web analytics
MISCELÂNEA

Primeiras traduções francesas de Jane Austen

Acho que já comentei de passagem por aqui que estou lendo uma biografia de Jane Austen. A leitura está lenta pelo pouco tempo e a cada coisa interessante que vou descobrindo penso em colocar no blogue e  no dia seguinte acabo esquecendo pelos mais variados motivos. Mas esta informação me deixou feliz e preciso contar.

Sempre lemos que Jane Austen teve pouco reconhecimento como escritora durante a sua vida, seja pelo anonimato que ela mesma se impunha ou pela pouca divulgação de um autor novato como acontece hoje em dia também. Mas ela teve o prazer de ver seus livros traduzidos para o francês. Em 1815 apareceu* em Paris Raison et Sensibilité, ou les Deux Manîeres d’Aimer (traduit librement** par Mme. Isabelle de Montolieu). No ano seguinte foi a vez de Mansfield Park e Emma que ficaram com os títulos: Le Parc de Mansfield, ou Les Trois Cousines e La Nouvelle Emma, ou les Caractères Anglais du Siècle, o primeiro traduzido por Henri Vilmain e o segundo numa tradução anônima. Madame de Montolieu também traduziu Persuasão com o título de La Famille Elliot, ou L’Ancienne Inclination, em 1828. Reparem na graça dos subtítulos das traduções francesas!

Como felicidade pouca é bobagem consegui os frontispícios (primeiras páginas) desses livros na Biblioteca Nacional Francesa e percebi que Orgulho e preconceito também já havia sido traduzido pois é mencionado na tradução de Mansfield Park. Quem terá traduzido esse Orgulho? Esse frontispício eu não consegui…

Clique nas miniaturas para ver os detalhes das páginas e Madame de Montolieu. Quando abrir a página de miniatura, clique de novo para ver em tamanho maior ainda!