Mr. Duckcy e Elizabeth Pennet

Mr. Duckcy e Elizabeth Pennet são os protagonistas da edição 3292 de dezembro de 2018 da revista Topolino, com  as personagens Disney, Pato Donald e Margarida sua namorada inspirados em Mr. Darcy e Elizabeth Bennet de Orgulho e preconceito.

Fiz uma busca para ver quando seria publicada no Brasil e descubro que a editora Abril que publicava as revistinhas da Disney deixou de fazê-lo em junho do ano passado, e o pior, não encontrei quem tenha comprado a licença de publicação. Algum leitor do blog saberia me informar?

Na Itália a editora licenciada é a Panini e lembrei que tem filial brasileira, mas não encontrei por lá também. Voltei para o site italiano e tentei comprar mas não enviam para o Brasil.

Vocês já podem imaginar minha decepção… Uma publicação tão graciosa e talvez não tenhamos traduzida para o português.

A Jasit (Jane Austen Society of Italy) publicou uma ótima entrevista com os ilustradores, Teresa Radice e Stefano Turconi, autores da adaptação de Orgulho e preconceito. Além da entrevista (em italiano) podemos ver mais desenhos com outros personagens como por exemplo, Gaston Wickham.

Mr Duckcy e Elizabeth Pennet


ENTREVISTA: “Da Pemberley a Paperopoli” (de Pemberley a Patópolis)
SITE ILUSTRADORES: La casa senza nord

Elena Ferrante e Jane Austen

Hoje, quando li o nome Elena Ferrante em uma notícia tive a certeza que já havia escrito esse nome e só podia ser no Jane Austen em Português, pois não lembrava de nenhuma assunto diferente que a tivesse mencionado.

Encontrei o post: Sense and Sensibility da Folio Society; a escritora é autora do prefácio da última edição da coleção Jane Austen da Folio, aquela com as divinas capas douradas e que estou sonhando faz tempo em comprar a coleção completa. Tenho apenas Pride and Prejudice.

A italiana Elena Ferrante é considerada uma das autoras mais importantes da literatura do século 21, mas só é conhecida por seus editores e raramente dá entrevistas, que são todas por email. Há especulações que seria alguém conhecido do mundo das letras, mas não há nada confirmado, portanto colocarei uma imagem do livro prefaciado.

A adaptação de seu livro, A amiga genial, pela HBO para uma série de oito episódios foi lançada agora em novembro e em sua mais recente entrevista afirma que “suas obras tiveram grande inspiração na personagem Elizabeth Bennet, de Orgulho e Preconceito que tem uma protagonista que é “uma verdadeira força da natureza, e um dos melhores exemplos de protofeminismo da literatura”. A reportagem completa, em português , está no link abaixo.

Elena Ferrante - prefácio de Sense and Sensibility da folio Society

Elena Ferrante – prefácio de Sense and Sensibility


FONTES: Artigo Destak Jornal | Elena Ferrante Wikipédia | Imagem da Folio Society

As irmãs Benedito e o Tarot

As irmãs Benedito e o Tarot, feito especialmente para novela Orgulho e Paixão, por Zoe de Camaris. Em primeiro lugar agradeço a Zoe a menção ao Jane Austen em Português em seu em seu blog. A seguir um pouco sobre o Tarot nas palavras de Zoe de Camaris.

Sendo o Tarot um produto da imaginação humana é natural ver sua ligação com o mundo do Cinema, da Poesia, da Literatura e das Artes Plásticas. É possível identificar facilmente a presença dos arcanos em obras de arte, assim como é possível ler uma história através das cartas. Você conseguiria, por exemplo, identificar quais são os arcanos maiores presentes em Romeu e Julieta? E poderia modular os acontecimentos com os arcanos menores e as personagens das cartas da corte? Tente! É instigante e divertido.

Transcrevo para vocês apenas as cartas e as características principais de cada heroína, com links nos seus nomes direcionando para o site da Globo para que possam ler os textos completos.

Elisabeta Benedito — A Força (Arcano XI), no Tarot, se refere à firmeza de caráter, à inteligência emocional e à energia feminina. A carta é um retrato da heroína de Orgulho e Paixão: .

Jane Benedito — A Estrela (arcano XVII) é uma carta de proteção que anuncia um futuro feliz, mesmo que ele demore a chegar. Associada à pureza e à alma, propicia boa sorte e uma grata aceitação aos obstáculos encontrados no caminho. A Rainha de Copas, no Tarot, é associada à beleza harmônica, à delicadeza e aos bons sentimentos.

Lídia Benedito O Enamorado (arcano VI), no Tarot, trata dos encontros românticos, de dúvidas e escolhas. Quando somada ao Oito de Paus, carta relacionada à rapidez, resultará em escolhas amorosas apressadas.

Mariana Benedito — A Rainha de Paus, no Tarot, é uma carta de corte, traz características associadas à exuberância, vitalidade e coragem. A alegria de viver e honestidade marcam sua presença.

Cecília Benedito — A Lua (Arcano XVIII), no Tarot, a carta se refere ao mergulho no mundo do desconhecido, onde a realidade se mistura à fantasia. A ilusão e o engano fazem parte do seu enredo.

As irmãs Benedito e o Tarot

As irmãs Benedito e o Tarot

Este slideshow necessita de JavaScript.

Jane Austen para mais jovens

Reescrever Jane Austen para mais jovens é o desafio de Anna Milbourne, editora da Usborne. Ela já adaptou vários clássicos, de peças de Shakespere a Odisséia, de mitos indianos à lenda do rei Arthur mas considera que adaptar Jane Austen é diferente. Em suas palavras,

Cada sentença é algo muito trabalhado e tirar qualquer parte dela é como se você expressasse sem muita precisão, menos delicadamente do que ela escreveu. Você está reduzindo os equilíbrios precisos de significados como ironia, simpatia, humor e vivacidade – que estão em camadas bem complexas.

Mantive o máximo possível de frases originais – são tão perfeitas! Mas, para tornar as histórias mais acessíveis, tive que simplificar reduzindo cuidadosamente as estruturas mais difíceis das frases e os detalhes do período, ou trazendo significados para um leitor mais jovem.

Gostei muito das ilustrações de Simona Bursi com contornos parecidos com as aquarelas de C. E. Brock. O livro com 400 páginas está classificado para crianças de 8 anos. Me surpreendeu o preço para um livro de capa dura e ilustrações coloridas: £12.99.

Editoras e autoras: Anna Milbourne, Mary Sebag-Montefiore e Rachel Firth.

Jane Austen para mais jovensJane Austen para mais jovens