Orgulho e preconceito em mirandês

Orgulho e preconceito em mirandês, traduzido por Fracisco é mais uma tradução de Jane Austen. Esta notícia chega do Jane Austen Portugal que a partir de hoje passará a publicar por capítulos.

Esta língua é falada no Nordeste de Portugal, no distrito de Bragança, junto às Províncias de Zamora e Salamanca e conta com uns 7 000 falantes. Detalhes na Wikipedia: Língua mirandesa.

Citarei apenas a famosa abertura pois o primeiro capítulo completo já está publicado: Proua i Percunceito – Capítalo I

Ye ũa berdade sabida an todo l mundo que un home sulteiro, duonho dũa buona fertuna, ten de percisar dũa mulhier.

Anque pouco se saba de ls sentimientos ou oupeniones dun home nessas cundiçones quando passa a morar nun sítio nuobo, essa berdade stá tan metida na cabeça de las famílias de la bezinança, que el ye lhougo tenido cumo lhegítima propiadade dũa de las sues filhas.

Parabéns, meninas do Jane Austen Portugal, que bela iniciativa!

11 comentários sobre “Orgulho e preconceito em mirandês

  1. Elaine Dashwood disse:

    Eu costumava ler todo dia o “Diário de Trás-os-Montes” pela internet, e conheci o mirandês através desse portal, que tinha (não sei se ainda tem) uma coluna toda escrita nesse dialeto. Parece uma mistura de castelhano com português de roceiro, é estranho.

    • Raquel Sallaberry disse:

      Elaine,
      pois eu já havia ouvido falar, mas vagamente. E tem mais o asturiano e o leonês nessa mesma linha de mistura do espanhol e o português.

  2. Maria disse:

    Raquel venho agradecer a sua visita ao meu humilde cantinho. Em relação às fotografias de Miranda do Douro elas não são de minha autoria. Algumas são fotos que circulam na net outras são provenientes de um email que recebi o qual não trazia referência quanto aos fotografos.
    Um beijinho
    Maria

    • Raquel Sallaberry disse:

      Maria,

      seja bem-vinda ao meu Jane e muito obrigada pela visita e pela informação das fotos.

  3. Leticia disse:

    A mim parece um português mais antigo, que sem dúvida tem mistura com castelhano. Me senti lendo as Ordenações Filipinas!

    • Raquel Sallaberry disse:

      Leticia,

      eu acredito que com o troca-troca que eram as relações internacionais entre Portugal e Espanha na época a língua falada deveria ser essa.

  4. Vera disse:

    Com a independencia do reino de Leão a língua adoptada foi o portugues, que vem do galego-portugues. Como forma de afirmar a independencia muitas palavras sofreram alterações na forma escrita. Num português mais antigo encontramos palavras que hoje se usam no espanhol. Mas entre os reinos de Espanha e Portugal não falavam o mirandês falavam sim português ou uma forma primitiva ( não sei que nome tem) de espanhol. A corte graças à presença constante de noivas espanholas e na espanha de noivas portuguesas era bilingue 🙂
    O mirandês está circunscrito a algumas partes de Portugal.
    Não sei se no Brasil é assim tb, mas aqui em Portugal, certas palavras que se usam em determinado sitio não se usam noutro. Por exemplo, eu vivo no Porto e aqui dizemos vermelho, já em Lisboa dizem encarnado 🙂 Mesma cor mas nomes diferentes lol

    • Raquel Sallaberry disse:

      Vera,

      eu acho maravilhosa essas diferenças de línguas. Aqui no Brasil temos muitas diferenças de vocabulário, mas nada que chegue a ponto de se considerar uma outra língua.

Os comentários estão desativados.