Winston Churchill sobre Orgulho e preconceito

Categorias DIVERSOS, Orgulho e preconceito, Razão e sentimento Razão e sensibilidade

A citação abaixo foi extraída das memórias de Winston Churchill sobre Orgulho e preconceito, escritas quando esteve doente durante a guerra em 1943, e resolveu ler o livro depois de já ter lido Razão e sentimento.

Há muito tempo atrás li Razão e sentimento de Jane Austen e agora achei que gostaria de Orgulho e preconceito. Sarah leu-o lindamente para mim sentada aos pés da cama. Eu sempre pensei que seria melhor do que seu rival. Que vidas tranquilas tinham essas pessoas! Nenhuma preocupação com a Revolução Francesa, nem com a luta contra o fracasso das Guerras Napoleônicas. Somente boas maneiras, controlando, na medida do possível, as paixões naturais junto com explicações refinadas de qualquer infortúnio.

Em 1953, durante seu segundo mandato como primeiro ministro do Reino Unido, Sir Winston Churchill ficou sabendo do Museu Jane Austen. O fundador do museu, o senhor Edward Carpenter, escreveu para o ministro que ficou admirado com seu trabalho para preservar a casa de Jane Austen e enviou o extrato (imagem abaixo) para fazer parte do acervo onde se encontra até hoje.

A imagem e pesquisa do texto foram feitas a partir do site do museu na mostra “Jane Austen in 41 objects”, em homenagem ao bicentenário da morte de Jane Austen em 2017.

Winston Churchill sobre Orgulho e preconceito
Winston Churchill sobre Orgulho e preconceito

3 ideias sobre “Winston Churchill sobre Orgulho e preconceito

  1. Muito interessante. Será que depois ele leu mais livros de Jane?

    Vendo o extrato, foi inevitável lembrar da cena do filme “Darkest Hour” (2017), em que Churchill faz sua nova secretária pessoal chorar por conta de erros e mal-entendidos num trabalho de datilografia.

  2. Júnior, não sei se ele leu mais livros de Austen. Ainda não vi “Darkest Hour” mas estou curiosa. Você gostou?

Deixe uma resposta