web analytics
JUVENÍLIA,  LIVROS,  MISCELÂNEA

Juvenília de Jane Austen e Charlotte Brontë

Recebi a Juvenília de Jane Austen e Charlotte Brontë publicado pela Penguin-Companhia das Letras na semana passada e como queria verificar alguns detalhes acabei atrasando este post. Até o momento li apenas a juvenília de Jane. A parte de Charlotte terá que ficar para mais adiante. A tradução para o português é de Julia Romeu e quero deixar registrado que estou gostando muito.

Algo que me dei conta com esta leitura é que a juvenília de qualquer autor não seria algo que eu leria se não tivesse lido a obra principal. A graça de ler os textos dos nossos autores preferidos quando jovens reside na nossa curiosidade por suas vidas. Um querido amigo me chamava de “fofoqueira literária” pelo meu gosto em saber sempre mais sobre autores!

Os escritos juvenís de Jane Austen foram reunidos em três volumes pela própria autora que os intitulou Volume the First, Volume the Second e Volume the Third.

Neste livro, que é a tradução de uma edição de 1986 da Penguin, alguns textos ficaram de fora pelos motivos explicados pela própria organizadora, Frances Beer:

Inclui quase tudo do Volume Primeiro; do Volume Segundo devido a considerações de espaço excluí duas obras grandes, Lesley Castle e The History of England; do Volume Terceiro excluí Evelyn. Lesley Castle e Evelyn são enfadonhas, portanto foram abandonadas sem arrependimentos. The History of England foi um sacrifício maior, mas ao contrário das outras obras, não reflete o desenvolvimento de Austen como romancista e por isso acabei decidindo não incluí-la.

E pelas minhas conferências ficaram de fora também “The Generous Curate”, “The First Act of a Comedy”, “A Letter from a Young Lady”, A Tour through Wales”, “A Tale” e algumas cartas da “Uma coleção de cartas”.

Mas nenhuma dessas faltas impedirá o prazer da leitura e vocês encontrarão muito o que saborear. Começando pelo humor, um certo nonsense e em alguns casos a língua afiada! Sem contar as surpresas de encontrar nomes e enredos que lembram seus romances principais.

Juvenília de Jane Austen e Charlotte Brontë

7 Comentários

  • Fernanda Huguenin

    Raquel, realmente a juvenília da Austen é muito
    prazerosa além de engraçada rs. Entre meus textos prediletos estão Frederic e Elfrida,As três irmãs,Sir William Montague,Jack e Alice, “Uma coleção de cartas” e Catharine,ou o caramanchão.

    Sobre os textos que ficaram de fora, quem sabe , na biografia que a
    Pedrazul vai lançar tenha alguns deles? 😀

  • Marcia

    Não vejo a hora de ler, tbm estou na fase “fofoqueira literária”. q seja!
    😉

  • Rebeca Lima

    Ah, Raquel, eu também sou uma fofoqueira literária, hehehe!

    Eu gostei muito desse livro, não só por conhecer a Juvenília de duas autoras do meu coração, mas porque todas as notas trouxeram informações muito interessantes. E aquele texto de introdução, puxa!, foi uma aula que eu não tive (e provavelmente não vou ter) na faculdade.

    Tenho que dizer que prefiro a Juvenília da Jane… Sei lá, acho ela mais ‘moleca’, mais divertida, até mais feliz que a Charlotte. Claro, a parte da srta. Brontë também é bem interessante. O rumo que ela dava à própria escrita é muito diferente do que ela coloca nos romances. Mas quando vai chegando pro final (na parte de Elizabeth Hayter), a gente vê que a cabeça dela mudou muito… Aliás, tem uns trechos que são bem parecidos com o que ela põe em “Jane Eyre”.

    Mas eu ainda prefiro a Jane… Ela é engraçada demais!

    Beijos e até mais!

    P.S.: Tempão sem comentar aqui… Culpa do computador, que tá há um mês quebrado!

  • Tayanne Alves

    Nossa, o que ficou de fora vai além do que eu imaginava. Mas com certeza vale a leitura. Estou adorando!

    Porém tenho uma dúvida, Raquel.
    Lady Susan não faz parte da juvenília da Jane? Eu sempre imaginei que sim, porém não está no livro e nem mesmo na sua lista do que falta.

    Obrigada!!