web analytics
MISCELÂNEA

Descoberto fragmento escrito por Jane Austen

Foi encontrada recentemente uma pequena nota escrita por Jane Austen presa à uma carta dentro de um exemplar da biografia da autora, A Memoir of Jane Austen, escrita por seu sobrinho James Edward Austen-Leigh.

Jane Austen, fragmento de sermão

O exemplar, que foi um presente de James Edward para um amigo, continha uma carta e preso à carta havia esse fragmento de texto na letra de Jane Austen. O texto que é parte de um sermão, não é de autoria de Jane e sim do pai de James Edward, o reverendo James Austen, irmão mais velho de Jane, conforme relato do sobrinho que escreveu no próprio manuscrito,

“this is the writing but not the words of the author Jane Austen, my aunt.”

“esta é a escrita, mas não palavras da autora Jane Austen, minha tia”

fragment_2

Quando a equipe de restauro e preservação do acervo do Museu Jane Austen retirou cuidadosamente o fragmento percebeu que estava escrito nos dois lados. Na parte da frente o sermão:

“Men may get into a habit of repeating the words of our Prayers by rote, perhaps without thoroughly understanding – certainly without thoroughly feeling their full force and meaning.”

“Os homens podem cair no hábito de repetir as palavras de nossas Preces de cor, talvez sem entender completamente -. e certamente sem sentir completamente sua força e significado”

A segunda parte não é um texto corrido e certamente eu precisaria de um conhecimento das Escrituras para dar uma idéia correta, mas de todo modo fiz uma tradução livre para um entendimento mínimo. Correções para minha interpretação serão muito bem-vindas!

“…great propriety preserved – Wherever… wanted to be cleared of the Superstitious… of Popery… or whenever new ones were to be… composed in order to fill up & connect the Services… with a true spirit.”

“… grande propriedade preservada – Onde quer que … queria estar livre do Supersticioso … do Papado … ou sempre que novos estivessem … composto de modo a preencher e reunir os Serviços … com verdadeiro espírito”.

Jane Austen, fragmento de sermão

O pequeno manuscrito será estudado sob todos os aspectos e só o tempo dirá se de fato, como muitos tem especulado, tem alguma ligação com Mansfield Park ou até mesmo a possibilidade de ser de autoria de Jane Austen, mesmo que o sobrinho tenha deixado dito o contrário.

Fontes

13 Comentários

    • Raquel Sallaberry Brião

      Angélica,

      esse pessoal da pereservação de acervos é muito dedicado ao que faz.

  • Fernanda Huguenin

    Ahhh, é tão bom saber que mesmo muitos anos
    se passando, sempre se acha alguma coisa nova sobre a Jane, seja
    um objeto ou texto. Vai que um dia o Museu Jane Austen encontre
    outros fragmentos (ou quem sabe textos desconhecidos!) ou
    até mesmo cartas mais pessoais da escritora! 😀

  • Cristina Madeira

    Fico muito feliz também. Este trabalho de restauro é muito difícil e são poucos que o reconhecem. Tomara que descubram cada vez + coisas novas sobre Jane Austen.
    E, sorte a nossa !

    • Raquel Sallaberry Brião

      Cristina,

      estamos sempre torcendo por novidades. Uma carta, um bilhete…

  • Felícia

    Rachel Obrigada por mais esta pérola!
    O vídeo está ótimo, você viu que tem a opção de assistir com legenda em português? Presente de domingo.Muitíssimo obrigada!
    Beijos

  • Bianca Benitez

    Tão incrível !! Tanto tempo depois e a querida Jane ainda nos surpreendendo!!!

    Mais incrível ainda é a forma como o país e seu povo preservam a história.

    Lindo demais e emocionante.

    • Raquel Sallaberry Brião

      Bianca,

      a preservação é um dado cultural que espero um dia alcancemos por aqui.

  • Alice

    Muito bom o sermão.
    Se não foi mesmo ela quem escreveu, o irmão também era muito bom com as palavras.

    • Raquel Sallaberry Brião

      Alice,

      os Austen pelo podemos ver eram todos, com exceção do irmão George que tinha problemas mentais, era todo muito articulados!