web analytics
FILMES & SÉRIES,  Orgulho e preconceito

Orgulho e preconceito 1940, muitos anos depois.

Ontem, cansada e não conseguindo reescrever um parágrafo, fui dar a minha bandinha pelo eBay. Como sempre, encontrei algo interessante.

Desta vez foi a foto abaixo, com cinco irmãs Bennet de 1940. E me surpreendi com a data da foto: 1962. O que significa dizer que 22 anos depois do lançamento a MGM continuava fazendo propaganda do filme.

Aliás, faz sucesso até hoje, 72 anos depois!

E meu pensamento foi um só: “Jane, querida, se você aqui estivesse, viveria folgada só com os royalties de Orgulho e preconceito!

Facebook Comments Box

6 Comentários

  • Adelia Lopes

    É de um filme antigo, com a participação de Lawrence Olivier. Filme esquisito, o figurino é hilário, cheio de babados e toucas, os atores escolhidos não combinam nada com a descrição de Jane, são todos muito velhos para os personagens. E além disso, modificaram a historia original. Decepcionante!!!

  • Marina

    Essa versão parece que foi feita no improviso, ao menos no figurino (sobra de “E o vento Levou…”). Mas para os padrões de filme da época é bem a cara! Naquela época, os atores geralmente eram mais velhos para os papeis de galã do que as atrizes, mas acontecia de elas tb não aparentarem a idade do personagem, Não sei porque isso, talves para dar um ar de maturidade…! Já hj é diferente! Vejo mulheres de 30 e 40 nos filmes bancando mães de jovens adultos e adolescentes, ou jovens com cara de pré-adolescentes em papeis adultos! Daí o fato de muita gente dessa geração achar velho ou velha quem tem 30 ou 40 anos, porque rugas são colocadas como sinônimo de desleixo ou decadência…que valores esses não? Bem, sobre esta versão, sou louca p/ver, mas ainda busco um arquivo confiável p/baixar, tô à procura.

  • Fernanda Huguenin

    Marina somos duas, também procuro esse filme
    pra assistir hehe. E sobre o estilo de idade dos atores de hoje, concordo com o que você disse e ainda acrescento mais, a preferência de atores e atrizes com 25 anos para interpretar adolescentes com 15 ou 17 anos hehe, o que muitas vezes me deixa um pouco indignada pois não convencem muito (pra mim,ao menos) rs.

  • Elaine Dashwood

    Essa história de sobra do figurino de “E o vento levou” é lenda. O figurino de “Orgulho e Preconceito” é bem diferente e o figurinista dos dois filmes nem é o mesmo.

    Adoro essa adaptação, mesmo não sendo fiel ao livro – gosto particularmente do que fazem com a personagem de Lady Catherine de Bourgh. Não reconheço a cena da foto, acho que deve ter sido posada para o lobby card…

  • Leticia

    Todo filme estampa os padrões da época em que foi feito. Quando a gente estranha algum deles, é melhor imaginar como os filmes de hoje serão vistos daqui a 60 anos. Na melhor das sortes, estaremos vivos para avaliar.

  • Raquel Sallaberry

    Adelia,
    gosto de filmes antigos e neste caso, apesar de terem modificado um pouco a história mantiveram a a graça original.

    Marina e Fernanda
    encontrei na livraria Cultura mas achei caro e este aqui no Mercado Livre.
    Vocês podem tentar o You Tube.

    Elaine,
    eu também acreditava que fosse do Vento Levou.

    Leticia,
    gostaria de saber como será, mas acho que não sobrevivo mais 60 anos!