web analytics

kate Middleton, duquesa de CambridgeMês passado a britânica Hilary Mantel, escritora de livros históricos e duas vezes ganhadora do importante prêmio Man Booker, disse em um palestra que Kate Middleton,esposa do príncipe William e  atual Duquesa de Cambridge “foi obviamente escolhida para este papel de princesa porque ela é impecável em todos os aspectos: ela tem o corpo dos sonhos, não é excêntrica e não há nada nela que incomode” e acrescentou que ela se transformou em “uma marionete sobre a qual ficam suspensas as roupas”, “um manequim de desventuras, sem personalidade definida inteiramente pelo que ela veste”. (site Exame Abril).

Mais tarde a escritora deu uma entrevista para a BBC dizendo que suas palavras foram retirada do contexto e o The Telegraph, corroborando suas palavras, escreveu o seguinte artigo: Hilary Mantel wasn’t attacking the Duchess of Cambridge. Li ambos os textos e sinceramente acho que havia sim crítica por parte de Hilary mesmo disfarçada de aviso para a imprensa não ser cruel com a pobre duquesa como havia sido com Diana.

Esta  semana, Sandi Toksvig, apresentadora de rádio e TV, disse

“Kate Middleton is not enough for me. We used to admire women who got their place in life through marriage and having children, but I like to think we’ve grown up a bit.  I can’t think of a single opinion she holds – it’s very Jane Austen.”

Numa tradução livre, com comentários:

“Kate Middleton não é o bastante para mim.”

Me pergunto, bastante como? Não é a Kate Middleton da imaginação dela? É isso?

“Nós costumávamos admirar mulheres quem tinham seu lugar na vida através do casamento e tendo filhos, mas gosto de pensar que nós crescemos um pouco.”

Opa! Quem costumava apreciar isso era o pessoal bem mais antigo. Sou mais ou menos da geração dela e não lembro disso, não.

“Não consigo pensar numa simples opinião que ela tenha defendido – é muito Jane Austen.”

Opa, opa, opa! Talvez a duquesa nunca tenha sustentado nenhuma opinião até o momento o que não a desmerece em absoluto. O que esta criatura quer? Que a pobre Kate pague de louca? Que saia por aí dando palpite e defendendo tudo que é causa maluca como fazem a maioria dos desmiolados?

E por fim o que dizer de quem rotula quem não tem opinião de “ser muito Jane Austen”? Nunca leu Jane Austen? Quer aparecer? Se a respota certa for a última, acertou na mosca pois se quiser virar notícia diga alguma coisa, qualquer sandice, e acrescente o nome de Jane. É sucesso garantido.

PS: Foto só de Kate, por motivos óbvios.

 

Views: 254

Artigos recomendados

26 comentários

  1. Francamente, quem não tem o que dizer, melhor faria ficando com a boca fechada!
    É óbvio, não era o caso na grande Jane Austen, que não somente tinha muito o que dizer, como o disse, e de forma magistral.
    Quanto à duquesa, mas, por favor, sobre o que essa criatura quer que ela opine? Está claro que a jovem duquesa, na ordem das coisas na família do marido, que também é a dela agora, tem é que ficar tranquila no seu lugar, opiniões ela pode expressar em família, nunca de público. Ela entrou para uma família tradicionalíssima ( quem ainda não percebeu isso?) e o que quer que ela fale, publicamente, será como membro dessa família, não é claríssimo? Esperta é ela, que fica tranquilamente na dela, gerando o/a herdeiro/a da família real, afinal era isso que se esperava dela. Opiniões, bombásticas ou não, ela poderá emitir quando for rainha, eheh. Em relação a essa bobagem de príncipe encantado, ser mais crescidinha, etc, bem…..falar o que? Nem no tempo da minha mãe isso era válido, e olhe que ela já está nos oitenta!

    1. Haydée,

      para além do fato que a criatura tá grávida e com um enjôo tenebroso. No fundo querem é ver sangue, querem a infeliz Diana de novo.

  2. Nossa, q mulher mais sem noção, com certeza nunca leu as obras de J.Austem…o que não falta é opinião e personalidade!
    Não acompanho muito a Kate, mas tb não acredito que ela não tenha opinião, simplesmente não tem pq sair por aí falando tudo o que pensa, ainda mais com a imprenssa sensacionalista inglesa que faz questão de distorcer tudo.

  3. Primeiro que se a Kate quisesse falar alguma coisa ela falaria quando era solteira, como a moça acima disse ela que tá certa de ficar calada, quem se cala poupa encrenca minha mãe fala. Agora meter a Jane Austen no meio é apelar.

    1. Marinara,

      se ela saísse dizendo coisas a torto e a direito também criticariam, nada os contenta. E sem dúvida o exemplo de sem opinião foi para lá de infeliz.

  4. Resumindo a minha opinião em uma frase: ” Quando não temos o que dizer, o melhor é ficar calado!” e essa Sra. perdeu uma grande oportunidade.

  5. Não sei o que dizer, estou perplexa com o que disse da incrível Jane. A não ser que ela se refira ao fato da nossa escritora evidenciar em suas heroínas que se deve manter a educação mesmo tendo opinião, ao defender que o escândalo e os excessos de holofotes para si mesmo não são de forma alguma uma qualidade.

  6. A opinião pública britânica (leia-se imprensa tabloidiana) hj é o retrato da decadência e do marasmo!! Seu principal fomentador, Rupert Murdoch, dono daquele rolo de papel higiênico disfarçado de jornal,o”The Sun”, não tem o mesmo alcance que antes e ainda por cima, em sua audácia e falta de respeito se achou no direito de burlar a privacidade alheia com escutas telefônicas!! E tudo p/quê? Para fazer dinheiro com desgraça, ou pior inventando desgraça!!
    É preciso alguem chegar e dizer p/essas pessoas que o mundo mudou, que eles não são mais os donos da verdade ou “inventores de verdades”, que o público não é mais tão ingênuo e que a internet destruiu uma boa parte do “céu de brigadeiro” em que viviam!! O público hj reage a tudo, tem liberdade p/isso e as pessoas famosas tb (santo twitter que veio ao socorro desse pessoal), não há mais o que fazer! Alguns meios até dependem inteiramente das redes sociais da vida! Acabou o reinado do veneno!! Acabou o reinado de escritoras renomadíssimas mas mal-amadas (ou mal-….) destilando dor-de-cotovelo por aí!!! Kate é bonita, inteligente e sim, independente! Vale lembrar que seu romance com William durou uns 10 anos, entre idas e vindas e ela nunca abaixou a cabeça p/nada ou saiu esmolando por aí, até porque ela é tb de família rica! Ela sabe o que é esse meio de muito dinheiro, muito, poder e muita aparência, e o mais importante: ELA E WILLIAM SE AMAM DE VERDADE! NADA ALI FOI ARRANJADO!! E DEVE-SE ISSO À CRIAÇÃO QUE ELE RECEBEU DE UMA MÃE DEVOTADA E AMOROSA, MAS COMPLETAMENTE INFELIZ NO AMOR E NO CASAMENTO! Diana deixou isso muito claro – não viva o que vivi, não faça o que eu fiz! Não deixe nínguem decidir isso por vc!- Uma linda lição e que ele está colocando em prática! E para as mal-amadas de plantão e sem príncipe…vão ler Jane Austen suas bobocas!! E aprendam de uma vez por todas o que é ser mulher de verdade!

    *Desculpem o tamanhão do texto rsrsrs!

  7. O que só fala uma coisa essa mulher é foi ridícula.
    Na minha opinião, a princesa só não quer sair ai se mostrando, dando caras a todos falando de sua vida pessoal para quem quiser ouvir. Ela é discreta, quer ter sua privacidade para si como todos e não sai por aí como você mesmo disse; se intrometendo e dando opinião sobre cada coisa que aparece, como se estivesse querendo atenção. Há muita diferença em ser discreta e sem opinião.
    Já falar de Jane Austen…
    A mulher que escreveu isso, com certeza nunca leu uma obra da Austen, por que nelas há tanta opinião e critica a sociedade que vivemos que não é possível que essa mulher leu e não viu! E se leu devia estar cega…
    Ela usou justo a Jane por dois motivos, por que além da Jane ser muiiiito Famosa na Inglaterra e no mundo, ela tem um parentesco com a princesa Kate. Ai ela deve ter pensado: ” Vou ofender elas e ficarei famosa”…..
    ¬¬

      1. Lembra da princesa Diana nos últimos dias como esposa do Charles? Ela estava sempre com o olhar triste, a cabeça mais inclinada para baixo e parecia que ela estava tentando esconder suas frustrações. Seu corpo “dizia” isso e era um prato cheio para os paparazzi. Não dar muita informação a esses paparazzi, nem mesmo através da linguagem corporal é a melhor coisa que alguém famoso – que queira um pouco de privacidade – pode fazer.
        Bjos,
        Rebeca

  8. Quem escreve esses absurdos ou está sedento de escândalos ou está querendo atrair a atenção citando nomes de pessoas famosas. Se for a primeira opção queira Deus que continuem sedentos for ever…

  9. Kate Middleton is not enough for me. We used to admire women who got their place in life through marriage and having children, but I like to think we’ve grown up a bit. I can’t think of a single opinion she holds – it’s very Jane Austen.”
    Lembrei de você quando li isso ontem no The Guardian Raquel, também nao acho que Kate não tenha opiniao, mas sim que ela realmente nao fica dizendo o que bem entende por ai p

    1. Nique,

      imagino, ou posso ate dizer que tenho certeza, que nenhuma dessas criaturas não conhecem Kate pessoalmente.

  10. Sinceramente…Não entendi de onde ela veio e pra onde ela vai. Gosto de Jane Austen e dizer que ela não tinha opinião é não ter senso comum, pois TODOS sabem que ela era a RAINHA da opinião. Quanto a Kate, acho ela linda e muito carismática, sei que tem personalidade forte também e sempre teve opinião, mas não podemos nos esquecer que ela é da realeza, vai querer que ela fique brigando e falando mal da sogra????? Dor de cotovelo!!!

    Patrícia

  11. Raquel, minha querida:

    Como sempre, amei o seu post.Confesso que ri da associação apresentadora… Em minha opinião, ela compôs uma salada exótica pra chamar os holofotes para si: Duquesa Catherine + Jane Austen= falta de opinião? Muito questionável, BASTANTE RISÍVEL (muitos risos)! Como profissional de rádio e Tv, suponho que ela deve ter o mínimo de leitura e formação para, ao menos, supor que discrição não implica ou acarreta falta de opinião, ao contrário: educação e sagacidade, no trato com as “personagens” dessa nossa “sociedade do espetáculo”! Kate tem essas qualidades, sabe usar a palavra e a postura como uma luz favorável e não contrária… E já que Austen foi citada de uma forma tão desproposital, numa comparação incoerente e inconsistente, permita-me ir mais longe: em Jane, a discrição, somada a uma fina ironia é sinal de conhecimentos profundíssimos e opiniões contundentes,recordo-me aqui de Anne Elliot e Elinor Dashwood, discretas, mas muito, muito “espertas”, assim como a duquesa Kate aparenta ser!
    Que se há de fazer? Só nos resta rir da triste comparação, não? A pobrezinha da “apresentadora” pode ter tentado se destacar com seus comentários “brilhantes”,como um fast food, rápido, nas duro de engolir… O tiro parece ter saído pela culatra: não conseguiu nem chegar perto de, digamos, uma versão esquisita do Mr. Collins. Virou motivo de (meu) riso e ainda evidenciou Jane e Catherine, que ao contrário dela, não dependem de holofotes ridículos!
    Julgou uma figura pública de forma rasa, leu (se leu) Jane Austen de forma rasa e deu no que deu: cômica superficialidade! Mas um dia, quem sabe, “apresentadora” chega lá, né?
    Beijos, Luiza.

    1. Luiza,

      Que bom que você gostou do post.. Colocar Jane Austen como exemplo de falta de opinião foi uma das coisas mais despropositadas que li ultimamente. E sim, alguém que trabalha na rádio BBC não saber um mínimo de literatura inglesa não tem cabimento.

Deixe uma resposta