web analytics

Não tenho certeza de minha tradução para a frase “the love that started it all” da capa de Pride and Prejudice (Orgulho e preconceito) da Harper Collins. Estou entre “o amor que iniciou tudo isto” ou “o amor que iniciou tudo”.

Seja como for, garanto para vocês que não entendi a ligação da frase com o livro.

Alguém tem algum palpite?

Views: 89

Artigos recomendados

24 comentários

  1. Tenho sim Raquel! É ´pra fazer ligação com Crepúsculo. Orgulho e Preconceito, bem como Morro dos ventos uivantes, são mencionados no livro ( por isso a capa com flor vermelha e branca, e fundo preto, remetendo ao Crepúsculo ). Aqui nesse site tem uma comparação: http://sobrecapas.blogspot.com/2009_12_01_archive.html

    Incluindo Romeu e Julieta, que também é mencionado no Crepúsculo. Como esse foi o primeiro que a Harper lançou da Jane, ela seguiu a linha flor e frase nos outros!

  2. Tentei pensar em uma ligação com o livro, mas também não consegui.

    Se os editores desejam colocar frases nas capas, talvez seria mais bacana destacar uma frase curta do próprio livro que de certa forma o represente (apesar de em alguns casos isso não ser uma tarefa fácil). O que acha, Raquel?

    1. Júnior,

      também concordo contigo, pelo menos uma frase do livro!

  3. Também não entendi a ligação da frase com o livro… Esta capa não me agradou muito, tem um ar sombrio, não combina com o livro, na minha opinião.

    Concordo com a idéia de utilizar uma frase do livro, ficaria bem mais interessante!

  4. Tambem não percebi nada sombrio,bom sou muito suspeita pra opininar pois gostei muito dessas capas!As flores com o fundo preto me atrairam por demais,e associei a frase com o a historia de “crepusculo”…fazer o que,né?!
    Ei, mas pelo o que vi nas noticias da Bienal, os adolescentes estavam presentes em grande numero.
    Não são todos os adolescentes que conhecem Jane Austen,mas deve se fazer uma tentativa! 🙂

    1. Tania,

      como eu já disse, se levar esse pessoal para efetivamente ler Jane Austen, valeu!

  5. Olá Flor, eu tenho uma ideia sobre a frase acima (“O amor que iniciou tudo isto” ou o Amor que iniciou tudo”), tem a ver com enredo da história, para quem leu o livro e assistiu o filme, vai compreender melhor. Pois, conta a historia de duas pessoas que se amam loucamente, porém o orgulho de ambos, não permite que eles vivem esse amor bonito de inicio, ai que começa o drama desse amor, por motivos financeiros e uma excelente posição social perante a sociedade, Elizabeth Bennet e Mr Darcy, não permite que o amor fale mais alto, por isso vivem trocando ofensas, em completa desarmonia. Lizzy pensar que Mr. Darcy, e um completo arrogante e presunçoso, por causa de sua fortuna, de imediato ela não reconhece o seu verdadeiro caráter, e nem seu lado mega sensível e romântico, e ele a acha teimosa demais e intolerável, porem e o primeiro a se apaixonar por essas qualidades tão impressionante ao seu ver.
    Acho que esse e o sentido da frase do livro, tipo eles se apaixonaram, porem orgulhosos demais, não se permitiram se conhecer melhor e viviam em completa desordem.
    Por isso fica aqui meu recado para quem está lendo a postagem de nossa amiga acima, e claro meu comentário: Se você não leu o livro lei e depois assista o filme, vocês como eu vão se apaixonar pela historia extremamente romântica, eu até chorei, em algumas partes.rsrs
    Bjão!
    MARCELA PEREIRA FERREIRA

    1. Marcela,

      não acho Mr. Darcy muito romântico mas não posso negar que é um homem apaixonado!

  6. ah raquel finalmente utilizei aquele dicionário, write like Austen que você mencionou posts atrás, encontrei uma palavra adequada que reflete também a minha opinião sobre a tal frase na capa do livro
    ‘Nonsense’ was used by Jane Austen on fifty-seven occasions in her novels.

    Definition(s) of the word ‘Nonsense’:
    [noun] a message that seems to convey no meaning, [noun] ornamental objects of no great value, [adjective] having no intelligible meaning

    1. Nique,

      ora, ora… de grande proveito esse dicionário. Não vejo hora de usar!

  7. Eu acho que essa história de amor entre a Lizzy e o Mr. Darcy serviu de inspiração para todas essas comédias romanticas que a gente vê por ai, onde o casal se despreza, solta farpas um contro o outro e no final… ficam juntos. Deve ser isso o que a frase “o amor que iniciou tudo” quis dizer, eu acho…
    PS: o formato das letras são as mesmas utilizadas na série crepusculo. Então não há duvida né, quanto ao que tá todo mundo suspeitando.

    1. Eduardo,

      sem dúvida é a inspiração e neste ponto a frase se encaixa!

  8. Ah Raquel sabe o que essa capa me lembrou? Aquele livro The crimson petal and the white ( adaptação da BBC esse ano com a Romola Garai e Gilian Anderson). Mesmo depois do comentário da Marcela ainda não entendi a frase viu, e assiti todas as adaptações e até já li o livro, enfim se O&P fosse uma daquelas series de chick-lit eu até entenderia…

    1. Nique,

      não conheço essa série da BBC. O entendimento vai muito de nossa visão do livro.

  9. Também não gostei dessas capas com frases não, nem do visual.
    E essa frase particularmente, nem sua tradução salva, Raquel..

    Um abraço
    Luiz

    1. Luiz Henrique,

      não creio que se refira ao Capitão, pois ele estava bem disposta a casar com qualquer rapariga que fizesse algum elogio a Marinha!

  10. Olá Raquel!

    Sou particularmente uma fã e admiradora de Pride and Prejudice, já vi o filme uma 500 vezes e li os livros umas 5 vezes. Sinceramente falando não gostei nem um pouco de nenhuma das capas desses livros da Harper Collins, acho que ficou muito com cara de Crepúsculo. Acredito que minha amada Jane Austen merecia capas que demostra-sem mais a sua personalidade e a sua época. Sou louca pelas capas onde estão ilustrados Lizzie e Mr. Darcy.
    Beijos!

    1. Bruna Beatriz,

      gosto das capas com Mr. Darcy e Lizzy, desde que não sejam fotos dos filmes. Viu? cada um com seus gostos e maluquices!

  11. Raquel,
    Também não sou muito adepta as capas com ilustrações dos filmes, gostos dos livros com ilustrações antigas, não gostos dessas capas moderninhas, acho que não exprimem o verdadeiro charme da época. Das mais recentes que li e vi, gosto das capas da L&PM, pois deu um ar de moderno, mas preservou o requinte e charme da época.

    Beijos!!!

    1. Bruna,

      você definiu muito bem as capas da L&PM, modernas sem perder o charme!

Comentários estão encerrado.