Novelas Inacabadas na Biblioteca Nacional de Portugal

As Novelas Inacabadas de Jane Austen estão na Biblioteca Nacional de Portugal, junto com a edição comemorativa de Razão e sentimento, e já disponíveis para o público como vocês podem ver neste link. Fica o aviso para as Janeites de Portugal, em especial as de Lisboa.

Em maio deste ano minha amiga Rita Watts do All Things Jane Austen participou de um evento em Portugal em homenagem a Jane Austen e entregou em meu nome o box da Nova Fronteira na tradução de Ivo Barroso e apresentação minha das Novelas Inacabadas: Os Watsons e Sanditon e posfácio de Razão e sentimento, para a Biblioteca Nacional de Portugal.

Ao dar uma olhada no acervo da biblioteca vejo que preciso comprar ainda muitos livros de Jane Austen em traduções portuguesas e também relembrei leituras comparadas que fiz com a amiga Cátia Pereira. Um dia volto para esses estudos!

Novelas Inacabadas Biblioteca Portugal

Novelas Inacabadas Biblioteca Portugal – Box Nova Fronteira

 

Rosa Jane Austen

Temos agora uma rosa Jane Austen, batizada com o nome da autora para as homenagens do bicentenário de sua morte.

A rosa, cultivada pela Harkness, foi lançada na feira The RHS Chelsea Flower Show no dia 22 de maio e mais adiante será plantada no jardim do Museu Jane Austen.

Vale lembrar que a Harkness lançou em 2013 uma rosa “Pride and Prejudice” para comemorar o bicentenário do livro.

Aqui está uma foto da rosa em belíssimos tons alaranjadas e vibrante como seus personagens como descreve o artigo no site do museu: “Alan Titchmarsh launches Jane Austen Rose at Chelsea”.

Rosa Jane Austen

Rosa Jane Austen | Foto: Jayne Lloyd

Jane Austen com Google Translator

Agora o Jane Austen em Português está com o Google Translator o que certamente facilitará bastante para quem visitar o blog e não souber a nossa língua.

Espero que as traduções do Google, que já melhoraram bastante nestes últimos anos, consigam transmitir o essencial do texto traduzido.

Testei apenas o inglês e ficaria muito feliz se nativos de outras línguas deixasse sua opinião neste post.

Sejam todos muito bem- vindos ao meu Jane Austen em Português do Brasil

Raquel

Google Translator no Jane Austen em Português do Brasil

 

Assinantes do FeedBurner

Queridos assinantes do FeedBurner, este ano vou fazer o sorteio do final de ano para assinantes do blog e como percebi que o contador do FeedBurner é totalmente instável, com variações diárias do número de assinantes convido vocês para assinarem via email, de modo que eu possa incluí-los no sorteio.

A assinatura é muito simples: basta inscrever seu email e, muito importante, ao receber um email de confirmação não esquecer de confirmar clicando no link enviado.

assinatura do blog Jane Austen em Português do Brasil

Elizabeth II e Mr. Darcy

A brincadeira da semana é Elizabeth II em momento Mr. Darcy!

Acredito que muitos de vocês que tem Netflix já que tenham visto a primeira temporada da série The Crown, que conta a história do reinado de Elizabeth II e por esse motivo meu post não será um spoiler.

A série inicia com o casamento da ainda princesa Elizabeth com Philip Mountbatten, Duke de Edimburgo e terá seis temporadas. Como qualquer casal, Elizabeth e Phillip tinham seus problemas, talvez tenham até hoje, e num dos episódios da série Phillip fica com ciúme de um amigo de infância de Elizabeth e ela deixa claro que contrariando muitos casou-se com ele. E o fez por um único motivo.

E quando ela disse a frase da qual capturei a tela lembrei imediatamente de Mr. Darcy!

Elizabeth II, momento Mr. Darcy

Orgulho e preconceito da Giz Editorial

Temos mais uma tradução de Orgulho e preconceito no Brasil. Desta vez pela Giz Editorial com tradução de Caroline Chiovatto. O livro apesar de não constar na página da editora está na pré-venda no site da Livraria Cultura.

Orgulho e preconceito, Giz EditorialSINOPSE

Segunda obra publicada de Jane Austen, Orgulho e Preconceito foi terminado em 1797, quando a escritora ainda não tinha completado 21 anos. Foi lançado em 1813, e seguiu o sucesso de seu primeiro livro, Razão e Sensibilidade. Em Orgulho e Preconceito, Elizabeth Bennet, segunda de 5 filhas de um proprietário rural na cidade fictícia de Meryton, lida com os problemas relacionados à educação, cultura, moral e casamento na sociedade aristocrática do início do século XIX, na Inglaterra. Como em toda a obra de Austen, o texto utiliza de uma fina ironia para retratar e criticar a hipocrisia moral da virada dos séculos XVIII e XIX.

A descoberta e indicação deste novo livro foi da leitora Fernanda Huguenin, detetive literária da web. Obrigada, querida!

 

Como conseguir seu Mr. Darcy

Receita para conseguir seu Mr. Darcy: primeiro faça um filme sobre como você é fã incondicional do rapaz. Se isto não der certo faça uma série disfarçada de espiã russa. É batata!

Estava assistindo a série The Americans, no Netflix, quando percebi que o casal de protagonistas, que também vivem juntos e tem uma filha na vida real, já fizeram papeis em filmes relacionados a Orgulho e preconceito. Keri Russell fez o papel de Jane Hayes, uma apaixonada pela figura de Mr. Darcy e pela série de 1995 com Colin Firth, em Austenland e Matthew Rhys interpretou Mr. Darcy em Morte em Pemberley.

Faz um bocado de tempo que não faço um post brincadeira e hoje, domingo, é um bom dia para rir!

Mr. Darcy, Matthew Rhys - Keri Russell

Uma noite digna de Catherine Morland

A noite que passou foi digna de Catherine Morland: vento, chuva e venezianas batendo. E eu correndo para fechar todas as janelas, que não são poucas. Isso tudo no escuro pois faltou luz também. Já contei para vocês que moro numa casa que já foi um convento? Pois é…

Minha conexão que já estava precária e depois do temporal de ontem está completamente maluca. Como levo muito tempo para publicar qualquer coisa vou tentar mais tarde. Paciência, Iracema!

Vejam minha tentativa de ler como nos tempos de Jane Austen…

Ler a luz de velas como nos tempos de Jane Austen

Gazeta de Meryton, 7 de agosto de 2016

EDITORIAL

Hoje o editorial da Gazeta de Meryton é apenas um aviso. Ficarei ausente por pelo menos vinte dias e nesse período tirarei uma espécie de férias compulsórias. Mas, se for possível me entender com um tal de MacBook, talvez eu escreva algum post. Estou tentando não carregar peso e não levar meu notebook é um dos primeiros passos.  Vamos ver no que dá essas minhas decisões…

BIBLIOTECA JANE AUSTEN

Cadastrei desta vez a coleção da editora portuguesa Romano Torres, publicada a partir do final dos anos 1940 com reimpressões até os anos 1960.

Coleção Jane Austen, editora Romano Torres

Gazeta de Meryton, 31 de julho de 2016

EDITORIAL

Hoje o editorial da Gazeta de Meryton é apenas para mencionar o que provavelmente muitos leitores já sabem: fechei meu perfil pessoal no Facebook e agora mantenho um administrativo para a página do Jane Austen em Português.  Os motivos foram vários mas o principal é minha compulsão em ler tudo o que aparece na tela do computador. Eu já havia diminuído o que escrevia no Face, mas o que ler provou-se impossível educar o cérebro e seus dois cúmplices para não fazer!

LIVROS

Edição especial do bicentenário da morte de Jane Austen e já comemorando também, de forma antecipada os duzentos anos da publicação de Persuasão, da editora espanhola dÉpoca: Persuasión.

Persuasión, dÉpoca Editorial

ARTIGO

Literatura e formação moral em Jane Austen e David Hume” por Marcos Ribeiro Balieiro | Revista da USP

RESUMO: Trata-se de mostrar as afinidades, certamente não fortuitas, entre a literatura de Jane Austen e a filosofia de David Hume, pelo prisma do tema da formação ou educação moral. Analisa-se para tanto o papel, em ambos autores, das noções de sociabilidade e de conversação.

VIDEO

Web série (ou vlog) do grupo Foot in the Door Theatre “From Mansfield With Love” no You Tube.

MISCELÂNEA

E para finalizar o domingo um mimo: uma niqueleira Jane Austenb da Pemberley Pond que vocês podem saber mais detalhes na página do Facebook ou na loja do Etsy.

Niqueleira Jane Austen da Pemberley Pond