web analytics

Mais dicas de Denise: versões traduzidas e adaptadas (ou condensadas) para o português dos livros Orgulho e preconceito e Razão e sensibilidade.

  • Orgulho e preconceito, adaptação de Paulo Mendes Campos da Ediouro.
  • Razão e sensibilidade, adaptação de Lidia Cavalcante-Luther da Scipione. Nesta adaptação traduziram o título como Razão e sensibilidade, diferente da tradução de Ivo Barroso, Razão e sentimento.

Orgulho e Preconceito, tradução Paulo Mendes Campos

PS: Eu fiquei aqui mordendo a língua mas tenho que falar. Desculpe-me senhor ou senhora capista, mas essa capa não combina* com Orgulho e preconceito e já foi usada numa versão/continuação chamada Mr. Darcy Takes a Wife (livro nada elogiado por admiradoras de Jane…). Se vocês quiserem ter uma idéia do tal livro, leiam as avaliações dos leitores na Amazon. E para completar, se eu comprasse esse livro para uma menina para que ela entendesse e gostasse de Jane Austen, eu colocaria um capa nova.

* Este estilo de capa é o que costuma-se chamar “sabrina-bianca-júlia”. Já mencionei este estilo aqui e para uma idéia mais clara leiam esta divertida análise de Leticia no Flanela.

Views: 753

Artigos recomendados

4 comentários

  1. Esa primeira capa, da esquerda, é visual de editora didática, Raquel, a preimeira ilustração é do tipo adorado pelas editoras de didáticos. Não tem salvação, vai daí pra pior.
    Já o da direita me parece algo um tequinho mais sofisticado que Sabrina. De qualquer modo, soa àquilo que falei, são sugestionamentos eróticos (que obviamente, neste caso, decepcionarão quem entrar de gaiato).

  2. Leticia,
    só me referi a segunda capa.
    No aspecto gráfico, a imagem é mais sofisticada (é uma pintura), o fundo preto com uso da fonte Poética e seus belos ampersands sempre dão um aspecto fino e se fosse outro livro, que não Orgulho e preconceito, eu não teria nada a dizer. Mas essa rapariga, nessa atitude e com essa roupinha, não me convence como Lizzie Bennet!
    A capa de Razão e sensibildade, mesmo não sendo bonita e um pouco infantil, condiz como assunto.

  3. Oi, Raquel!
    A ida à Bienal foi traumática, esperava mais… piorou por causa do tempo quente, do transporte público, filas… isso mata a vontade ehehe Confesso que me arrependi por não ter aproveitado alguns quadrinhos em promoção. Mas vi preços de livro, em geral, equivalente às livrarias.

    E o banheiro, gente?? Mico total!!! Ou quase… 🙂

    Beijos!


  4. não tivemos problemas com transporte, o domingo estava calmo… mas eu sempre digo, “esta é a última vez que venho na Bienal…”, você acredita? nem eu…
    beijoca

Comentários estão encerrado.