A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata

Categorias DIVERSOS

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata é o título em português, tanto do filme que está no Netflix como do livro publicado pela editora Rocco.

Que nome comprido e maravilhoso para uma sociedade literária! O motivo deste post no blog é a menção a Jane Austen no filme. O livro ainda não li mas colocarei parte da sinopse da editora para vocês terem ideia da história:

O título conta a história de Juliet Ashton, uma escritora em busca de um tema para seu próximo livro. Ela acaba encontrando-o na carta de um desconhecido de Guernsey, Dawsey Adams, que entra em contato com a jornalista para fazer uma consulta bibliográfica. Começa aí uma intensa troca de cartas a partir da qual é possível identificar o gosto literário de cada um e o impacto transformador que a guerra teve na vida de todos. As correspondências despertam o interesse de Juliet sobre a distante localidade e narram o envolvimento dos moradores no clube de leituras – a Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata –, além de servirem de ponto de partida para o próximo livro da escritora britânica.

Com a formação improvisada de um clube literário, como álibi das escapadas dos moradores da ilha de Guernsey depois do toque de recolher imposto pelos alemães, eles começam a procurar livros para o suposto clube. Um dos livros encontrados foi Northanger Abbey. No início os alemães, desconfiados, enviaram um monitor para verificar a veracidade das reuniões. Mas o coitado do soldado acabava dormindo com as leituras em voz alta e a turma se divertia à beça! Destas duas cenas montei a imagem abaixo para ilustrar o post.

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata, de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows, tradução de Léa Viveiros de Castro, Editora Rocco.

Quando li o título em inglês – The Guernsey Literary and Potato Peel Pie Society – fiz aquela tradução mental que normalmente fazemos e ficou assim: “Sociedade Literária da Torta de Casca de Batata de Guernsey”.  Foi só comigo ou mais alguém também?

PS: Procurei a capa de Northanger e não achei essa edição.

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata

4 ideias sobre “A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata

  1. Raquel, você tem que ler o livro, é muito lindo!
    O interessante é que a narração é toda feita por cartas e o livro aborda muito mais o pano de fundo da guerra, dá mais detalhes históricos. Admito que no início fiquei um pouco irritada por conta de não haver diálogos, mas a história é muito interessante e envolvente, além de ser mais completa que o filme (q por sinal é lindo, mas pra quem leu o livro deixa um gosto de quero mais).

  2. Parece interessante! Sou igual a você Raquel, qualquer pequena menção a Jane Austen já me deixa empolgada. Lembrei de uma série que eu assistia, chamada Person of Interest, em que a namorada do protagonista era apaixonada por Sense and Sensibility. Quando ele foi pedir a moça em casamento, deu a ela um exemplar do livro com o anel de noivado dentro (bem romântico, apesar de ter destruído o livro, haha).

  3. O filme é lindo, eu amei! Não sabia que era inspirado em um livro, agora ler. Amei quando eles a personagem principal fala sobre Razão e Sensibilidade, não estava esperando, daí só foi citar Jane Austen já gostei mais do filme.

Deixe uma resposta