web analytics
MISCELÂNEA

Gazeta de Meryton, 11 de abril de 2010

EDITORIAL

Muito importante, MESMO!

Já está na internet (na fase final) o ante-projeto do Marco Civil da Internet, que definirá direitos e responsabilidades na WEB.

Todos nós que escrevemos na internet em blogs, sites ou mesmo comentários, estaremos sujeitos ao que for definido por este projeto, que ainda está no ante-projeto, mas em vias de ser aprovado. E ainda há muito coisa controversa ou mesmo absurda, como exemplo, o artigo 20, que dá margem a retirada do ar de qualquer publicação por simples alegação de quem se sentir ofendido, com ou sem razão, sem passar pelo Judiciário.

O provedor de serviço de Internet somente poderá ser responsabilizado por danos decorrentes de conteúdo gerado por terceiros se for notificado pelo ofendido e não tomar as providências para, no âmbito do seu serviço e dentro de prazo razoável, tornar indisponível o conteúdo apontado como infringente.

Não sou jurista, nem especialista em internet, mas na minha opinião, isto está muito mal parado. Lendo todos os artigos e comentários, acho que este projeto pode estar bem intencionado mas, ao fim e ao cabo, será um desastre e um retrocesso em termos de liberdade de expressão da maneira como se encontra.

Dando um exemplo simples e que ocorre aqui no Jane Austen em Português: faço pequenas resenhas e comentários, tanto de livros como de filmes e digo o que penso. Imaginem se eu não puder mais dizer que li um livro ou assisti um filme e não gostei? Não poderei falar nada? Terei que só elogiar? pois o autor ou editor, ou ambos, podem se ofender profundamente e alegar(em) danos os mais variados desde sua saúde sensível a perdas financeiros e solicitar que meu blog seja retirado do ar sem passar pelo judiciário?

Não, não! Eu quero a Lei. Sempre. Se você efetivamente cometeu um crime você deve ser processado, isto não se discute e nem põe em dúvida – mas não podemos ficar a mercê de picuinhas de comadres, medíocres ressentidos, stalkers profissionais etc.

Bem, ainda é tempo de participar do debate e vocês podem contribuir com sua opinião abaixo de cada artigo. Cliquem aqui.

~~~

Resultado do sorteio do post “Qual casal?” : Lia Costa. Entre em CONTATO.

Boa semana para todos!

LIVROS

Pride and Prejudice, a edição comentada da Norton, no Alibris, por apenas 1.98 dólares. Dessa forma compensa o frete. Não esqueçam, entrem em contato antes e peça a forma mais barata de envio.

BIBLIOTECA JANE AUSTEN

Novos livros catalogados:

Coleção CRW Collector’s Library

BLOGS

Mar de Historias

Resenhas de Orgulho e preconceito da jornalista Andreia Santana

Farnham UCA Project

Este blog acompanhará alunos de design na Farnham University of Creative Arts que farão trabalhos inspirados nas peças do  Museu Jane Austen, Chawton.

Coruja em Teto de Zinco Quente

Resenha sobre o livro Sense and Sensibility and Sea Monster

MISCELÂNEA

João Pereira Coutinho, perguntado sobre política, diz que está a ler Jane Austen. (veja no item 18)

Palavras cruzadas (em inglês) com tema Jane Austen no site dowedo.co.uk

OBITUÁRIO

Corin Redgrave, morre aos 70 anos, em Londres.

IMAGEM

Corin Redgrave como Sir Walter Elliot em Persuasion 1995

Facebook Comments

12 Comentários

  • tania

    Oi,Raquel!Tudo bem?!Li na revista Veja edição 2157/24 de março,um texto a respeito de Jane Austen e os Zumbis,achei o divertido e interessante:não fala só sobre o livro,mas sobre a nossa Jane tambem,muito bacana,confira!bjs!

    • Raquel

      Tania,

      sim, tenho aqui comigo a reportagem, mas como já disse pra outro leitor, tenho um fila imensa de posts e o assunto zumbi me dá uma preguiça imensa… mas claro que falarei, mais cedo ou mais tarde.

  • Cynthia

    Uma perda a morte de Corin Redgrave, que ele possa descansar em paz! A cena em que ele, como Sir Walter Elliot, admira sua própria imagem refletida nos talheres vai ficar na minha memória por um bom tempo.

  • Júnior

    Raquel, eu não estava sabendo dessa lei que pretende restringir a liberdade de expressão na Internet. Quer dizer então que, se uma pessoa simplesmente sentir inveja do seu blog e acusá-la de ofensa sem nenhum motivo convincente, exatamente para lhe prejudicar, seu blog poderá ser retirado do ar sem qualquer análise mais aprofundada e justa? Minha nossa, onde vamos parar?
    É claro que somos nós que devemos nos informar das leis que regem nosso país e a sociedade, mas é impressão minha ou essa lei está tramitando por “debaixo dos panos”? Não havia visto nada sobre isso, a não ser no twitter da Denise Bottmann e agora aqui no “Jane”. Ainda bem que ainda está na fase do ante-projeto e há tempo de tentar mudar isso. Vou deixar minhas opiniões no debate online.

    Ótima semana!

    • Raquel

      Júnior,

      a lei não está sendo feita para restringir a liberdade de expressão, mas do modo que está o ante-projeto dá margem para isso, por vários motivos, legais e técnicos.
      É muito bom que mais pessoas entrem no debate.

  • Leticia

    Acho que faltou um pouco de debate sobre essa parte (as picuinhas) no Marco Civil. Também acho que deveriam tentar clarear um tema difícil nessa seara: a liberdade de avaliar a qualidade técnica de produtos (todos sabem, o caso dos livros recentemente). Até onde é subjetivismo (p. ex., eu não gostar de um produto de padaria por puro gosto) e até onde a análise negativa é responsável e deve ser levada em conta (como no caso da Denise Bottmann)?

    Só sei do seguinte: assim como é prejudicial às empresas, ao trabalho, etc. qualquer um jogar um juízo irresponsável, sem mais aquela, na net, também é cerceamento, censura e mordaça das mais inimagináveis o consumidor ter de calar pra preservar sei lá o quê, por exemplo, numa editora claramente safada ou numa padaria que faz brigadeiro com farinha.

    • Raquel

      Leticia,

      eu espero que não aprove a coisa como está, pois me pareceu confuso e já temos leis confusas de sobra por aqui!