La Abadía de Northanger – Argentina

Este exemplar de La Abadía de Northanger, que comprei em 2012, foi publicado na Argentina pela Editorial ACME S.A.C.I.. O motivo principal da compra foi ter a Abadia em espanhol e também pela surpresa de encontrar uma tradução mais antiga publicada na Argentina que não consta na lista que me foi enviada pela JASBA – Jane Austen Soceity of Buenos Aires. O livro é o número 12 da Coleção Centauro que foi publicada em 1956 conforme colofão que transcrevo abaixo:

Acabado de imprimir el dia 12 de enero de 1956
en los Talleres Gráficos de la Compañia General
Fabril Financeira S. A. , Iriarte 2035, Buenos Aires

Esta tradução tem um detalhe interessante, não consta o nome do tradutor apenas a seguinte inscrição no frontispício, “supervisión de Héctor F. Casali”.

Reproduzo a primeira frase do livro e fica pergunta: quem será o(a) tradutor(a)?

Nadie que hubiera conocido a Catalina Morland em su primera infancia habría supuesto que el destino le reservaba um papel de heroína de novela.

Mistério desvendado!  Cinthia do Jane Austen en Castellano disse que “uma vez que se examine o texto descobre-se que a tradução é de Isabel de Oyarzábal, publicada em 1921 pela Calpe em Madri, a primeira tradução de Northanger Abbey para o espanhol.” Resumindo, a tradução é espanhola e certamente deveria ser um negócio comum entre os dois países.

La Abadia de Northanger, Argentina

La Abadia de Northanger, Argentina – Edição de 1956

La Abadia de Northanger, Argentina - Frontispício

La Abadia de Northanger, Argentina – Frontispício

6 comentários sobre “La Abadía de Northanger – Argentina

  1. Tony Grant disse:

    Hi Raquel. I hope you are well. I like these old editions. The front cover picture shows Bath Abbey in the background. In reality there are lot more buildings around the Abbey though. All the very best, Tony

  2. Dandara Machado disse:

    Que capa linda!
    A propósito, Raquel, você tem alguma novidade sobre um segundo box da Nova Fronteira, com Persuasão, Mansfield Park e A Abadia de Northanger?
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *