MISCELÂNEA

Gazeta de Meryton, 7 de agosto de 2016

EDITORIAL

Hoje o editorial da Gazeta de Meryton é apenas um aviso. Ficarei ausente por pelo menos vinte dias e nesse período tirarei uma espécie de férias compulsórias. Mas, se for possível me entender com um tal de MacBook, talvez eu escreva algum post. Estou tentando não carregar peso e não levar meu notebook é um dos primeiros passos.  Vamos ver no que dá essas minhas decisões…

BIBLIOTECA JANE AUSTEN

Cadastrei desta vez a coleção da editora portuguesa Romano Torres, publicada a partir do final dos anos 1940 com reimpressões até os anos 1960.

Coleção Jane Austen, editora Romano Torres

3 Comentários

  • Carine Peter

    Boa tarde, estou fazendo um tcc sobre a obra de Jane Austen e estou com muita dificuldade de encontrar o ano de domínio público de suas obras no Brasil. Será que poderia me informar ou me indicar onde obtenho essa informação?
    Grata!

    • Raquel Sallaberry Brião

      Bom dia, Carine
      as obras de Jane Austen no Brasil, que são as traduções, não tem nenhuma em domínio público. A tradução mais antiga, de Orgulho e preconceito, traduzida por Lúcio Cardoso é de 1940 e a tradução ainda não completou os 70 anos após a morte do tradutor. Lúcio, por exemplo faleceu em 1968, portanto sua tradução só estará em domínio público em 2038.
      Sim, é um tempo absurdo, mas infelizmente é a lei.

      • Carine Peter

        Muito obrigada por sua atenção.
        Realmente é inacreditável, dada a data de produção da obra. Essa informação com certeza, mudará os rumos do meu trabalho. Mas seguirei no meu propósito. A informação me ajudou muito!