web analytics
Jane Austen e a Índia
FILMES & SÉRIES,  MISCELÂNEA

Jane Austen e a Índia

Jane Austen e a Índia certamente tem ligações, não só pelo comércio entre os dois países, mas também familiares. Philadelphia Austen, irmã do reverendo George Austen, pai de Jane, casou-se e morou na Índia.

O relacionamento da Inglaterra com a Índia começou em 1600 com o comércio (para mais detalhes vejam Companhia Britânica das Índias Orientais) que a partir de 1858 passou a governar o país. No filme “O último Vice-Rei”, mostra o final do domínio britânico, em 1947, com a entrega para os indianos de seu país e ao mesmo tempo parte do território é cedido aos muçulmanos para formação do Paquistão. A migração dos muçulmanos para o norte (Paquistão) e a dos hindus e sikhs para o sul (Índia) foi uma das grandes tragédias do século 20 pela falta de organização e consequente violência de ambas as partes.

Não só o país foi dividido mas seus bens de todos os tipos, sendo um percentual menor (não me recordo o número exato) para o Paquistão. Neste ponto, no filme, começa a partilha de talheres a livros, foi quando apareceu Jane Austen!

A senhora que determinava a divisão começa dizendo que o O morro dos ventos uivantes iria para o Paquistão, nesse momento desconfie que não morria de amores pelas irmãs Bröntes… Mas logo a seguir percebi que me equivocara, pois ela completou dizendo que Jane Eyre ficaria na Índia, e foi categórica quanto a Jane Austen, todos seus livros ficariam também! Não sei se na vida real essa partilha dos romances, como mostrada no filme existiu, mas ficou um lindo  momento para nós, Janeites.

E antes que me esqueça minha opinião sobre o filme como uma todo: gostei pois tudo relacionado com história me fascina e destaco a atuação de Gillian Anderson no papel de Lady Mountbatten, esposa do vice-rei interpretado por Hugh Bonneville, nosso conhecido por Mansfield Park, Lost in Austen e Jane Austen Regrets.

Sobre a Índia e o Império Britânico já escrevi sobre uma série que também menciona Jane Austen: Jane Austen e o whisky Old Sporran.

 

Deixe uma resposta