web analytics

Hoje, 25 de janeiro de 2012, a cidade de São Paulo completa 458 anos. Em sua homenagem levei alguns livros de Jane Austen para um compromisso e os fotografei pelo caminho.

Querida São Paulo,

apesar de uma ínfima minoria pregar o preconceito, nós moradores e agregados – c0mo eu–  temos orgulho de você!

PS: Tirei a foto rapidinho pois por um motivo que não consigo atinar, muitos prédios não permitem fotografias e acabei engolindo uma letra, bem do jeitinho do falar paulistano!

Quando penso que posso cair de uma escada, como aconteceu com a senhorita Musgrove ou sofrer algo terrível como só Catherine Morland poderia imaginar, só me sinto segura nesta cidade com seus recursos para todos.

Agradeço também pelo clima quase-sempre-primavera e o mundaréu de livrarias da Avenida Paulista e lugares de cultura e sossego, como exemplo a Casa das Rosas dentre muitos.

Ah! as árvores de São Paulo… Que sempre pensam que é primavera e florescem quase todo ano como estas quaresmeiras que combinam perfeitamente com minha edição de Razão e sentimento!

Paradinha antes de voltar para casa, um café no Frans, um costume que adquiri em São Paulo.

Chegando na minha estação de Metrô mais querida, a Santa Cecília, me deparo com a atitude de que mais fui “vítima” em São Paulo: a gentileza. Nem perguntei seu nome quando parou e segurou meu livro para fotografar junto do quadro de Rodolfo Amoedo, “Más Notícias” jnnto de um texto de Júlia Lopes de Almeida… Muito obrigada, moço!

Livros de Jane Austen fotografados nesta pequena declaração de amor:

Views: 101

Artigos recomendados

21 comentários

  1. Você é uma paulistana por mérito, viu? Por seu norte cidadão, seu cuidado urbano, apuro no trabalho e amor à cidade, obrigada!

    1. Leticia,

      opa! São Paulo é um lugar cheio de méritos, pena quem às vezes as pessoas não percebam.

  2. Adoro São Paulo. E o que a Letícia falou é verdade, Raquel. 🙂

    Eu adorava pegar o metrô no fim de semana, e ir a lugares da Paulista. Andar e explorar bem as alamedas… É uma pena que eu não possa mais fazer isso, por enquanto.
    Criei um também um costume de ir ao Fran’s, mas de Mogi. E com seu post, lembrei do “Cine Reserva” ou Cinema Reserva Cultural. O café de lá é ótimo, apesar de ser caro, qualidade não falta. É um dos meus lugares favoritos.
    Você não foi na Casa das Rosas, ou estava fechada? 🙁 O lugar é lindo, lá eu vi tanto mistério, algo realmente belo, de história, em meio a prédios modernos e um tanto frios.

  3. As pessoas percebem, sim, Raquel. Mas quem crítica esconde. Isso sem contar com o paradoxo de a pessoa vir para cá com as próprias pernas e passar a procurar pelo em ovo. Comportamento provinciano? Sim. Proibido? Não. Mas deve ser um sofrimento danado na cabeça…

    Na, toda vez que eu e Raquel – com nossos amigos ou não – nos aboletamos num café desses pensamos como você: pagamos, além do café, o ambiente, o charme, a proximidade do que interessa… Melhor que pagar caro por um café no Fran’s da Pompeia (aqui perto de casa)…

    Quanto à Casa das Rosas, ai, ai… eu me contentaria em morar no banheiro na casa dos empregados.

    1. Leticia,
      vamos tentar alugar as dependências dos empregados?

  4. Que fotos lindas de são paulo! Gostei! Um dia eu espero sair do interior para conhecer são paulo e quem sabe morar nessa grande cidade. Não aguento mais o tédio daqui.

  5. Querida Raquel,
    São Paulo é para quem sabe “vê-la”, pois aqui tem muito mais que trânsito, poluição e problemas. Tem cultura, história e braços abertos para quem quiser chegar. Só podem ser chamados paulistanos, aqueles que a amam, tal como qualquer pessoa ou coisa na vida: com seus defeitos e suas inúmeras qualidades. Afinal, tem um mundo em SP. Que bom que você entende e sente o coração desta cidade que é muito mais que metrópole, é mãe de todos os que buscam uma oportunidade. Aproveite para visitar o centro velho também. Próximo ao Pátio do Colégio, tem o solar da marquesa de Santos (se não a fecharam … ). Há uns 20 anos, a igreja do pátio do colégio tinha missa em latim e hoje não sei se ainda é assim. No largo São Bento, a igreja/colégio São Bento tinha canto gregoriano, era lindoooooo. Sem contar que no Teatro Municipal tinha apresentações líricas solo, dupla, etc, no horário do almoço – de graça! … Ai que saudade! Preciso voltar a fazer um tour por SP, e verificar se ainda temos “vida cultural”.
    Não sei se vou dizer besteira, mas quando passeio pelo centro velho de SP, penso que algumas ruas tem uma carinha de máquina do tempo … parece que estamos em outra época. Se puder, vá à sede da OSESP. Aos domingos, tem programação gratuíta e também dá pra passar no Museu da Lìngua Portuguesa que fica ao lado praticamente e é INCRÍVEL. Vale a pena.
    Beijos da paulistana de berço/alma/coração para uma paulistana de coração!

    1. Rosana,

      ontem aproveitei um compromisso e levei os livros para fotografar, mas não deu para ir ao centro pois tive voltar para casa e trabalhar. São Paulo é tudo isso que dizes e mais um bocadinho! Beijocas, raquel

  6. Ah! Ia me esquecendo: no prédio do atual Banco Santander (antigo BANESPA) na Rua Boa Vista eram permitidas visitas até o topo e de lá você vê um mooooonte de lugares de SP! Até a Av. Angélica, Paulista… o Pátio do Colégio visto do alto é magnífico.
    Beijos,

    1. Rosana,

      acredita que nunca subi no prédio do Banespa? Shame on me…

  7. Belo post, Raquel! A foto das quaresmeiras com “Razão e Sentimento” em primeiro plano ficou ótima, assim como todas as outras. 🙂

    1. Júnior,

      as quaresmeisras são lindas e estão em toda parte!

  8. Raquel, I like your imaginative approach to presenting these books; the colours of the flag in the background contrasting and reflecting the colours on the cover of Persuasion; the gothic arched windows in the building behind your copy of Northanger Abbey and the colours of the flowering roadside tree repeated on the cover of Razeo e Sentimento(I am not sure which novel this )

    All the very best,
    Tony
    I hope yopur New Year is going well. Sao Paulo looks lovely in the pictures by the way.

    1. Tony,

      Razão e sentimento is Sense and Sensibility. São Paulo, the big metropolis, is lovely despite its problems. A lovely new year for you , dear friend!

  9. Leticia, hoje fui no Fran’s. Sempre vamos quando temos que ir pra Mogi. E hoje provei o muffin, que coisa maravilhosa. Quente e fofinho, ótimo pra um dia de chuva! 😀 Gosto, também, da Starbucks, mas o Fran’s tem mais variedade.

    Por falar em banheiro, aquele rosa do segundo andar da Casa das Rosas, é uma graça! A mansão toda é linda!

  10. Raquel
    Muuuuito fofo seu post, adorei! as fotos ficaram lindas uma mistura perfeita!
    Beijos

  11. eu moro praticamente do lado da estação santa cecilia! adoro aquelas gravuras e poesias logo cedo no caminho pro trampo…q fica na paulista!!! 🙂
    adorei todas as fotos! bjo

  12. Adorei as fotos e o texto Raquel, pretendo conhecer São Paulo em breve!
    E o que é esse quadro “Más Notícias” de Rodolfo Amoedo, lindíssimo(e pela foto a Anne concorda comigo, pois ela também o está admirando, rs).

Comentários estão encerrado.