web analytics
MISCELÂNEA

Janeite: Eva Sousa

Janeite: Eva SousaNome: Eva Sousa

Cidade: vivo em Lisboa mas sou de perto de Viseu

Profissão: professora de Medicina Nuclear

Hobbies: Ler, Karaté, caminhadas, ver filmes e séries (sobretudo de época).

Eva, qual sua opinião sobre Sensibilidade e Bom Senso e sobre Orgulho e Preconceito?

Eu não gosto do livro Sensibilidade e Bom Senso, de todos os livros de Jane Austen é aquele em que me parece não haver o devido equilíbrio nas personagens nem um final justo para as mesmas. Não gosto particularmente de Marianne e termino o livro sempre com pena do Coronel Brandon, que já perdeu tanto na vida e não tem um final com alguém que o ama de igual forma e que o mereça. Em relação a Elionor, é demasiado insípida como personagem, tem a força mas não a graça da maioria das outras personagens em Jane Austen.

Em relação ao Orgulho e Preconceito é um dos meus livros favoritos. Adoro a riqueza das relações entre eles, o amor atormentado de Mr. Darcy, a tarefa de aceitação que acontece por parte de duas personagens tão inteligentes como são Lizzy e Mr. Darcy.

Gosto também especialmente da abertura do livro, penso que nos prende na primeira linha e é muito difícil abandonar após. Outros dos aspetos fundamentais de orgulho e Preconceito é a ideia da força da mulher, na minha opinião o livro transpira os princípios feministas antes mesmo de o feminismo ter surgido como paradigma, tudo isto se encontra expresso nas recusas de casamento por parte de Lizzy e na aceitação do mesmo por Charlotte, podemos contrapor os dois pontos de vista da sociedade, a submissão às regras sociais ou a aceitação cega das mesmas.

Orgulho e preconceito é ainda um livro muito fácil de ler, por ter uma escrita muitíssimo agradável e pela caracterização das suas personagens, sendo algumas de tal forma ridículas e ao mesmo tempo reais que se tornam de um comicidade verdadeira e intemporal.

Facebook Comments Box

3 Comentários

  • Amanda Vieira

    Também fico com pena do Coronel… Mas Elinor é uma das personagens que eu mais aprecio da Jane.

    • Raquel Sallaberry

      Amanda,

      eu fico com às vezes mas logo alí já não fico mais!