web analytics
LIVROS JANE AUSTEN

Jane Austen em francês – La Pléiade

Como eu pude me esquecer! Jane Austen está na Bibliothèque de la Pléiade, da editora Gallimard. Fazer parte da Pléiade é a glória, do ponto de vista editorial e de loucos por livros*, bien sûr

Um pouco de história. A coleção foi criada em 1931 por Jacques Schiffrin para substituir os livros pesados com o lema “Publicar o máximo da obra de um autor num mínimo de volume”. Ele projetou livros que não passavam de 17,5cm x 11cm, impressos em papel-bíblia, com capa de couro e dourada em ouro 24 quilates. Em 1935, a beira da falência o senhor Schiffrin vendeu sua pequena editora para Gaston Gallimard. Nestes quase oitenta anos já foram publicados 195 autores, 550 volumes e 45 albuns (informações da Wikipédia datada de 2008 – links abaixo).

As cores das capas dessa coleção são determinadas pelo século e pelo que pude entrever a obra de Jane Austen ficou no século XVIII. Em 2000 foi publicado o Tomo I com as seguintes obras:

TOME I : L’Abbaye de NorthangerLe Cœur et la RaisonOrgueil et préjugé. Appendices : Lady SusanLes Watson. Œuvres de jeunesse : Amour et amitiéHistoire de l’Angleterre, 1168 pages, rel. peau, 105 x 170 mm. Collection Bibliothèque de la Pléiade (No 469), Gallimard -oec. ISBN 207011323X.

Suponho estejam ainda trabalhando no Tomo II pois as correções e revisões são feita à exaustão! Tradução do inglês por Pierre Arnaud, Pierre Goubert e Jean-Paul Pichardie.

* Glória mesmo é ser lida com fervor duzentos anos depois, seja em papel-bíblia ou papel-jornal.

Esta capa (do site Amazon) não mostra a beleza das capas.
Vejam mais capas neste link: Bibliothèque de la Pléiade

CONSULTAS:

  • “Livros da Pléiade seduzem leitor há quase 70 anos”, O Estado de São Paulo, 15/08/1999. Texto de Martine de Rabaudy (L’Express), tradução de Luíza Mendes Furia.
Facebook Comments Box

14 Comentários

  • Leticia

    Uhuuuu, La Pléiade…

    Se bem estou lembrada (pode ser que não, faz muito tempo que li isso e posso ter me traído com outra editora), Sartre e Camus foram revisores na Gallimard.

    E fiquei toda prosa ao saber que Razão e Sensibilidade ficou “Le Cœur et la Raison”, Elaine! (em outro post de Raquel, defendi, de certa maneira, essa tradução. Acho que fica mais acessível ao público.

  • Carlos Eduardo

    Aqui no Brasil a Nova Aguilar faz um trabalho parecido com o da Bibliothèque de la Pléiade. Depois de ler este post dei uma olhada no catálogo da N.A. e vi que há , também, autores apenas medianos publicados com toda sofisticação. Jane Austen, infelizmente, não está no catálogo da editora e talvez não faça parte dos planos de publicação. Sinceramente não consigo entender esse descaso com a melhor escritora da melhor literatura do mundo.

    *
    Raquel, espero que você tenha recebido a mensagem que te enviei através do link “contato” deste blog. É sobre o post do dia 20-II-09.

    Abraços e ótima semana!

  • Raquel

    Leticia,
    Será que revisavam direitinho?
    Repito o que disse para a Elaine, a palavra coração me dá nos nervos!

  • Raquel

    Carlos,
    vou dar uma espiada no Nova Aguilar.
    Mensagem recebida e já enviado.
    Obrigada e para você também.

  • Lolla

    Fiz o post, Raquel. 🙂 Durante a semana, quando eu tiver mais tempo, faço uma photo session com os livrinhos e as dolls. E não se preocupe, 5 libras é tranquilo – te mando o livro em breve! 🙂

  • Raquel

    Lolla,
    muito obrigada, gostei muito da fotos. O que são aqueles bolinhos com um pingo colorido em cima? Socorro!!! eu comeria uns 20 ou mais de uma sentada… tenho certeza.

  • Hernandez

    Santa Raquel!

    Um dia desses, desesperado (rsrsrsrs), eu havia procurado o Mansfield na Amazon francesa e “rien” (nada)! Nem pensei na tal coleção, da qual já ouvira falar. É, de fato, uma boa opção, já que não se encontra a obra ainda em Português. Pela menos, Jane Austen ajudará a treinar meu combalido francês.

    De qualquer modo sua cutucada na L&PM me deu muitas esperanças a respeito do assunto.

  • Raquel

    Henandez,
    não me beatifique ainda!
    Mesmo na Pléiade o Mansfield ficou, suponho, para o segundo tomo, que ainda não foi publicado! Eu pelo menos não achei e o site da Gallimard, além do meu péssimo francês também é um labirinto.

    Mas me aguarde, estou pesquisando os livros em espanhol e russo (risos)!

  • Hernandez

    Achei duas edições do Mansfield Park em Francês na Amazon. Um dos leitores considerou a tradução de uma delas “execrável” (Coleção Domaine Étranger, tradutora Denise Getzler). Cuidado, portanto!

    Quanto ao preço da coleção Bibliothèque de la Pléiade (Gallimard), vejam como somos “felizes”: o preço francês do Tomo I é 54,63 euros. Considerando a cotação euro/real de hoje, teríamos um preço de R$ 164,98. No entanto, na Livraria Francesa, o preço do mimo é R$ 256,50! Lembrem-se que não incidem taxas alfandegárias sobre a importação de livros. E que, provavelmente, o preço obtido pela Livraria Francesa é inferior ao da Amazon. A diferença de 91 reais representa frete e lucro. Preciso comentar alguma coisa?