Orgulho e preconceito citação na Suprema Corte

Orgulho e preconceito foi citado pela primeira vez na Suprema Corte dos Estado Unidos  pelo juiz Scalia no caso Whitfield v. United States. A citação¹, que reproduzo abaixo em inglês e traduzo logo a seguir, oferece um exemplo de uso comum do inglês, do mesmo modo que muitas vezes os linguistas o fazem.

In 1934 [when the relevant statute was enacted -EV], just as today, to “accompany” someone meant to “go with” him. See Oxford English Dictionary 60 (1st ed. 1933) (defining “accompany” as: “To go in company with, to go along with”). The word does not, as Whitfield contends, connote movement over a substantial distance. It was, and still is, perfectly natural to speak of accompanying someone over a relatively short distance, for example: from one area within a bank “to the vault”; “to the altar” at a wedding; “up the stairway”; or into, out of, or across a room. English literature is replete with examples. See, e.g., C. Dickens, David Copperfield 529 (Modern Library ed. 2000) (Uriah “accompanied me into Mr. Wickfield’s room”); J. Austen, Pride and Prejudice 182 (Greenwich ed. 1982) (Elizabeth “accompanied her out of the room”).

Em 1934 [quando o relevante estatuto foi promulgado – V], assim como hoje, “acompanhar” alguém significa “ir com” ele/ela. Ver Dicionário Oxford de Inglês 60 (1ª ed. 1933) (definindo “acompanhar” como: “ir em companhia de, ir junto com”). A palavra não conota movimento por uma longa distância, como Whitfield contesta. Era, e ainda é, perfeitamente natural dizer acompanhar alguém por uma relativa curta distância, como exemplo: de uma área dentro do banco “até ao cofre”; “até ao altar” num casamento; “até às escadas”; ou dentro, fora, ou através de uma sala. A literatura inglesa está repleta de exemplos. Veja, por exemplo, C. Dickens, em David Copperfield, 529 (Modern Library ed. 2000): “Uriah me ‘acompanhou até o quarto do Sr. Wickfield’”;  J. Austen, Orgulho e preconceito, 182 (Greenwich ed. 1982), “Elizabeth ‘acompanhou-a até a porta’”

A referência da frase é do capítulo 26, no momento que Charlotte Lucas se despede das Bennet pois vai partir para seu casamento com Mr. Collins. Reproduzo o trecho original e na tradução de Celina Portocarrero para editora L&PM:

Thursday was to be the wedding day, and on Wednesday Miss Lucas paid her farewell visit; and when she rose to take leave, Elizabeth, ashamed of her mother’s ungracious and reluctant good wishes, and sincerely affected herself, accompanied her out of the room.

Quinta-feira seria o dia das bodas e, na quarta, a srta. Lucas fez sua visita de despedida; e, quando ela se levantou para sair, Elizabeth, envergonhada pelos votos indelicados e relutantes de sua mãe e sinceramente emocionada, acompanhou-a até a porta.

FONTE
¹ “Pride and Prejudice” gets its first U.S. Supreme Court citation – The Washington Post.

Suprema Corte, citação de Jane Austen - Elizabeth Bennet e Charlotte Lucas

Suprema Corte, citação de Jane Austen | Cena da despedida do capítulo 26 com Elizabeth e Charlotte que pergunta se a amiga a visitará em sua nova casa, a reitoria de Hunsford. | Ilustração de Hugh Thomson

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *