Processo Landmark: resultado final

Em 12 de abril de 2017 o Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que de fato foi demonstrado plágio no caso dos livros Persuasão (Jane Austen) e O morro dos ventos uivantes (Emily Brönte) publicados pela editora Landmark em 2007 conforme publiquei neste post de 24 de julho de 2017.

Em 15 de fevereiro de 2019, a tradutora e historiadora Denise Bottmann, que deu continuidade ao processo para ser ressarcida pelos inúmeros gastos, nos avisa do mais que merecido resultado:

“finalmente, após nove anos de batalha judicial, encerrou-se em meu favor a lide movida pela editora landmark, ressarcindo-me das custas e valores pagos pela perícia judicial comprovando os plágios de tradução por mim apontados, bem como arcando com a sucumbência.”

Denise, parabéns pela garra e paciência!

 

Os planos de Marianne Dashwood

Os planos de Marianne Dashwood para estudar durante sua convalescença pós-Willoughby são ótimos.  Resta saber se são exequíveis …

I have formed my plan, and am determined to enter on a course of serious study. Our own library is too well known to me, to be resorted to for any thing beyond mere amusement. But there are many works well worth reading at the Park; and there are others of more modern production which I know I can borrow of Colonel Brandon. By reading only six hours a-day, I shall gain in the course of a twelve-month a great deal of instruction which I now feel myself to want.”

Tenho feito planos, e estou decidida a dedicar-me seriamente aos estudos. Já conheço suficientemente nossa biblioteca para saber que ali só há leituras de passatempo. Mas em Barton Park há muitos livros que vale a pena ler, e sei que há outros mais recentes, que poderei obter emprestados do coronel Brandon. Lendo apenas seis horas por dia, ganharei no espaço de um ano, boa parte da instrução que sei faltar-me agora. (trad. Ivo Barroso)

Eu também tenho planos para este ano de 2019 e tentarei o método de Marianne, vamos ver se de fato consigo me concentrar seis horas diárias.

Viajo esta semana e só retorno em fevereiro. Se surgir alguma novidade nesse meio tempo, publico aqui no blog. Até!

Os planos de Marianne Dashwood

IMAGEM: Marianne Dashwood por Helen Sewell, edição The Heritage Press, 1957 de Sense and Sensibility

Livros que Jane Austen leu – Parte 5

Livros que Jane Austen leu Parte – 5
por Mell Siciliano

Vamos para a última parte sobre os livros que Jane leu?

Carta 97 – Barrett, Eaton Stannard. The Heroine, or Adventures of Cherubina, 1813. Esse livro parece ser bem engraçado. O clima dele é totalmente o de Northanger Abbey. Ele conta a história da filha de um fazendeiro, a jovem Cherry Wilkinson, uma leitora voraz de novelas góticas. A protagonista, assim como Catherine Morland, interpreta suas descobertas de uma maneira errada, confundindo sua vida real com a trama de um livro. Saiba mais sobre o livro aqui (em inglês). Acesse o livro aqui.

Carta 97 – Combe, William. The Tour of Dr. Syntax in Search of the Picturesque, 1812. A obra, composta de três livros, eram poemas satíricos, inspirados no artista William Gilpin, que pelo que entendi, viajava pela Inglaterra se dedicando ao estudo de paisagens pitorescas. Saiba mais sobre o livro aqui (em inglês).

Carta 126 – Scott, Walter. Paul’s letters to his kinsfolk, 1815. Esta obra era composta por um série de cartas imaginárias escritas por Walter Scott contando sobre sua viagem para Waterloo. Como Scott foi um dos primeiros britânicos a visitar o campo de batalha de Waterloo, ele esperava ganhar dinheiro com seus relatos e recu p perar o dinheiro investido na viagem. Saiba mais sobre o livro aqui e aqui (em inglês).

Carta 98 – Byron, George Gordon. The Corsair, 1814. Este livro de Lord Byron fez muito sucesso na época. A obra é composta por poemas divididos em cantos, que contam a história do Corsário Conrado. Conrado foi rejeitado na sua juventude pela sociedade devido a suas ações. Saiba mais sobre o livro aqui (em inglês). Acesse o livro aqui.

Carta 104 – Genlis, Stéphanie Félicité. Le voeux temeraires ou l’enthousiasme, 1799. Não achei a mínima informação sobre esse livro. O título, em português, significa: Os votos imprudentes, ou o entusiamo.

Carta 108 – West, Jane. Alicia de Lacy, an Historical Romance, 1814. Esse livro conta a história real de Alicia de Lacy e também sobre seu casamento com o Conde de Lancaster. Uma trama que envolvia sequestro e adultério. Saiba mais sobre o livro aqui (em inglês). Saiba mais sobre a história de Alicia aqui (em inglês).

Carta 108 – Sherlock, Thomas. Several Discourses preached at the Temple Church, 1812. A obra é uma compilação de vários sermões do reverendo Thomas Sherlock.

Carta 124 – Scott, Walter. The Field of Waterloo, 1815. The Field of Waterloo é um poema sobre a batalha de Waterloo. Apesar de todo o esforço colocado no poema por Scott, ele foi mal recebido pelos críticos. Saiba mais sobre o livro aqui (em inglês).11

Carta 127 – Williams, Helen Maria. A narrative of the events which have lately taken place in Francefrom the landing of Napoleon Bonaparte on the 1st of March till the restoration of Louis XVIII, with an account of the present state of society and public opinion, 1815. A obra é um relato dos eventos franceses desde a chegada de Napoleão até o restauração do governo de Louis XVIII. A autora desta obra era uma mulher muito engajada no cenário político, sendo a favor do abolicionismo e simpatizante das ideias da revolução francesa. Saiba mais sobre a autora aqui (em inglês).

Carta 150 – Southey, Robert. Poet’s Pilgrimage to Waterloo, 1816. Este poema, publicado em 1816, é um relato da visita de Southey a Waterloo, misturado com um sonho-visão incentivando seus compatriotas a seguir o caminho da justiça. Saiba mais sobre o livro aqui (em inglês).

É isso gente. Espero que tenham gostado, apesar das descrições breves sobre cada livro. Ainda vai ter mais Jane Austen por aqui, ok?

Livros que Jane Austen leu 5

 

Pride and Possibilities: 20 a 48

Retomo minhas postagens com os artigos do periódico online Pride and Possibilities da Jane Austen Literacy Foundation.

Infelizmente não consegui manter por mais de um ano as postagens e por esse motivo o número é imenso. Para não perder o registro colocarei apenas o título e o link de cada artigo com os respectivos autores

20 LITERACY – POWERED BY JANE AUSTEN Amanda Mortensen

21 GETTING JANE PUBLISHED – OBSERVATIONS OF A BOOK COLLECTOR Chris Browne

22 LADY CATHERINE’S SAVING GRACE Wendy Soliman

23 AN INTERVIEW WITH JEREMY KNIGHT, PART ONE Julia B. Grantham

24 JANE AUSTEN’S JUVENILIA: DIVINING THE AVANT-GARDE Alexa Adams

25 JANE AUSTEN AS SOCIAL HISTORY Amanda Grange

CHRISTMAS GIFTS THAT SUPPORT THE JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION

26 AUSTEN’S UNIVERSAL APPEAL Marilyn Brant

27 MR WICKHAM’S MILITIA MEMORIES Catherine Curzon

28 FOR LOVE OR MONEY? MARRIAGE IN THE TIME OF JANE AUSTEN Rachel Knowles

29 FILM & TV: GATEWAYS TO READING Laurie Viera Rigler

30 COOKING FOR THE GEORGIANS Joana Starnes

31 THE MARVELLOUS MARY ANNE Catherine Curzon

32 AN INTERVIEW WITH JEREMY KNIGHT, PART TWO Julia B. Grantham

33 A MOST BELOVED SISTER – CASSANDRA AUSTEN Emily Prince

34 JANE AUSTEN’S BFF – MARTHA LLOYD Zoe Wheddon

35 THE STORY OF THE JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION Caroline Jane Knight

SPONSOR THE JANE AUSTEN WALK FOR LITERACY

JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION (JALF) LITERACY AMBASSADORS

36 JANE ONLINE – HOW THE DIGITAL WORLD HAS CHANGED THE AUSTEN COMMUNITY Rita L. Watts

37 JANE AUSTEN AND THE BATTLE OF WATERLOO Emily Prince

38 ‘WE SHALL BE UNBEARABLY FINE’ Cass Grafton

39 A WALK FOR LITERACY WITH THE JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION Tony Grant

40 THE JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION DOUBLES THE SIZE OF THE INDIGENOUS READING PROJECT’S E-LIBRARY! Caroline Jane Knight

41 JANE’S JEWELLERY – THE HISTORY OF JANE AUSTEN’S EXQUISITE TURQUOISE AND GOLD RING. Emily Prince

42 THE JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION (JALF) LITERACY MENTOR PROGRAM Jacqui Harris

43 KEEPING AUSTEN TRADITION ALIVE AT THE JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION Caroline Jane Knight

44 NEW COLLECTABLE BOOKPLATE – MEET THE ARTIST! Jane Odiwe

45 JANEITES IN THE NETHERLANDS Odette Snel

HAPPY BIRTHDAY TO THE JANE AUSTEN LITERACY FOUNDATION!

46 WHAT’S IN A NAME? IS ‘PERSUASION’ THE RIGHT TITLE? Monica Fairview

47 HELPING THE WORLD READ Lucy Beresford

48 PRESENTING OUR NEWEST AMBASSADOR!  Dr Helena Kelly

Image credit: Julia Grantham and Photofunia.comImage credit: Julia Grantham and Photofunia.com