web analytics
LIVROS JANE AUSTEN

Os Watsons

Vocês já sabem que fico muito nervosa com livros por cinco reais. Imaginem por três…

Vejam só o que encontrei: The Watsons por Jane Austen e John Coates. No primeiro momento não acreditei. A capa com tipografia Velho Oeste e quando abri a primeira página li: The Matchmaking Miss… Era apenas a propaganda do próprio livro escrita pelo Chicago Tribune. Continuei com dúvidas e não conseguia lembrar o nome, mas tinha certeza que era uma mulher* quem havia feito uma continuação ou acabamento dos Watsons.

O esclarecimento estava no final,

There are two sorts of Janeites. To the first Jane Austen is above criticism of any kind and even fragments are sacrosanct. Neither this note, nor the preceding story, is meant for them.
But there is, I hope, a second category of admirers. I mean those whose delight in her books is equalled by their regret that her books are so few. For these, and for those who aren’t Janeites at all, I have written this note and what I am the first I to admit, is a poor substitute for the book we might have had.

Há dois tipos de Janeites. Para o primeiro Jane Austen está acima da crítica de qualquer tipo e mesmo fragmentos são sacrossantos. Nem esta nota, nem a estória contada [o livro] são para elas.
Mas há, eu espero, uma segunda categoria de admiradores. Me refiro aqueles que se deliciam com seus livros na mesma medida que lamentam serem tão poucos. Para estes, e para aqueles que não são Janeites, eu escrevi esta nota e o que, sou o primeiro a admitir, é pobre substituto para o livro que nós deveríamos ter tido.

E há mais explicações, e bem interessantes, mas quero pesquisar, ler alguma crítica e o próprio livro e assim posso dar minha opinião.

Exemplar de 1977, Signet.
Livro que fica com a boca aberta só amarrando para fotografar…

  • The Watsons, Jane Austen e John Coates. Publicado pela primeira vez em 1958.
  • * Joan Aiken, Watsons and Emma Watson: Jane Austens Unfinished Novel Completed
Facebook Comments Box

9 Comentários

  • Nelci Nunes - O FALADOR.

    Raquel, boa tarde!
    Duas razões podem ter contribuido para esta edição de Walter Scott, Ivanhoé; não ter data. A primeira que, sendo a edição Garnnier, possa ter ocorrido uma falha de impressão, ou seja, esquecimento mesmo. O que torna e edição limitada e rara. – José Mindlin ia adorar -. A segunda, tanto naquele tempo, quanto hoje, a pirataria sempre esteve presente. Até o nome da editora pode ter sido usado na impressão. Fato que torna o livro mais raro ainda. Seria necessário pesquisa e análise detalhada da obra para rastrear a sua origem. Sei que estas informações não ajudam muito para sanar o seu desejo, mas acredite; comprei recentemente uma edição estrangeira em língua portuguesa, em três volumes, Divina Comédia Humana, Dante; e, ao chegar em casa, nada de endereço da editora ou data de publicação, direitos autorais, et coetera…
    Cordialmente,
    O FALADOR.

    • Raquel

      Nelci,

      muito obrigada! O senhor Mindlin… que falta nos fará!
      Há mesmo um mundo de possibilidades e fico cada vez mais curiosa. Quem sabe um dia descubro?!