web analytics
LIVROS JANE AUSTEN,  Orgulho e preconceito

Os belos olhos de uma mulher

Continuo lendo North and South e me encontro justo na parte que Miss Hale não aceitou a proposta de casamento de Mr. Thornton. Mas o que me chamou atenção, além do firme propósito dele de continuar a amá-la mesmo sendo rejeitado, foi a frase final de um de seus pensamentos quando vagueava pelos arredores da cidade de Miltom, tentando se recompor logo após sair da casa dos Hale:

He could remember all about it now; the pitiful figure he must have cut; the absurd way in which he had gone and done the very thing he had so often agreed with himself in thinking would be the most foolish thing in the world; and had met with exactly the consequences which, in these wise moods, he had always foretold were certain to follow, if he ever did make such a fool of himself. Was he bewitched by those beautiful eyes, that soft, half-open, sighing mouth, which lay so close upon his shoulder yesterday?

Ele podia se lembrar de tudo agora; a imagem lamentável que representara, a forma absurda como ele se conduzira; fizera a mesma coisa que muitas vezes pensara consigo mesmo ser a coisa mais tola do mundo; e tinha se encontrado exatamente com as conseqüências nas quais, nesse sábio estado de espírito, ele sempre pressentira serem certas, se alguma vez fizesse um tolo de si mesmo. Estaria ele enfeitiçado por aqueles olhos lindos, suaves, semi-abertos, a boca suspirando, que estiveram tão próximos de seu ombro, ontem?

Será esse pensamento um tributo, uma inspiração ou somente coincidência aos “belos olhos” (fine eyes) de Elizabeth Bennet? O que vocês acham?

Há muito o que comparar entre Margaret Hale e Elizabeth Bennet e muitas diferenças também. Mas é preciso muitas leituras e confesso que os diálogos das classes trabalhadoras de North and South dificultam minha leitura, isso quando não impedem o entendimento com suas abreviaturas e linguagem quase bíblica. Mas não tenham dúvida, uma delícia.

Gosto muito de Jennifer Ehle, mas o sorriso e os olhos de Elizabeth Garvie são meus prediletos para Lizzie. E para Miss Hale tenho como referência apenas os olhos de Daniela Denby-Ashe.

Facebook Comments Box

11 Comentários

  • Nique

    Realmente Raquel a linguagem deles é quase biblica, estou lendo Lois The Witch também da Elizabeth Gaskell e as vezes sinto muita dificuldade para entender certas coisas, acho que fica até bem marcado as diferenças sociais principalmente entre as falas da Bessie e da Margareth.
    Dificlmente poderia escolher de forma imparcial entre beautiful or fine eyes, porque nunca assisti a versão de 1980, existe algo no figurino dessas versões antigas que eu não gosto muito.

    • Raquel

      Nique,

      o próximo que vou ler de Elizabeth Gaskell e não será tão cedo pois tenho outros na fila, será Mary Barton. Dizem que é muito bom.

      A versão 1980 de P&P não é ruim, mas também não é maravilha, só que fiquei encantada com Elizabeth Garvie!

  • lais

    Oi Raquel!
    Na minha humilde opinião, acho que Gaskell se inspirou sim em P&P. Isso é ótimo, torna o livro mais delicioso. Confesso que tive dificuldade com o estilo do livro nas partes mais sérias. Gostei, no livro quando Mr. Thornton diz que continuará amá-la,ele era obcecado por ela e seus belos olhos! Fiquei com peninha dele, coitado. Durante minha leitura de N&S eu pensei: Nossa Gaskell era obcecada por Thornton! Não sei se você teve ou terá essa reação. Por favor quando terminar sua leitura faça um post comentando o que achou, se não é pedir demais. Gosto muito de suas opniões.

    • Raquel

      Lais,

      minhas leituras tem sido tão entrecortadas ou tarde da noite que às vezes acabo esquecendo detalhes. E para fazer uma comparação precisaria reler algo que está quase impossível com a minha falta de tempo! Mas tenho vontade de escrever, e se o fizer colocarei aqui no blog ou no Lendo Jane Austen.

  • Heloise

    Raquel, eu também estou me aventurando na leitura de N&S… Estou ainda nos primeiros capítulos e estou lendo com toda a paciência do mundo, para não me embolar com a linguagem.
    Eu fiquei um tanto surpresa quando descobri que não existe tradução desta obra da Gaskell… Pensei que as editoras estavam mais ligadas na demanda por esse tipo de leitura…
    Você, com todos os seus contatos e influência neste ramo, não saberia informar se exitem planos para uma tradução em breve, por alguma boa editora?
    Meu inglês acaba não sendo o suficiente para uma completa compreensão…
    E acredito que esse não seja um protesto só meu..
    Beijos,

    • Raquel

      Heloise

      na verdade a demanda maior é para livros fáceis e não tenho tanta certeza se há um público tão grande assim para North and South. As pessoas dizem que gostam, mas se você for avaliar a maioria gosta mesmo é da série, por sinal muito bem feita pela BBC, sem falar dos que gostam mais ainda dos atores, mais especificamente de Richard Armitage!

      Mas acredito que talvez com o tempo alguma editora resolva publicar. A publicação de um livro é um processo longo e dispendioso – a procura por bons tradutores, as revisões e são muitas – só como exemplo, Orgulho e preconceito da L&Pm foram no mínimo quatro revisões. Esse tempo todo poderá ser o que o mercado esqueceu que gosta da North and South pois terá outro filme no momento e só meia dúzia de gatas pingadas vão querer ler a obra pesada de Elizabeth Gaskell!

  • Júnior

    “North and South” está na minha lista de futuras leituras. Pessoalmente, ainda não me decidi sobre quais são as expressões dos olhos e sorrisos que mais me prendem atenção: os de Jennifer Ehle ou de Keira Knightley (das duas únicas adaptações que assisti até o momento). As duas são bem diferentes, mas também muito belas.

  • Na

    Lindo, Mr. Thornton!
    Gosto da Daniela como Miss Hale, ela tem um olhar marcante, e um tom cômico em toda proposta de casamento. rs
    Eu realmente quero ler N&S, mas meu inglês não é dos melhores. Ainda não temos em português, não é?
    Agora, com melhor tradução, comecei meu O&P e gosto muito da forma de como Mr. Darcy fala dos olhos de Elizabeth.

    • Raquel

      Na,

      foi o que disse para a Heloise, é preciso boa tradução e isso demanda tempo. Prefiro não ler a ler uma lixo de tradução como muitas que grassam por aí.

  • Na

    Serei uma das gatas pingadas! rs
    Em inglês não vai dar certo. Espero por uma boa tradução.