web analytics
MISCELÂNEA,  Orgulho e preconceito

Morte em Pemberley, P. D. James | Cia das Letras

O livro Death Comes to Pemberley, da famosa autora britânica de ficção policial P. D. James, foi traduzido para a editora Cia das Letras por Sonia Moreira com o título Morte em Pemberley. O livro é uma sequência de Orgulho e preconceito com o seguinte enredo:

O ano é 1803. Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy já estão casados, tiveram dois filhos e sua felicidade na imponente propriedade rural de Pemberley parece inabalável. Mas a paz do lugar é ameaçada quando, na noite da véspera do baile anual de Pemberley, Lydia, uma das irmãs Bennet, chega à mansão gritando que o marido, George Wickerman, foi assassinado na floresta. Com este ponto de partida, P.D. James retoma o universo do clássico Orgulho e preconceito, de Jane Austen, numa trama de assassinato em que nada é o que parece. (leia o restante da sinopse no site da editora)

O livro já está em pré-venda no site da livraria Cultura a partir de primeiro de abril e com entregas a partir do dia quatro.

Outro detalhe interessante sobre este título foi o anúncio nos jornais britânicos que a BBC One irá filmar a adaptação do livro de P. D. James. Será uma série em três partes para o Natal de 2013.

Ainda não consta nada oficial no site da BBC mas já começaram as especulações sobre os atores. Por ora dentre os nomes cogitados estão Dan Stevens (Razão e sensibildade, 2008 e Downton Abbey) e Hugh Dancy (Grigg, Jane Austen Club) para o papel de Mr. Darcy. Claire Dane faria Elizabeth Bennet.

Voltarei ao assunto quando sair mais detalhes da série e por enquanto vocês podem ler mais nos jornais Huffington Post e no Daily Mail.

Morte em Pemberley, Cia das  Letras

Facebook Comments Box

15 Comentários

    • Raquel Sallaberry

      Viviane,

      a capa, pelo menos online, está bem desmaiada mesmo.E o destaque do nome da autora também fica estranho.

  • Fernanda huguenin

    Pois é, fiz tanta expectativa sobre a capa e acabei me
    desapontando rs, mas o que importa é o conteúdo rs.

    Espero que o livro faça justiça aos personagens da Austen ^^

  • Marina

    Ai que maravilha!!! Eu adoro esse livro!! Mal posso esperar p/comprar o meu!!

    p.s.: a capa ficou estranha mesmo..

  • Fernanda huguenin

    Poxa, bem que a Cia poderia ter usado a capa original é tão bonita rs. E Marina, vc leu a edição em inglê,certo? E achou que o livro fez justiça com as criações da Jane? 😀

  • Letícia

    Eu tô doida para ler esse livro! Nossa como eu quero ( olhos de cachorrinho). Rs
    Concordo que a capa ficou estranha… e erraram na sinopse é “Wickham” não “Wickerman”.
    Não sabia que ia ter adaptação desse livro e isso me motiva ainda mais a compra-lo para quando a série lançar eu conseguir comparar os dois.
    Só não quero que o Dan faça o Darcy pelo amor! Eu tenho ele na cabeça como Edward Ferrars! Não acho que ele vai ficar legal como Darcy…

  • Marina

    Oi Fernanda! Eu li sim uns 4 capítulos do livro em inglês e realmente P.D. James faz muita justiça ao estilo de Jane, nada que seja absurdo! Aliás P.D. é fã de Jane e até escreve uma linda declaração no prefácio, sobre o quanto ela imagina sobre a opinião de Jane a respeito de seu livro. Muito bom! 🙂

    • Raquel Sallaberry

      Aline,

      não sou exatamente fã de suspense mas tenho curiosidade em ler algo de P. D. James.

  • Marcela M.

    Eu desconhecia a existência deste livro e agora estou ansiosíssima para lê-lo. Concordo que a capa não é das melhores…

  • Aline

    Claire Danes? Espero que não! Nada mais justo do que um romance britânico, com personagens britânicos, ser interpretado por atores britânicos!

  • Mérolen

    Vocês já leram o livro?
    Eu comprei e deixei lá paradinho… agora comecei, já estou na metade. Adorei o estilo de P.D James, mas não sei se a tradução está a altura… Não tenho capacidade para ler em inglês ainda, e tampouco sou expert em português, mas tive a impressão de ter passado por diversos trechos com erros de concordância e palavras que não achei adequadas ao texto… Para citar um exemplo, acho que o uso do verbo “botar” quando caberia “colocar” foi extremamente inadequado. Entre outras coisas. Mas o enredo está muito bom por enquanto…