FILMES & SÉRIES,  MISCELÂNEA

Jane Austen e Stephen Fry

Um ator inglês que admiro muito e que sempre senti falta em uma adaptação de Jane Austen é Stephen Fry. Pois descobri que Elaine, uma leitora do Jane Austen tem um blogue em  português dedicado ao ator . Com a palavra Elaine, fã de Mr. Fry,

Stephen Fry atuará em mais uma adaptação do livro Pride and Prejudice, de Jane Austen. No entanto, não será uma adaptação nos moldes tradicionais: ao que tudo indica, será mais ou menos no mesmo estilo do Ricardo III de Al Pacino, uma mistura de dramatização com documentário. Stephen será Mr. Bennet; Carrie Fisher (a Princesa Leia de Star Wars) interpretará sua esposa, Mrs. Bennet; Lily Allen (cantora e filha do ator Keith Allen) será Lydia Bennet, uma das filhas do casal; e, ao que tudo indica, Goran Visnjic fará o papel de Mr. Darcy.

Goran Visnjic? Garotas, fãs do ER, podem começar a suspirar! Contamos com você, Elaine, para nos manter informadas e com o coração palpitando!

Como já comentei no blog da Elaine, eu imaginava que Stephen Fry seria um ótimo Mr. Collins, mas será mesmo Mr. Bennet. Não consigo achar uma tradução para o título, Jane Austen Handheld, vou temporariamente chamá-lo de “Jane Austen portátil”.

8 Comentários

  • Elaine

    Oi, Raquel.

    Que susto! (rs) Obrigada por falar do meu blog. Aliás, essa semana a Adriana também estava comentando sobre essa produção no blog dela, e cheguei a comentar lá que essa informação de que o filme vai ser nos moldes de Ricardo III é um comentário que rola no fórum oficial do Stephen Fry, mas que não tem nada confirmado ainda. Por sinal, estou achando tudo meio nebuloso, pois até agora há pouquíssimas informações disponíveis. Quanto ao Mr. Collins, acho que o Stephen não se encaixa mais no personagem devido à idade (ele está com 51 anos). Se bem que as versões realizadas até agora não acertaram muito na aparência do Mr. Collins. De qualquer maneira, acho que ele está mais com cara de Mr. Bennet mesmo.

    A propósito, você sabia que o Stephen Fry quando era adolescente, ao ler uma passagem de Mansfield Park, chegou a pensar em seguir a carreira religiosa? Quem diria, não?

    Beijos e obrigada mais uma vez.

  • Raquel

    Elaine
    foi um prazer descobrir seu blogue sobre Stephen Fry.
    O post sobre seu blogue já estava pronto há um tempinho, ontem conferi alguns dados e publiquei. Estou correndo (serviço+viagem) e espero não ter publicado nada errado.
    Fiquei curiosíssima sobre a leitura de Mansfield Park por Mr. Fry! Você sabe qual trecho que o deixou tão a beira do seminário?
    abs

  • Tati

    Nossa, também gosto bastante desse ator! Vai ser um novo filme de Orgulho e Preconceito ou seriado da BBC ?

  • Elaine

    Oi, Raquel.

    Desculpe a demora em responder. Vou colocar o trecho da entrevista em que o Stephen Fry fala de Mansfield Park:

    “LT: I have to remind you of the time in your adolescence when you rather fancied being a Christian minister. You actually went to see a bishop about it. But, as I remember, he was somewhat discouraging.

    SF: Yes. And he was absolutely right to be so. I think it was a vanity. At the time I was reading Mansfield Park. You remember that wonderful character, Henry Crawford. He says at one point, and you can hear Jane Austen’s disapprobation, he was discussing someone who was living in a particular parish and he says what a good parson he would have made, because he is sure he could have written really good sermons. And I just suddenly thought: “God that is me.” I know I could be up there in the pulpit and God, I could really wow them and show them a few showbiz tricks. And then you think well it’s not really about that”. (http://newhumanist.org.uk/624)

    Beijos,

    Elaine.

  • Elaine

    Claro, Raquel! Mas o crédito deve ir para o “New Humanist”, já que a entrevista é deles.

    Quanto à pergunta da Tati, acho que vai ser um filme-documentário, e não um seriado.

    Abraços.