Estou muito curiosa em relação as ilustrações desse livro, espero que sejam muitas, já que é uma edição de aniversário. Espero que ela seja bem distribuida pelo país.