Processo Landmark: resultado final

Categorias Persuasão

Em 12 de abril de 2017 o Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que de fato foi demonstrado plágio no caso dos livros Persuasão (Jane Austen) e O morro dos ventos uivantes (Emily Brönte) publicados pela editora Landmark em 2007 conforme publiquei neste post de 24 de julho de 2017.

Em 15 de fevereiro de 2019, a tradutora e historiadora Denise Bottmann, que deu continuidade ao processo para ser ressarcida pelos inúmeros gastos, nos avisa do mais que merecido resultado:

“finalmente, após nove anos de batalha judicial, encerrou-se em meu favor a lide movida pela editora landmark, ressarcindo-me das custas e valores pagos pela perícia judicial comprovando os plágios de tradução por mim apontados, bem como arcando com a sucumbência.”

Denise, parabéns pela garra e paciência!

 

4 comentários em “Processo Landmark: resultado final

Deixe uma resposta