web analytics
LIVROS JANE AUSTEN

Uma ótima notícia!

A tradutora Denise Bottmann havia sido interpelada por uma queixa-crime feita pelo senhor Martin Claret, proprietário da editora Martin Claret, que a acusava de difamação por ter trazido a público inúmeros plágios, dentre eles Orgulho e preconceito, que foi plagiado da tradução portuguesa de Maria Francisca Ferreira de Lima (editora Europa-América) e assinada por um tal de Jean Melville, que ninguém sabe, ninguém nunca viu.

Saiu o resultado dessa tentativa de intimidação. Foi considerado sem justa-causa,

No dia 03/11 o Juiz de Direito da comarca de Registro rejeitou a queixa-crime proposta por Martin Claret, em sentença publicada no Diário Oficial do Estado, por considerá-la sem justa causa. Decorrido o prazo para recurso sem manifestação do proponente.
| “Atualizando”, não gosto de plágio, 02/12/2009 |

Denise, parabéns e obrigada por lutar por todos nós!

Facebook Comments Box

9 Comentários

  • tania

    Oi,Raquel,tudo bem?!Parabens pelo blog!
    Fiquei curiosa e ansiosa pela edição de orgulho e preconceito com tradução de Celina Carraro…eu emprestei O&P da biblioteca publica,e não sei até hoje de quem é a tradução.Depois da historia referente a plagio,fiquei preocupada se realmente tinha lido algo que valesse a pena…e quero reler!
    Baseada em suas informações,vou aguardar o lançamento da LPM pocket.Quero perceber a diferença!
    Só por causa do filme da Keira Knightley,comprei o
    bilingue da landmark…e pior ainda:presenteei alguem que queria que se deliciasse com a obra:(
    Bom,pelo menos eu quero ser salva dessa onda infame de ‘plagio”!
    Serei eternamente grata a voce:ainda não li os outros livros da Jane:qual editora voce sugere?
    Obgigada e até mais!

    • Raquel

      Tania,
      muito obrigada!
      Eu não sei qual a tradução que você leu. Se foi da Martin Claret, é plágio. Se foi tradução de Lúcio Cardoso, e nesse caso lançada por mais uma editora ao longo dos anos, é uma ótima leitura.
      As minha indicações estão nesta página: Livros completos. Alguns são difíceis de achar, só em sebos. No caso de não ter pressa, aguardar os lançamentos da L&PM, que prometem bons tradutores, livros caprichados e preços acessíveis.

  • Elaine Dashwood

    Esse sujeito, plagiador notório e com vários processos nas costas, tem o desplante de processar alguém por apontar as evidências dos crimes que ele comete? Essa justiça brasileira! Ao menos a queixa-crime foi considerada sem justa-causa: cada absurdo que temos visto no judiciário ultimamente, esses juízes andam sem juízo, completamente imprevisíveis…

  • Júnior

    Eu não estava sabendo dessa queixa-crime contra Denise Bottmann. E pensar que eu quase comprei “Orgulho e Preconceito” da Martin Claret… Estaria muito arrependido hoje de ter proporcionado lucros a esse plagiador.