web analytics
MISCELÂNEA

Mais um rapaz para Jane Austen

Alexandre Soares Silva menciona Jane Austen seguidamente em seus textos. Está aumentando minha lista de rapazes de Jane Austen! Abaixo trecho de um de seus artigos, Onze pontos sobre literatura:

5) Depois de ler Jane Austen, durante dias todos os outros autores e até mesmo todas as outras pessoas que você conhece parecem grosseiros como cartolas de futebol. Você se pega olhando seus conhecidos com estranhamento e pensando: “Não é um cavalheiro”. Leia todo texto aqui.

Facebook Comments

9 Comentários

  • Elaine

    Alexandre Soares Silva disse: Você se pega olhando seus conhecidos com estranhamento e pensando: “Não é um cavalheiro”.

    Eu digo: às vezes eu também me pego pensando assim, mas não só com relação aos outros, mas também com relação a mim mesma! (rs)

    Excelente dica, Raquel!

    Abraços.

  • Camila

    Estava lendo o texto completo e gostei muitíssimo!!

    “Você se pega olhando seus conhecidos com estranhamento e pensando: “Não é um cavalheiro”. ”

    Mas esse quote disse absolutamente tudo. Já me peguei fazendo isso nos momentos mais estranhos (como, por exemplo, dentro de um ônibus mais ou menos cheio, onde havia mulheres em pé e homens sentados despreocupadamente).

    Adorei a dica!!

    Beijoos!!

  • Elaine Dashwood

    Camila, essa do ônibus realmente é verdade! Na época em que li “Razão e Sensibilidade” pela primeira vez, eu costumava ler o livro no ônibus, no trajeto de casa para a faculdade (que era de quase 2 horas). Às vezes eu lia sobre Edward Ferrars ou o Coronel Brandon, levantava o olhar por cima do livro e via aquele ônibus cheio, com senhoras em pé enquanto marmanjos estavam sentados nos bancos. Afe! Que contraste!

  • Vanessa

    Esse contraste é muito nítido no filme Kate & Leopold (Meg Ryan e Hugh Jackman). Ele um duque de 18 e alguma coisa, vem parar por um motivo em nosso tempo e se apaixona por ela. O que eu acho MUITO interessante é a maneira dele falar, se portar à mesa, a educação que era completamente diferente naquela época. Ele um homem muito culto e refinado com um tipo de educação que não se vê mais hoje em dia. A começar pelo jantar à luz de velas com direito à uma pessoa tocando violino que ele faz pra ela… Sem falar no figurino, que é uma das coisas que me atrai em filmes de época.

  • Aline

    Quem dera algum menino que eu conheço gostar de ler (tenho 14 anos) e ter inteligência para se mostrar digno de comentar sobre o livro. Não que os rapazes sejam ruins… Só são sem conteúdo em geral.

    Mas é legal ver que existe rapazes que ainda leêm!

    Bjs e parabéns pelo blog!

    • Raquel

      Aline,

      certamente você encontrará ao longo da vida muitos rapazes que gostam de ler!