web analytics
LIVROS JANE AUSTEN,  MISCELÂNEA

As memórias perdidas de Jane Austen por Syrie James

As memórias perdidas de Jane Austen, Syrie JamesO mais novo romance publicado em português sobre o mundo de Jane Austen é de autoria de Syrie James, As memórias perdidas de Jane Austen.

O livro, publicado pela editora Record, com tradução de Cláudia Mello, já está na pré-venda da livraria Saraiva.

O mote central é sobre um grande amor na vida de Jane Austen, uma tema recorrente em livros romanceados sobre a autora. A ausência de informação de sua vida pessoal certamente contribui para tal curiosidade. A conferir.

SINOPSE

Embora seus livros tenham interessantes histórias de amor, a vida amorosa da autora nunca foi considerada notável. Esse foi o ponto de partida para Syrie James, estudiosa de Austen, criar uma versão romanceada sobre a vida da aclamada escritora. E se memórias escritas pela própria Austen fossem descobertas, revelando um grande caso de amor?

Facebook Comments Box

24 Comentários

  • Rebeca Lima

    Raquel, você é simplesmente incrível!!! O Jane Austen em Português não é só ótimo de ler, mas é de uma utilidade enorme! Fico sabendo de tantas coisas que são importantes pra mim (livros, filmes, séries) aqui. E ultimamente você só tem trazido boas notícias (o box da Logon, Morte em Pemberley…). Esse livro tá na minha lista há tanto tempo, que eu já nem tinha esperanças de que saísse traduzido no Brasil. Que coisa maravilhosa! E a capa tá linda demais (até melhor do que a do livro em inglês).

    Só pra constar, a autora fez um livro sobre a Charlotte Brontë também, no mesmo estilo. E se não me engano, foi indicada (ou ganhou, eu realmente não lembro) um prêmio por seu trabalho.

    Ah, ela também fez um livro no ponto de vista da Mirna, de Drácula.

    Beijão e até mais!

    P.S.: Vou correndo cadastrar o livro no Skoob.
    P.S.2: Record, por favor, dá um livro pra Raquel e um pra ela sortear, né?

    • Raquel Sallaberry Brião

      Rebeca,

      são tantos autores escrevendo sequências ou livros inspirados em Jane Austen principalmente que não consigo acompanhar tudo. Se a Record dispor um livro apra sorteio eu certamente o farei.

  • Fernanda Huguenin

    Hummm, parece interessante, mas o que me preocupa é se o livro será escrito meio que romanceado ou bastante baseado na biografia da Jane,rs,mas ficarei atenta com as novas informações sobre ele. ^^

    • Raquel Sallaberry Brião

      Fernanda,

      também não faço ideia de quão romanceado é o livro.

  • Júnior

    Minha primeira impressão sobre esse livro é boa, mas antes tenho que terminar de ler a obra de Jane. Ainda faltam “Mansfield Park” e a Juvenília. Mas pretendo conferir algum dia, por curiosidade.

    P.S.:Sei que não podemos confiar muito nessas frases de capa, mas essa do “Los Angeles Times” foi forte, hein?

    • Raquel Sallaberry Brião

      Júnior,

      sempre que tentam romantizar a vida de Jane fico em dúvida, mas como não li, não tenho certeza.

  • Marcela M.

    Essas versões romanceadas… não sei… mas este livro me parece ser bom (assim espero!)

    • Raquel Sallaberry Brião

      Marcela,

      estamos no aguardo. Como já disse para o Júnior sempre tenho receio de coisas românticas demais.

  • Dayana Costa

    Eu li o livro que a Rebeca mencionou sobre a Charlote Bronte (Miss Bronte). Eu achei interessante, mas preferia um milhão de vezes ler uma biografia de verdade, sem romance.

    Outro dia eu passei na saraiva e peguei este livro em mãos. Até aquele momento eu nutria a ilusão de que era uma biografia de fato, mas então ao folheá-lo eu percebi que se tratava de uma biografia romanceada. Então fiquei com o pé atrás porque uma coisa é ler uma biografia romaceada da Charlote Bronte outra BEM diferente é ler algo do tipo sobre a querida Jane Austen…mas apesar da desconfiança ainda pretendo ler o livro.

    Eu gostaria muito que alguma editora se aventurasse a publicar uma biografia de verdade. Eu adoraria ler os fatos e as especulações (adoro as fofocas tbm) sobre a Jane Austen, mas enquanto isso não acontece vou me contentar com esse…

    Gostaria muito de saber a sua opinião sobre o livro. Quando você ler (se ler) compartilhe sua opinião com agente!

  • Dayana Costa

    Raquel,

    me esclareça uma coisa, se você sauber. Como o livro é romanceado fiquei com uma baita dúvida. Essa história desse baú (com manuscritos, uma espécie de diário) encontrado na parede do sotão de uma das casas que a Jane viveu é fato ou é ficção?

  • Jaqueline

    Acabei de ler o livro e simplesmente amei! Recomendo para todos os fãs de Jane Austen.

  • Fernanda Huguenin

    Pesquisando mais sobre esse livro, achei no Skoob, 2 resenhas
    positivas dele. A que mais chamou a minha atenção,foi uma que elogiou o livro,dizendo que mesmo ele tendo um pouco de ficção, ele era baseado em cartas da Jane, a leitora que fez essa resenha chegou a mencionar o filme Jane Austen Regrets,e no mais, ela deu a entender que o enredo do livro é mais focado no que tinha nas cartas Austen, e o livro não era meloso .Admito que depois que li essas duas resenhas, fiquei com vontade de ler. Para os que ficaram curiosos com as resenhas, deixo o link delas: http://www.skoob.com.br/livro/resenhas/324299

  • Amanda Melanie

    Comprei o livro e só li o prefácio, ainda…
    É simplesmente maravilhoso. De acordo com as informações colocadas ali, a história é toda real, pois foi retirada de manuscritos da própria Jane.
    Quando eu ler (vou demorar porque não quero que acabe tão rápido…), volto aqui para falar sobre. *-*

    Amanda Melanie
    Literatura em Série

    • Raquel Sallaberry Brião

      Amanda,

      o que li até o momento é que foi baseada nas cartas de Jane Austen, mas ainda assim é ficção.

  • Fernanda Huguenin

    Terminei essa biografia ontem. Fiquei muito feliz de
    ao ler o livro,ver que ele mostrava uma Jane mais
    alegre , sarcastica e de bem com a vida, mesmo depois de
    certos momnetos tristes que ela e sua família passaram.

    E o romance que tem no livro, NÃO é meloso!!!

    E achei muito interessante a escritora (Syrie James) ter mostrado as pessoas que (talvez) tenham inspirado certos personagens, como o
    nosso tão famoso Mr.Collins!

    No geral, não gostei de apenas 2 coisas *que não posso entrar em detalhes pq são spoillers rs*,mas que eu posso ignorar,sabendo que
    são apenas parte da imaginação da escritora!

    Enfim,para as Janeites, recomendo o livro,ele é muito bom! =D

    • Raquel Sallaberry Brião

      Fernanda,

      que legal! Quer escrever um post sobre sua leitura?

      • Fernanda Huguenin

        Oi Raquel, eu gostaria, mas fico em dúvida se eu poderia
        contar certos detalhes que podem ser spoillers. Pois acho
        que o texto ficaria explicativo se eu mencionasse todos os
        detalhes que gostei e desgostei hehe.

      • Raquel Sallaberry Brião

        Fernanda,
        uma ideia seria mencionar primeiro o que não fosse spoiler e depois avisar que a partir deste trecho tem spoiler. Eu posso colocar uma divisória para ocultar a partir dos spoilers.

  • Sarah Brandão

    Acabei de ler esse livro e estou com opiniões muito diversas…Bom, é verdade que a leitura prende muito (eu por ex terminei em uns tres dias) mas depois que acaba a gente fica uma sensação estranha. O livro não deixa claro pela capa ou pelo prefácio que se trata de ficção, portanto a gente fica toda a leitura com uma dúvida que não queremos solucionar exatamente pra não estragar a magia. O romance em si é bem escrito mas chega um ponto que os paralelos com orgulho e preconceito e razão e sensibilidade tornam a leitura um tanto constrangedora… o ponto alto é a construção do herói que é muito carismático e misterioso ao mesmo tempo, o que o torna muito atraente… Em alguns momentos, parece mesmo a voz de Austen, em tiradas ironicas etc, mas outros não combinam com a personalidade que conhecemos dela, como quando são descritos roupas e feições muito detalhadamente ou quando diz que ela gostava muito de crianças.. o pior nesse aspecto foi uma descrição absurdamente romantizada de uma manha com “céu azul e nuvens fofinhas” que eu imagino que nunca sairia da pena de Austen.. O desfecho, como todos podem imaginar, portanto não se trata de spoiler, é trágico, mas a desculpa dada pela autora para o fim de um romance tão intenso (e até que bem construído nesse aspecto, apesar de inserir certos contatos físicos inadequados historicamente) me pareceu insuficiente e forçada e não consigo imaginar uma pessoa que eu imagino ter tido uma das personalidades mais fortes de sua época ter tido a atitude submissa dessa “personagem” Jane.
    Eu sempre imagino que Jane Austen teve sim um grande amor que não se transformou em casamento por motivos realmente intransponíveis e sérios que foram muito cuidadosamente ocultados…
    Sei que a parte de contar sobre um manuscrito perdido numa antiga casa onde Austen morou faz parte da construção do enredo mas não consigo deixar de achar a forma como isso é colocado no livro um tanto desonesta, tenho certeza de que muito gente leu e realmente achou que tudo era verídico, já que a explicação no final é metafórica e vaga… esse livro merecia uma observação séria do tipo “esta obra é puramente ficção..” etc, assim poderíamos julgá-lo sem toda a carga de emoção que causa a possibilidade de ser verdade alguma das coisas escritas

    Enfim, minha opinião é de que é um bom romance mas presunçoso demais em querer ser uma auto-biografia perdida e entendo que tenha causado raiva em alguns fãs da Jane que leram…talvez essa autora devesse usar toda essa imaginação e boa mão em romances não relacionados À vida real de ninguém, sem precisar emprestar seus personagens da vida real.