web analytics
A Abadia de Northanger,  LIVROS JANE AUSTEN

A Inglaterra de Jane Austen: Blaise Castle

John Thorpe, percebendo a ingenuidade de Catherine Morland e querendo convencê-la fazer um passeio até Bristol, arredores de Bath, faz grande propaganda do Castelo de Blaize, ou Blaise, como se escreve agora.

[…] “We shall be able to do ten times more. Kingsweston! aye, and Blaize Castle too, and any thing else we can hear of; but here is your sister says she will not go.”
“Blaize Castle!” cried Catherine. “What is that?”
“The finest place in England – worth going fifty miles at any time to see.”
“What, is it really a castle, an old castle?”
“The oldest in the kingdom.”
“But is it like what one reads of?”
“Exactly — the very same.”
“But now really — are there towers and long galleries?”
“By dozens.”

[…] Nós podemos fazer 10 vezes mais. Kingsweston eh! E Blaize Castle, também! E tudo isso que ouvimos falar! Mas eis sua irmã que não quer vir!…
— Blaize Castle— exclamou Catherine — que é isso?
— O mais belo recanto da Inglaterra. Merece que se faça 50 milhas, não importa quanto, para vê-lo.
— É realmente um castelo? Um velho castelo?
— O mais velho do reino.
— Como aqueles de que se fala nos livros?
— Exatamente. Completamente o mesmo.
— Mas tem realmente torres, corredores longos?
— Dezenas.
| Northanger Abbey, cap. 11, trad. Lêdo Ivo |

O castelo, na verdade uma extravagância em estilo gótico, foi construído em 1766 na propriedade de Blaise, em Bristol.

Como podemos ver não é “o mais velho do reino” e tampouco comporta “dezenas” de corredores e torres. John Thorpe era mesmo um conversa fiada!

Blaise Castle | Foto © Lukeas09 (Wiki)

Facebook Comments Box

9 Comentários