web analytics
LIVROS JANE AUSTEN,  Orgulho e preconceito

Uma leitura de Orgulho e preconceito

Uma leitura de Orgulho e preconceito por Bárbara Garcia do blog Biscoito & Bolo. Ela já esteve aqui Jane falando sobre o desafio de ler Mansfield Park.

Jane Austen, pelo menos escrevendo, era mesmo incrível. E não duvido que fosse diferente disso na vida real. Ela conseguiu colocar em seus livros os sentimentos, as imagens e acontecimentos tanto da sociedade do século XVIII como da vida dela. Por tudo o que li e assisti sobre Jane (não foi tanto assim) imagino que ela era muito mais uma Elizabeth Bennet, de Orgulho e Preconceito, do que uma Fanny Price (como eu me imagino às vezes).

[…]

A primeira vez que li Orgulho e Preconceito, eu esperava um romance de proporções gigantescas, assim como foi entre Marianne e Willoughby em Razão e Sensibilidade (só que sem o final infeliz). Não encontrei isso: eu não entendia o jeito do Darcy, fiquei chocada, REALMENTE chocada com a proposta de casamento que ele fez a Lizzy e só depois que fui gostar mesmo dele. […]

Clique aqui para ler o texto inteiro no Biscoito & Bolo, blog da Bárbara.

in_vain

Ilustração de Hugh Thomson, da minha coleção Collector’s Library

Facebook Comments Box

12 Comentários

  • Mell

    Mas é verdade, o Darcy no início é despresível. Não sei porque as pessoas gostam tanto dele. Dos homens da Jane meu preferido é o Captain Wentworth. =D

  • Mara Vanessa

    Oi, Raquel! 🙂

    Tudo jóia?! Nem preciso mencionar que seu blog/site é uma das homenagens mais legais que uma brazilian girl poderia fazer para a nossa querida Jane. 🙂

    Particularmente, eu tenho seu espaço como um acervo histórico com tons de subjetividade. (:

    Escrevi uma resenha (simplória, claro), sobre Orgulho e Preconceito. Segue aqui o link – http://azuldesetembro.blogspot.com/2009/11/orgulho-preconceito.html .

    Quero saber sua opinião. 🙂

    Beijos,

    • Raquel

      Mara Vanessa,

      Escrever de forma simples não significa que o texto é simplório! Darei um pulinho no Azul de Setembro.
      obrigada, raquel

  • Maria Beatriz

    Que ótima essa resenha da Bárbara! Muito, muito engraçada a de MP, que eu, admito, ando tendo bastante dificuldade de terminar.
    Ah, impressionante como a ilustração do Hugh Thomson parece uma “foto” da cena da série da BBC.

    • Raquel

      Maria Beatriz,

      de fato a resenha de MP está muito engraçada. A série da BBC é bastante fiel ao texto assim como as ilustrações de Hugh Thomson.

  • Júnior

    Li todo o texto no blog “Biscoito & Bolo” e gostei bastante da leitura dela. Concordo com a maioria das suas impressões e algumas opiniões minhas são diferentes devido ao fato de eu já conhecer grande parte da história antes de ler a obra.
    Raquel, através do Jane Austen em Português tenho conhecido outros ótimos blogues. E isso é muito bom!

    • Raquel

      Érika
      os livros de Jane são realmente muito bons.

      PS: deixei o link de seu blog apenas no seu nome para não pesar a página.

  • Lais

    Oi Raquel!
    Não tenho vergonha de dizer que gostei do Mr. Darcy desde o inícil.rsrsrs
    Mas, ao ler o post da Bárbara e rever a cena do baile de P&P de 95, eu fiquei com uma dúvida: Mr. Darcy tinha a intenção de insultar Lizzy ou ele não percebeu que ela poderia escutar seu comentário? O que me diz?

    • Raquel

      Lais,
      baseada no livro, creio que ele não imaginou que ela estivesse ouvindo. Ele podia estar chateado com aquela reunião mas era antes de tudo um sujeito civilizado e orgulhoso de sua condição de homem educado. Mas é daquelas coisas que acontecem, às vezes, falamos sem pensar e sem olhar para os lados!