web analytics

Uma brincadeira no comentário abaixo lembrou-me do simpático casal Gardiner, tios de Elizabeth Bennet, que moravam na rua Gracechurch em Londres e suposto alvo do preconceito de Mr. Darcy. A rua é mencionada várias vezes no livro e no excerto abaixo é que ficamos sabendo a “posição social da rua” pela voz de Lizzie:

And that is quite impossible; for he is now in the custody of his friend, and Mr. Darcy would no more suffer him to call on Jane in such a part of London! My dear aunt, how could you think of it? Mr. Darcy may perhaps have heard of such a place as Gracechurch Street, but he would hardly think a month’s ablution enough to cleanse him from its impurities, were he once to enter it; and depend upon it, Mr. Bingley never stirs without him.
Pride and Prejudice
| Chapter 25

E isso é inteiramente impossível, pois ele está sob a vigilância  de seu amigo, e o senhor Darcy não toleraria que ele fosse visitá-la num quarteirão de Londres tão pouco elegante. Minha cara tia, como pode a senhora supor tal coisa? O senhor Darcy talvez tenha ouvido na Gracechurch Street, mas se alguma vez entrasse lá creio que levaria bem um mês limpando-se das impurezas recebidas.
Orgulho e preconceito | Capítulo 25 | tradução, Lucio Cardoso

Gracechurch Street, ontem e hoje – parece que continua bastante movimentada!

Gracechurch Street, lápis e aquarela de Frederick Nash (1782-1856)
Imagem: Artnet

Gracechurch Street, 2005
Imagem:  Will Fox – Wikimedia Commons

Visits: 132

Artigos recomendados

7 comentários

  1. Nossa, impressionante ver o “antes e depois” e notar a tamanha diferença!
    Hoje, a rua é lotada pelos carros e antigamente, haviam carruagens!

    Beijos!

  2. Ah Raquel, tava olhando as postagens passadas: Parabéns (atrasado) pelo 1 ano de blog. Adoro teu espaço, quem fala tão bem de Jane Austen é abençoado por Deus! Parabéns!

    1. Nina,
      muito obrigada!

      Sobre Gracechurch, não achei informações se nos dias de hoje há também residências – a rua parece bastante comercial.

    1. Nique,
      nas primeiras vezes que li Orgulho também pensei que era uma rua fictícia. A rua é muito antiga, claro que teve nomes diversos, mas segundo Wiki é do tempos dos romanos em Londiniun (se é que se escreve assim!)

Comentários estão encerrado.