web analytics
MISCELÂNEA

Classificando livros inspirados (?) em Jane Austen

Nem o título do post eu consigo colocar corretamente. Explico: estou como sempre arrumando meus livros de Jane Austen pois aqui em casa a poeira é grande e para completar eu ando bem desorganizada. Tiro os livros do lugar e vou amontoando em vários partes da casa.

Ontem resolvi aproveitar o domingo frio, mas ensolarado, para arrumar os livros e pensei em fazer uma nova classificação que me auxiliasse na hora de fotografar e reformular de uma vez por todas o site da bilblioteca Jane Austen.

Quando cheguei na prateleira dos que chamo inspirados em Jane Austen me veio a dúvida de sempre. Serão mesmo “inspirados“ em Jane Austen e/ou sua obra?

Tem as sequências, as recontagens do romance sobre o ponto de vista de personagens diversos dos originais, alguns usam as obras de Jane para provar suas próprias teorias, outros mais parecem auto-ajuda, sem contar os que usam Jane ou seus personagens para escrever coisa malucas!

Alguém tem alguma sugestão para uma tag para esses livros, além de “miscelânea”? Ou mantenho a tag “inspirados em Jane Austen”?

biblioteca

Facebook Comments Box

13 Comentários

  • Fernanda Huguenin

    Oi Raquel! Então, isso depende muito de como o conteúdo
    da Jane foi usado nesses livros, rs. Usa a tag “Derivados”. 😉

  • Rebeca

    dependendo da abrangência, eu etiquetaria de “tem a ver com Jane Austen” . rsrs Isso pode incluir até os filmes e os objetos “inspirados ” nela.

  • Luiz Henrique

    Raquel,

    Falando como bibliotecário, existem dois aspectos na sua dúvida. O primeiro é quanto ao nome da tag e sua adequação aos conteúdos. Aí gostei da inspiração da Carin.
    Outro ponto é saber se essa tag está muito genérica para vários tipos de conteúdo. Nesse caso, você poderia criar duas ou três tags (por exemplo, Sequências, Pontos de Vista de Personagens, sei lá) e aí recuperar mais especificamente os posts.
    Nada impede que você mantenha uma tag geral (À sombra e à luz) e uma específica para cada post.

    Bjs
    Luiz

    • Raquel Sallaberry Brião

      Luiz Henrique,
      meu problema está nesse ponto, ser genérica demais ou então criar muitas tags. Estou num processo de simplificar mas o template que escolhi não comporta nome da categoria (ou tag) e slug, o que seria o ideal. Aliás, ainda não consegui um template adequado para biblioteca. No final terei mesmo que dividir as tags.
      Obrigada!

  • Mell

    Concordo com o colega bibliotecário ali em cima. Mas, se você quiser manter algo mais simples, deixaria “derivados” mesmo. Tudo depende da quantidade de livros que você tem e do quanto precisa recuperá-los.

Deixe uma resposta