web analytics

As versões de 1938, 1952, 1958 e de 1967 não têm, ou não consta nas páginas do IMDb, a personagem de Mary Bennet. Disponho então de apenas quatro imagens de Mary:

  • Marsha Hunt – 1940
  • Tessa Peake-Jones – 1980
  • Lucy Briers – 1995
  • Talulah Riley – 2005

Como vocês podem ver três diretores resolveram colocar óculos em Mary, embora não conste no livro. A única menção a óculos, que encontrei nos seis livros de Jane Austen, foi em Emma. Percebi também que as personagens de 1940 e 1980 eram míopes pois usavam os óculos o tempo todo. A Mary de 1995 usava óculos somente para ler, e no filme de 2005 não lembro de cena alguma que ela estivesse lendo, apenas tocava piano e não usava óculos.

Exceto o figurino de 1940, que é completamente fora da época, as roupas do personagem parecem mais pudicas do que as das outras irmãs.

Certamente muitos outros detalhes me escaparam, deixo então por conta de vocês!

Views: 185

Artigos recomendados

12 comentários

  1. Adoro a cena final da Mary da versão de 1940, embora não tenha NADA a ver com livro… hahaha Ao menos dão um namoradinho p ela e ele ainda toca flauta! Gosto muito da Mary, devia ser difícil mesmo, ser a mais sem graça das irmãs Bennet!

    1. Carol,

      eu também gosto muito dessa versão! Estou com ela na minha lista de encomendas para fazer um belo post a respeito.

  2. Eu gosto muito da Mary interpretada pela Talulah Riley. As outras adaptações “enfeiaram” a Mary, e eu nunca a imaginei como feia. E sim com uma beleza comum e extremamente tímida.

    1. Mell,

      na versão 1980 ela estava um mimo também! Em 2005, ela quase não existe e lendo o comentário do Júnior dá para perceber o motivo.

  3. Também não me recordo de nenhuma cena em que Mary Bennet da versão de 2005 estivesse usando óculos. Tenho que confessar que ainda não me decidi acerca de qual interpretação gosto mais: de Lucy Briers ou de Talulah Riley. As duas desempenharam muito bem seus papéis.
    Aliás, nos extras da adaptação de 2005 o diretor Joe Wright comenta que cogitaram cortar o papel de Mary neste filme. Ainda bem que não o fizeram…

    Sobre o figurino de 1940, até eu (que não entendo dessas questões) achei bem estranho e fora de contexto.

  4. Muito legal essa comparação feita das Marys dos filmes… Dá para ver sim uma diferença grande em alguns pontos entre elas. Gosto mais da última Mary, interpretada por Talulah, mas mais por uma questão de como colocaram a personagem do que propriamente pela interpretação. Como a Mell comentou logo acima, eu não imagino a Mary como uma pessoa feia, como alguns a expõe.

    Infelizmente, não vi as outras versões (das duas primeiras fotos). Não consigo achar =(

    Espero ver aqui entre os posts comparações entre os outros personagens de Jane Austen (principalmente de Pride and prejudice, hehe)!

    Abraços

    1. Rosa,

      são tantos os detalhes que vemos nos filmes e às vezes acabo confundindo, livros, filmes, personagens! Mas a medida do possível vou colocando aqui o que percebo.

  5. Eu vi a versão de 1995 e gostei tanto que quando fui ver a de mais nova desisti depois de 15 minutos de filme. Aquela versão é perfeita, insuperável… Ahhhh!

    1. Rubens,

      depois de assistir a série cada vez que preciso ver o filme, na maioria das vezes partes, tenho mais preguiça com a versão 2005!

  6. Eu sou uma grande fã de Mary Bennet apesar de toda a sua moralidade!
    Já tinha reparado nesse facto dos óculos… 🙂

    Gostei muito da Mary na versão de 80 e da versão mais recente tb porque nos trás uma Mary muito diferente da do livro e das outras versões também!

Comentários estão encerrado.