web analytics
Persuasão

Mrs. Croft, a eterna namorada

Já escrevi aqui e torno a repetir, uma das minhas personagens favoritas de Jane Austen é Sophia Croft de Persuasão. Ela é irmã do capitão Wentworth e casada com o almirante Croft.

Sofhia Croft é uma mulher despachada e amorosa. Ela acompanha o marido em suas viagens e enfrenta com objetividade as adversidades da vida no mar.

Em uma reunião na casa dos Musgroves, no capítulo 8, ela afirma que sempre teve uma ótima saúde e que a única vez que esteve doente, de corpo e alma, foi quando ficou em terra durante uma viagem que o Almirante fez pelos Mares do Norte, nesse período ela vivia sempre com medo e sentia todos os tipos de doenças imaginárias e conclui,

[…] mas desde que pudéssemos estar juntos, nada me afligia e nunca me deparei com menor inconveniência.

Bela declaração de amor, depois de tantos anos de casados, vocês não acham?

Mrs. Croft

Fiona Shaw, como Sophia Croft em Persuasão, 1995

Facebook Comments Box

7 Comentários

  • felicia

    Raquel, talvez ela seja seu alter ego?
    Também admiro muito mulheres que amam profunda e intensamente!
    Bjs

    • Raquel Sallaberry Brião

      Felicia,
      não sou corajosa como Sophia! Só de pensar no mar já fico enjoada.

  • Lauren Harris

    Na minha opinião, era mais que um enorme amor. Ela era generosa, parceira, companheira, bem humorada, afetuosa e humana. Certamente uma excelente cunhada para a Anne!!

    • Raquel Sallaberry Brião

      Lauren,o fato de ser bem-humorada, creio que é o principal para um casamento.

  • Rebeca

    Ótimo post para o Dia dos Namorados, Raquel! Essa personagem é mesmo uma pessoa boa e amorosa. Dupla sorte da Anna: marido e cunhada notas 10!

  • Raquel

    O livro como um todo mostra essa parte, do amor que se mandem, que não morre ou se esfria com o tempo.
    Também gosto muito da irmã do Capitão e ela se mostra como um exemplo para ele da importância de se casar realmente com quem se ama e não apenas para ter o status de casado.
    Gosto muito de persuasão, os pensamentos, e as ideias mostram a perspectiva mais madura de Jane sobre relacionamentos, mesmo que nos seus outros livros ela sempre mostra que a razão e a calma são as melhores conselheiras.