Categoria: FILMES & SÉRIES

Filmes, séries de TV e documentários inpirados na obra e na vida de Jane Austen.

Guia para Orgulho e paixão

Um guia para Orgulho e paixão e também minhas primeiras impressões sobre a novela da Rede Globo que aos poucos revela sua trama e divulga fotos dos artistas, todos já vestidos a caráter.

Baseada principalmente em Orgulho e preconceito de Jane Austen, a novela terá também personagens de Emma, Razão e sentimento (ou sensibilidade), A abadia de Northanger, Lady Susan e Mansfield Park. Os acréscimos, recurso necessário para uma obra que terá seis meses de duração com cinco capítulos semanais, foram muito bem escolhidos e permaneceram dentro da obra de Austen.

As informações a seguir foram todas divulgadas pela imprensa até o momento e creio que mais próximo do lançamento, 20 de março, a própria Globo divulgará uma sinopse mais completa.

A história se desenrola no estado de São Paulo no ínicio do século 20, período áureo dos Barões do Café, numa cidade fictícia chamada Vale do Café onde mora a família Benedito, em torno da qual se desenvolve a trama principal.

A minha primeira impressão é alegre como esta foto com a heroína Elisabeta! E gostei do nome que me parece forte como a personagem.

guia para Orgulho e paixão
Um guia para Orgulho e paixão · Elisabeta Benedito (Nathalia Dill) · Foto: Globo/Raquel Cunha

As famílias de Orgulho e paixão

Vamos começar com a família mais amada de Jane Austen, os Bennet, perdão, os Benedito!

O casal com cinco filhas, em dificuldades financeiras, quer casar as meninas o melhor possível e como já sabemos não será tarefa simples. Nesta família temos duas modificações nos personagens: Mary Bennet será Mariana, inspirada em Marianne Dashwood de Razão e sentimento; e Kitty Bennet será Cecilia, inspirada em Catherine Morland de A abadia de Northanger. Vejam mais abaixo os respectivos pretendentes das meninas.

Ofélia e Felisberto Benedito - novela Orgulho e Paixão
Ofélia (Vera Holtz) e Felisberto (Tato Gabus Mendes) · Orgulho e paixão · Foto: Globo/João Miguel Júnior
Senhoritas Benedito · Novela Orgulho e Paixão
Senhoritas Benedito · Orgulho e paixão · Elisabeta (Nathalia Dill), Jane (Pamela Tomé), Cecilia (Anaju Dorigon), Lídia (Bruna Griphao) e Mariana (Chandelly Braz) · Foto: Globo/João Miguel Júnior

A famlia Williamson será a do engenheiro Darcy (Thiago Lacerda) e sua irmã, Charlotte (Isabella Santoni). É claro que  Darcy é rico, só não sei precisar quantos mil réis (moeda da época) é sua fortuna… Me agradou a inversão do nome/sobrenome de Mr. Darcy pois por aqui Darcy era mais comum como primeiro nome do que William. (Não tenho ainda foto da irmã.)

Darcy Williamson · Novela Orgulho e Paixão
Darcy Williamson (Thiago Lacerda) · Orgulho e paixão · Foto: Globo/João Miguel Júnior

A família Bittencourt é composta por mãe e filho, Julieta (Gabriela Duarte) e Camilo (Maurício Destri), grande amigo de Darcy e futuro enamorado da bela Jane Benedito. A mãe, uma viúva rica e poderosa, sem dúvida quer um bom casamento para o filho, a quem trata como se fosse um príncipe. Alguém percebeu a semelhança com Lady De Bourgh?

Julieta e Camilo Bittencourt · Orgulho e Paixão
Julieta (Gabriela Duarte) e Camilo (Maurício Destri) Bittencourt · Orgulho e paixão · Fotos: Globo/Mauricio Fidalgo e Raquel Cunha

A família Cavalcante é na verdade os Woodhouse do livro Emma, com uma modificação nos laços familiares: o senhor Afrãnio Cavalcante, conhecido como Barão de Ouro Verde (Ary Fontoura) será avô de Ema (Agatha Moreira) e não o pai como no original. Ela como não poderia deixar de ser é metida a casamenteira e também grande amiga de Elisabeta.

Afrânio e Ema Cavalcante · Orgulho e Paixão
Afrânio (Ary Fontoura) e Ema (Agatha Moreira) Cavalcante · Orgulho e paixão · Fotos: Globo/Raquel Cunha

A vilã de Orgulho e paixão

Susana (Alessandra Negrini) é a vilã de Orgulho e Paixão. E contam as más línguas que fará de tudo um pouco para impedir o casamento de Darcy com Elisabeta. Está me parecendo que será um misto de Lady Susan com Caroline Bingley. Agradeço a leitora Londrina a foto maior de Susana!

Susana (Alessandra Negrini) · Orgulho e Paixão
Susana (Alessandra Negrini) · Orgulho e Paixão · Foto: Globo/João Miguel Júnior

Os rapazes de Orgulho e paixão

Vamos começar com um vilão: Diogo Uirapuru (Bruno Gissoni) que será um misto de Willoughby e Wickham, e pela narrativa primeiro vai namorar Lídia e depois Mariana, o que não entendi… Diogo foi amigo de infância de Darcy mas agora estão estremecidos.

Diogo Uirapuru · Orgulho Paixao
Diogo Uirapuru (Bruno Gissoni) · Orgulho e paixão · Foto: Globo/João Miguel Júnior

Rômulo Tibúrcio (Marcos Pitombo) será nosso querido Mr. Tilney, inteligente e sarcático. Espero que seja conhecedor de musselinas, se é que vocês me entendem… Se apaixonará por Cecília e terá a aprovação do pai, Almirante Tibúrcio (Oscar Magrini) que imagina que ela herdará um fortuna. Isso não vai dar certo!

Rmulo Tibúrcio Orgulho e Paixao
Rômulo Tibúrcio (Marcos Pitombo) · Orgulho e paixão · Foto: Globo/João Miguel Júnior

O Coronel Brandão (Malvino Salvador), com o nome quase igual a Brandon, será certamente o salvador de Mariana depois de ser abandonada pelo sacripanta do Diogo Uirapuru.

Coronel Brandão ·_Orgulho e Paixão
Coronel Brandão (Malvino Salvador) · Orgulho e paixão  · Foto: Globo/João Miguel Júnior

A casamenteira Ema terá como seu par o gentil e discreto advogado Jorge (Murilo Rosa), não sem antes atormentar a vida de todo mundo com suas idéias descabidas sobre matrimônio. Não encontrei o sobrenome do rapaz então adotaremos “call me Jorge”. O que vocês acham?

Jorge · Orgulho e paixão
Jorge (Murilo Rosa) · Orgulho e paixão · Foto: Globo/Raquel Cunha

Mansfield Park também será representada por Fani Pricelli, que foi criada pelos tios pois os pais não tinham condições de criâ-la. Segundo o site TV Em Foco, Fani é “amargurada, introvertida e tímida, passa sua infância e adolescência aculando rancor das humilhações de seus tios e é consolada por seu primo, que é apaixonado por ela”. O primo ao que parece será o ator Rodrigo Simas, mas todas informações que tenho até o momento estão um tanto confusas. Assim que tiver algo mais concreto e fotos acrescento aqui.

E para finalizar este imenso guia de Orgulho e paixão, que ainda terá alguns reparos tão logo eu consiga mais imagens e informações, acredito que a novela de Marcos Bernstein tem todos os ingredientes para ser um sucesso!

Cartas de Jane Austen: Miss Austen Regrets

Cartas de Jane Austen: Miss Austen Regrets
por Mell Siciliano

Cuidado! Este post contém spoilers da adaptação Miss Austen Regrets!

A adaptação da BBC Miss Austen Regrets cobre os últimos anos da vida de Jane Austen e, como o título sugere, os seu possíveis arrependimentos. Chamo de adaptação pois esse filme foi livremente inspirado nas cartas da autora. Em algumas cenas, inclusive, passagens exatas das cartas são ditas. Entretanto, quase nessa adaptação é contado por cartas, e sim através da interação entre as pessoas.

Pra quem nunca viu, Miss Austen Regrets começa com uma introdução, em 1802, no famoso episódio do pedido de casamento de Harris Bigg; pedido esse que Jane aceita e logo depois recusa. A história então pula para os anos 1812-1817; cobrindo os seguintes acontecimentos: o namoro de sua sobrinha Fanny com Mr. Plumtree, a publicação de Emma (e toda a trama da dedicatória para o príncipe regente), a escrita de Persuasão, a doença de Henry, o médico Charles Haden e a morte de Jane.

Miss Austen Regrets
Cartas de Jane Austen: Miss Austen Regrets

Mas o que é verdade e o que ficção nessa adaptação?  Separei alguns acontecimentos que mais me chamaram atenção em Miss Austen Regretspara comentar. Vamos lá?

Harry Bigg
Harry Bigg

1802 – O pedido de casamento de Harris Bigg  – Sim, Harris Bigg pediu Jane Austen em casamento. Suas irmãs eram amigas das meninas Austen (Jane e Cassandra) e as cartas de Jane dão a entender que de alguma maneira elas encorajaram o irmão a fazer o pedido. A adaptação nos leva a crer que Cassandra influenciou Jane a recusar o pedido; entretanto nas cartas não encontrei nada que sugerisse tal coisa. Mas, de maneira geral, verdade.

1812 – Namoro de Fanny e Mr. Plumtree – Por volta de 1812 a sobrinha de Jane – Fanny – conheceu Mr. Plumtree. Como a mãe de Fanny já havia falecido, ela viu na sua Jane Austen uma fonte de conselhos. Na adaptação, Jane está por perto para aconselhar Fanny, mas na vida real esse aconselhamento aconteceu por cartas. Fanny não sabia o que fazer, na verdade, ela não sabia se amava ou não o seu pretendente. No filme ela culpa Jane quando o namoro se desfaz. Nas cartas é possível perceber um certo ressentimento da parte de Fanny, mas nada tão explosivo como no filme. Jane nunca ousou, nas cartas, a dar conselhos assertivos, do tipo: case ou não case. Ao invés disso, ela ponderava sobre vantagens e desvantagens de se casar sem afeição, de se casar com um homem na posição de Mr. Plumtree e que tipo de consequências poderiam surgir de quaisquer decisões de Fanny. Novamente, de maneira geral, verdade.

1812 – Mr. Bridges – A família Bridges de modo geral era amiga da família Austen. Jane cita diversas vezes o Reverendo John Bridges em suas cartas, sempre de maneira muito afetuosa. No filme, ele representa um dos arrependimentos. John teria feito um pedido de casamento que Jane recusou. Porém, nada (nada nada mesmo) em suas cartas dá a entender que algo do gênero aconteceu. Podemos ter certeza? Não, porque Cassandra queimou diversas cartas. Mas se pensarmos assim, podemos imaginar o que bem quisermos para as cartas destruídas, e ainda sim nunca saberemos. Portanto, ficção.

Charles Haden
Charles Haden

1815 – Mr. Charles Haden – Na adaptação, é sugerida uma atração de Jane pelo médico de seu irmão, o Mr. Charles Haden. Inclusive, é proposta uma tensão entre Jane, Fanny e Mr. Haden. Nada disso é certo. Pelas cartas, temos certeza que tanto Fanny quanto Jane gostavam muito dele, e Jane ainda escreve para sua irmã Cassandra algo que é usado na adaptação como uma espécie de declaração: “He is a Haden, nothing but a Haden, a sort of wonderful nondescript creature on two legs, something between a man and an angel.” (Tradução: Ele é um Haden, nada além de um Haden, uma espécie de indescritível criatura maravilhosa sob duas pernas, algo entre um homem e um anjo). Esse tipo de ‘declaração’ realmente dá asas a imaginação, não é mesmo? Mas, como não temos nada de concreto, classificarei como ficção. Pra quem ainda não viu a série, é toda essa dinâmica com Haden que gera uma das mais bonitas cenas, uma conversa entre Jane e a empregada de seu irmão Charles.

Agora queria saber se alguém mais viu essa série e detectou mais alguma coisa. Em caso afirmativo, conta pra gente!

Orgulho e Paixão novela da Globo inspirada em Orgulho e preconceito

A Globo produzirá uma novela inspirada em Orgulho e preconceito, o romance mais amado de Jane Austen. A boa notícia foi dada por Patrícia Kogut em sua coluna no jornal o Globo. A novela, que terá como título Orgulho e Paixão, será escrita por Marcos Bernstein e tem estréia prevista para março ou abril de 2018, no horário das 18 horas.

Elizabeth Bennet em Downton Abbey

Chegou a vez de Elizabeth Bennet em Downton Abbey. No post anterior sobre a série o destaque foi a senhora Bennet e sua propensão para achar que homens ricos estão sempre a procura de uma esposa. Mas voltemos a Lizzy.