web analytics

25 Comentários

  • Lívia

    Nossa! Eu assisti a série um tempo atrás, lembro que foi o que salvou meu Halloween. Eu gostei, espero que consigam fazer um filme legal, ainda que corte muito da história.

  • Amanda Vieira

    Concordo com você sobre achar a série meio sem graça… Eu vi faz um tempinho já, mas eu lembro de na época eu ter ficado meio de boca aberta com a história de falarem que o Wickham era santo e a Lizzie ter ficado como personagem secundário.

    • Raquel Sallaberry

      Na,

      faz tempinho que estou para assistir de novo, mas… ai ai!

  • Amanda Vieira

    O que acontece é que na série Wickham conta a “verdadeira” história sobre Georgiana: que ela era apaixonado por ele e ele a rejeita, fazendo com que a irmã do senhor Darcy se revolte e conte a história “mentirosa” de que Wickham quis se aproveitar dela.

    • Raquel Sallaberry

      Amanda,

      é a mesmo coisa que deixar um mentiroso contar a história!

  • Amanda Vieira

    Pois é! No primeiro episódio achei legal até, mas quando começaram a mudar totalmente a história fiquei meio desapontada. O mesmo aconteceu quando eu vi Palácio das Ilusões (Mansfield Park). Eu fiquei assustada na cena em que mostra os desenhos de Tom Bertram em que ele retrata a situações dos escravos. Ah, e no livro a Fanny é uma moça meio que submissa (não sei se essa a palavra certa para descrever o jeito dela, mas espero que você tenha entendido o que eu quero dizer) e no filme é retratado exatamente o oposto, uma Fanny que tem mais atitude, acho.

    • Raquel Sallaberry

      Amanda,

      esse é outro filme que poderia ter sido soberbo mas se perdeu nas pregações ideológicas.

  • Évila Santana

    Olá Raquel !!!
    Eu já assistir também o seriado é um pouco engraçado mas é estranho ao mesmo tempo pois a história muda com o sumiço de Elizabeth e não gostei do Wickham da uma de inocente na história.
    Eu estava vendo em um site de Jane Austen que o livro Lost In Austen me parece mais interessante pois é meio que um jogo você que cria o final do livro e você é a Elizabeth Bennet na história ,eu queria até comprar o livro só que não encontro.

    • Raquel Sallaberry

      Évila,

      sim o livro, em inglês, é uma espécie de jogo que inicia, onde você é Elizabeth Bennet e vai fazendo escolhas que acabam por fazer parte de outros livros de Jane além de Orgulho e preconceito. Você pode comprá-lo na Barnes and Noble por 1.99 USD (usado) e na Abebooks (1.00 USD).

  • Nique

    Eu adorei essa série, quando assisti não fiquei esperando ver mais uma adaptação de O&P, assisti como se fosse uma fanfiction AU, e achei bem legal …

    • Raquel Sallaberry

      Nique,

      eu também não esperava ver O&P, mas esperava que me fizesse rir. Tentei, mas não consegui… humor é uma coisa muito particular e às vezes nem eu entendo o meu!

  • Natalie Silva

    Achei a série até boazinha…mas na minha opinião, o que deixou a desejar foi o elenco, faltou aquela intensidade dos filmes adaptados que já assisti! Maaaaas, queria muito ser a personagem principal, não posso mentir!! rsrs
    Beijocas!!

    • Raquel Sallaberry

      Natalie,

      não gostei muito, mas uma adaptação de Nora Ephron parece promissor.

  • Rebeca

    Que notícia legal! Eu não vi a série, embora tenha gostado da idéia. Mas se o filme vai ser da Nora Ephron, tem tudo pra ser um filme charmoso.
    Aliás, ela deve gostar de Jane Austen, hein?
    Bjos,
    Rebeca

  • thais

    Eu achei a série lamentável, retrata Elizabeth de forma sem graça, tranformando ela numa personagem egoista e em nada espirituosa como é Lizzy no livro, quer dizer ela é a alma do livro e simplesmente a série ignorou esse fato, quanto a Mr. Darcy foi tranformado num simples homem “carrancudo” e sem nenhum senso do que é honra, pois o Mr. Darcy do meu livro preferido nunca pediria uma mulher em casamento e voltaria atrás, sem falar em todos os outros personagens que foram totalmente desconstruidos, fora que nenhuma das atitude s tomadas por”amanda” faria Mr. Darcy se apaixonar por ela, pois muitas vezes beira a vulgaridade, enfim, comigo não tem meio termo ou eu amo uma coisa ou eu a odeio, e simplesmente eu amo o livro e acho que o que fizeram com ele foi uma palhaçada.

  • Lulis

    Oi, Raquel,
    Não conhecia o seu blog, gostei bastante, parabéns. Jane é diva e merece muitos blogs dedicados à obra dela.
    Sabe que eu nunca tive coragem de ver Lost in Austen? É que eu amo tanto a história de Orgulho e Preconceito, que fiquei resistente em ver quando soube que a menina ia pro passado e ficava se engraçando pro lado do Darcy e roubando o lugar da Elizabeth, tenho ciúmes, acredita? hahaha
    E acontece que comprei e li Orgulho e Preconceito e Zumbis, de tanto ouvir falar, e eu amo uma novidade (não briguem comigo, pls), é que sou tão fã de zumbis e de O&P que achei que poderia ver alguma coisa interessante com essas duas coisas juntas. Só consigo definir o livro como bizarro. E depois fiquei pensando o quão injusto é o autor fazer apenas 20% de alterações e ganhar dinheiro com uma obra de domínio público.
    Enfim, depois disso tô muito com o pé atrás em ler essas “alterações”. Quero manter a história intacta na minha cabecinha romântica.

    • Raquel Sallaberry

      Lulis,

      que interessante… Você gosta de zumbis e não gostou do livro. Eu como não gosto de zumbis, também o achei terrível. E para completar minhas confissões, Lost In Austen também não caiu no meu gosto.

  • Sandra Cabral

    Raquel
    Vou confessar que tive que tomar coragem pra assistir, concordo com a Lullis, minha cabeça é romântica e O&P e tambem as outras obras de Jane Austen são uma “instituição” a ser respeitada, assisti a muitas coisas que gostei, desta seríe gostei apenas porque o começo retrata bem a realidade nossa de leitor que troca até um outro programa aparentemente irresistivel por um sossego é um livro de Jane.
    Bjs