web analytics

A família Elliot, ou a inclinação antiga é o título de uma tradução de Persuasão de Jane Austen. Esta tradução portuguesa foi feita a partir da tradução francesa que recebeu o título La Famille Elliot, ou L’Ancienne Inclination.

Desde que encontrei uma referência a essa tradução, creio que em 2015, no artigo “O gume da ironia em Machado de Assis e Jane Austen” da professora Sandra Guardini Teixeira Vasconcelos, continuei pesquisando, de tempos em tempos, o título para ver se encontrava os livros físicos.

No mês passado, numa dessas tentativas, encontrei o site Paris na América, onde constava os dois volumes que estão na biblioteca do Grêmio Literário e Recreativo Português do Pará! Quase infartei de felicidade, pois no Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro¹ não foi possível localizar fisicamente.

Antes de publicar os dados e as imagens quero agradecer a Nazaré Góes, da biblioteca do Grêmio Literário e Recreativo Português que com a maior gentileza me atendeu e providenciou as fotos. Nazaré, muitíssimo obrigada!

A família Elliot, ou a inclinação antiga, foi traduzida por Manuel Pinto Coelho Cota de Araújo e publicada em Lisboa pela editora Rollandiana, em 1847, dois volumes. Como vocês podem ver pela imagem do frontispício não consta o nome de Jane Austen como autora, apenas “traduzida do francez”.

Há muitos detalhes para contar e para comparar com a tradução francesa com o original de Austen. Detalhes estes que ficarão para uma publicação que pretendo fazer mais tarde pois estou muito ocupada com dois trabalhos e não quero apenas despejar dados e sim contar histórias!

A capa do volume I está bastante boa considerando a data de sua publicação. O volume II está nas mesmas condições.

A família Elliot, capa do volume I

A página do primeiro capítulo de A família Elliot. Fico sempre encantada com essas edições antigas, tão generosas com espaços em branco e fontes de tamanho que não cansam tanto os nossos olhos.

A família Elliot, ou a inclinação antiga

NOTAS

¹ Trecho da nota da professora Sandra Vasconcelo sobre a localização dos livros: […] No século XIX, essa edição foi anunciada no Diário do Rio de Janeiro por B. L. Garnier em 29 de novembro e 19 de dezembro de 1854 e podia ser encontrada no Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro […]

 

 

 

Visits: 918

Artigos recomendados

6 comentários

    1. Angela,
      quando achei encantada pois nem na Niblioteca Nacional de Portugal tem um exemplar que seja.

  1. Raquel,
    Obrigada pela referência ao artigo “O GUME DA IRONIA EM MACHADO DE ASSIS E JANE AUSTEN”, da professora Sandra Vasconcelos, vou baixá-lo, pois essa comparação me interessa bastante.
    Abraços,
    Dandara

    1. Dandara,
      tenho descoberto uma série de artigos interessantes, não só de Austen mas de outros autores. Alguns estou salvando e rezando para ter tempo de ler com calma!

Deixe uma resposta