Para quem não conhece o processo, e não quer ler um documento relativamente grande, faço um resumo dos acontecimentos: a editora Landmark, que publica livros de Jane Austen no Brasil, em 2010 processou a mim, Raquel Sallaberry  Brião e a tradutora e historiadora Denise Bottmann por termos publicado sobre o plágio da tradução de Persuasão feita por  Fábio Cyrino que também é proprietário da editora.

“Letras sob suspeita” é o título de matéria do jornalista Cadu Caldas para o Jornal do Comércio de Porto Alegre (16, 17 e 18 de abril de 2010) sobre plágios de traduções e menciona o meu caso  e de Denise Bottmann, do Não Gosto de Plágio, no processo Landmark. A matéria completa online neste link:…Continue a ler “Letras sob suspeita”

Estou aguardando a chegada da notificação judicial para saber o motivo do processo da Editora Landmark e do senhor Fábio Cyrino contra mim. Tudo que sei até o momento é o que está na internet: Livros e Afins , Todo Prosa, Flanela Paulistana, Por Quem os Sinos Dobram, Filisteu,  Forense Contemporâneo, Bibliophile e fartamente na…Continue a ler “Esclarecimento”

Nestas duas últimas semanas foram três notícias de plágios. Começo com o blog não gosto de plágio pois trata do livro mais amado de Jane Austen, Orgulho e preconceito. Reproduzo um trecho do post “orgulho e preconceito da best seller” e recomendo firmemente que vocês leiam todo o artigo no blog da Denise Bottman para…Continue a ler “Plágios a mancheias”