Sanditon Tony Grant
FILMES & SÉRIES,  NOVELAS INACABADAS,  Sanditon

Resenha de Sanditon por Tony Grant

Esta resenha de Sanditon, a série da ITV, por Tony Grant será traduzida e publicada por episódios, oito no total, no Facebook. Aqui no blog reproduzirei o que foi publicado no Facebook neste post, que ficará em destaque até o final da série.

Tony Grant, que talvez muitos dos leitores já conheçam por suas participações aqui no Jane Austen em Português, é um professor aposentado. Tony gosta de escrever em seu blog, London Calling, onde aborda assuntos que ele gosta muito e Jane Austen, é claro. E Tony é inglês da gema!

Sanditon, episódio 1

Quanto disto é Jane Austen e quanto é Andrew Davies? Eis a questão. Li Sanditon alguns dias antes da exibição deste primeiro episódio para me lembrar das vertentes da trama de Jane e das caracterizações iniciais. O primeiro episódio começou. O cenário rural não era como eu imaginava. Não havia pista estreita no país intransitável pela carruagem em que os Parkers estavam viajando.

A trama original

Suponho que as principais características da trama estavam lá, o acidente de carruagem, os cuidados prestados pela família Heywood, uma florescente amizade entre as duas famílias, os Parkers em busca de cirurgião da região, a oferta a Charlotte Heywood de uma visita a Sanditon. Faltou muito.

O efusivo e amigável Sr. Parker revelou um lado sombrio do romance. Ele odiava e abominava um resort rival chamado Brinshore. Ele fornece uma descrição infernal do tal lugar. Nenhuma menção a esse lugar neste episódio. Eu teria pensado que a rivalidade teria sido um tema poderoso a ser perseguido. Jane Austen criou uma tensão e um contraste entre o antigo e o novo, as estruturas sociais tradicionais e as novas estruturas mais fluidas que um lugar como Sanditon poderia produzir. Nada desse contraste.

Os personagens

Faltam alguns caracteres. Uma das irmãs Parker não existe. Sydney Parker não tem criado para dirigir sua carruagem. Lady Denham parece ter perdido uma de suas três famílias, os Hollis. Somente os Breretons e os Denhams aparecem.

Algumas das caracterizações estão erradas. Sir Edward Denham, que era um tolo e esnobe além do imaginável na Sanditon de Jane Austen, se transforma em um devasso perverso e astuto e determinado a encontrar uma herdeira rica a todo custo. Parece que sua irmã também tem más intenções.

Neste episódio, Charlotte Heywood vê um encontro abertamente sexual entre Sir Edward e Clara Brereton. Jane Austen nunca teria escrito uma coisa dessas. E a maioria dos personagens principais masculinos tira a roupa íntima e vai nadar.

Muitos dos personagens reconhecemos como exemplos exagerados de personagens de outros romances de Austen. Sydney Parker é um Darcy mais rude e mais grosseiro. Charlotte Heywood é uma versão ainda mais teimosa e mais inteligente de Elizabeth Bennet. Sir Edward e Miss Denham se tornaram versões ainda mais perversas de Henry e Mary Crawford em Mansfield Park. Andrew Davies está levando seus personagens a extremos, especialmente a perversa Lady Denham.

Considerações

Jane Austen era mais sutil. Talvez Davies pense que as pessoas hoje sejam incapazes de entender sutileza. Quem sabe?

Apesar de tudo fiquei desapontado. Talvez porque eu conheça e goste da maneira como Jane Austen escreve. Andrew Davies tem conduzido (e nada bem) um elefante através de uma loja de cristais. O que vai acontecer à seguir?

Andrew Davies jogou TODA a cautela ao vento.

Charlotte, a inteligente

Lady Denham acha que Charlotte é muito inteligente. O Sr. Tom Parker olha para ela interrogativamente e a torna sua contadora. Ela mesma tem uma segunda carreira em mente, é claro, como arquiteta de Sanditon. Quão inteligente você pode ser? Ela anuncia que não quer se casar. Ela olha para Sydney e diz para ele cair fora com suas grosserias. Ela banca o Boa Samaritana e salva a pobre senhorita Lambe de pular de um penhasco e cometer suicídio.

A senhorita Lambe, nesse ponto já foi tratada abominavelmente por causa de sua cor. Existem muitas sugestões e comentários racistas. Essa é Lady Denham novamente.

Trabalhos manuais?

Uma série de conversas e trocas verbais afiadas ocorre, todo tempo, em toda parte, entre Sir Edward, sua irmã e Clara Brereton sobre “trabalhos manuais”. Clara sabe uma coisa ou duas.

O abacaxi

Há alguma réplica na apreciação de um abacaxi. “Não toque no meu abacaxi. Deixe meu abacaxi em paz, “Lady Denham de novo. O abacaxi está totalmente apodrecido, contorcendo-se com vermes e fedendo. Alguns personagens vêm à mente.

Banho de mar e insinuações

E, se isso não bastasse, um Sydney Parker completamente nu emerge do mar, na frente de Charlotte, que vira as costas e tenta conversar mas decide que já teve o bastante e foge. O que aconteceu com a camisa molhada? Dane-se! Problemas demais.

Ação trêmula da câmera embaçada em execução ao lado de Charlotte com alguns sons ofegantes… Caramba. Isso foi cansativo, mas não era Jane Austen.

Podemos esquecer conexões da obra de Jane Austen com esta série de Sanditon? Quase, mas não exatamente. Ainda há ecos de Austen. Portanto, neste episódio, os temas que Andrew Davies expôs nos dois programas anteriores continuam sendo desenvolvidos.

O custo da nova Sanditon

Os trabalhos de construção da nova Sanditon continuam, embora seja realmente a “velha Sanditon” que parece estar sendo reformada e reconstruída. O Sr. Stringer, está desesperado por mais trabalhadores e novos equipamentos para ajudá-lo a construir a cidade.

Tom Parker está mais entusiasmado com Sanditon do que nunca, apesar da angústia de uma possível falha e falência que pareça assombrá-lo. A senhora Parker está evidentemente preocupada com o marido. Ele pede a Sydney para solicitar mais fundos de seus banqueiros em Londres, £ 2000, possivelmente £ 3000. Isso é muito dinheiro no início de 1800.

O acidente

O velho Sr. Stringer, pai do jovem Sr. Stringer, fica gravemente ferido em um acidente quando pedras do trabalho caem sobre suas pernas. Charlotte, claro, faz sua parte de Anne Elliot sob o olhar de admiração de Sydney. Um médico alemão, o doutor Maximillian Fuchs, ou na linguagem do Sr. Parkers, Dr. Fox, realiza uma operação, reajustando a perna.

Um médico para Sanditon

Dr. Fuchs, desculpe, Dr. Fox – aqui na Inglaterra as insinuações são uma legião com um nome assim –, convencido pelo Sr. Parker para vir de Worthing para Sanditon, inventou uma máquina maravilhosa: uma banheira com um chuveiro acionado por um motor a vapor. A Revolução Industrial chega a Sanditon.

Clara Brereton se oferece para experimentar esse banho de chuveiro na frente de uma cética Lady Denham, um cínico Sir Edward e Esther Denham e um esperançoso Sr. Parker e sua família. Tom Parker acha que a introdução do Dr. Fox a Sanditon será um grande incentivo para que mais pessoas visitem e permaneçam em Sanditon.

O banho de Clara Brereton

Escondida atrás de uma cortina circular, Clara faz algo horrível, se auto-mutila queimando deliberadamente seu braço no motor a vapor. É uma trama para continuar nas boas graças de Lady Denham e sua luta com Sir Edward, e a irmã dele Esther, que estão para desacreditá-la e removê-la como possível herdeira de Lady Denham. Uma cena brutal.

Esther Denham se pergunta como ela poderia sofrer tanta dor para conseguir seus fins e crava suas unhas como garras no braço machucado de Clara. Há um elemento de sadismo neste episódio. Clara explica calmamente: “Isso não é nada comparado ao que eu já passei no passado.” Começamos a pensar seriamente sobre sua história passada.

Os hipocondríacos saudáveis

Diana e Arthur Parker de repente se tornam hipocondríacos, um elemento que faltava até agora, enquanto andam vigorosamente e apressados pelos cumes dos penhascos para visitar o médico na casa de Lady Denham, e listando suas doenças em voz alta à medida que avançam: pele seca, febres, úlcera, bócio: a lista é interminável. Mas eles como parecem saudáveis!

Um encontro e uma lembrança¹

Charlotte Heywood e Sidney se encontram na rua e admitem que talvez tenham se desentendido no passado e ambos se desculpam, humildemente. Ecos de Darcy e Elizabeth Bennet. Há um brilho nos olhos dos dois. Você se pergunta, alguma nudez neste episódio? Nenhuma mesma! Que dizer, não é bem verdade, ao ver Sidney, Charlotte tem um flashback bastante erótico.

Sidney Parker e senhorita Lambe

A senhorita Lambe, que aparentemente se recuperou de seus pensamentos suicidas, está se comportando tão rebelde como sempre na luta contra as restrições impostas a ela. Ela parece ter um amor secreto pois usa um relicário no pescoço com a pintura de um rapaz em seu interior. Uma coisa que ainda não entendo é como Sydney Parker é seu guardião até ela atingir a maioridade. Um homem de vinte e oito anos guardião de uma menina de dezessete anos ainda não ficou bem explicado. Obviamente, é necessário um maior desenvolvimento da trama.

Uma teoria para os próximos capítulos

E estou começando a tecer uma teoria sobre a dita senhorita Lambe, uma herdeira muito rica com uma fortuna de 100.000 libras. Mas, não há mais sobre isso agora. Vamos esperar e ver.


¹ Vídeo desse encontro, com legendas em português (minhas, Raquel) no Facebook.

Imagens: ITV

Um comentário

Deixe uma resposta