Jane Austen roubou meu namorado

Jane Austen roubou meu namorado é o título de mais um livro de Cora Harrison, traduzido e publicado pela editora Rocco. O outro livro foi Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen, ambos tradução de Dilma Machado.

A editora também publicou outros dois livros inspirados em Jane Austen: Aprendi com Jane Austen de William Deresiewicz e O clube de leitura de Jane Austen de Karen Joy Fowler, Este último estou lendo.

O livro está em pré-venda na Amazon com previsão para 7 de  junho e de onde transcrevo a sinopse abaixo para vocês terem uma ideia da história.

Baseado nos diários da escritora Jane Austen na adolescência, este divertido romance juvenil é uma história de aventura, mistério, fofocas e, claro, flertes e paixões. Uma das autoras mais queridas em todo o mundo, cujo bicentenário de morte ocorre este ano, Jane Austen (1775-1817) segue arrebanhando uma legião de fãs em pleno século XXI com romances nos quais retrata a sociedade inglesa de sua época com precisão e ironia. Em Jane Austen roubou meu namorado, a escritora irlandesa Cora Harrison recria, para os jovens de hoje, a atmosfera dos livros da própria Jane Austen mesclando ficção e dados reais, a partir dos diários da autora de Orgulho e preconceito. O livro retrata as peripécias amorosas da futura escritora, que já se considerava uma especialista em assuntos do coração, e de sua prima Jenny.

Jane Austen roubou meu namorado

Jane Austen roubou meu namorado

Picnic Jane Austen no Ibirapuera

O Picnic Jane Austen no Ibirapuera, em São Paulo, já aconteceu no dia 30 de abril mas eu infelizmente não estava lá. Mara Sop, uma das organizadora do evento, gentilmente me enviou fotos e nos fala um pouco sobre o picnic:

Essa foi a terceira edição do Picnic Jane Austen, que tem rolando desde 2014. A ideia era justamente reviver um pouco do romantismo bucólico dos livros da autora por amantes dela.
Como os picnics eram comuns dentro do universo de Austen, e pra experiência ser o mais fiel possível, nós estimulamos os participantes a trazerem comidinhas com cara de época como bolos, frutas, cookies, salgados, biscoitos e afins. E depois da confraternização nas toalhas, sempre fazemos um passeio pelo parque pra tirarmos fotos com os amigos fotógrafos que sempre prestigiam nosso evento.
Nossos encontros são gratuitos e abertos ao público em geral, e para participar, basta estar vestido de acordo com o tema.

Que o Picnic se repita por muitos anos e que um dia eu possa comparecer!

Picnic Jane Austen Ibirapuera 2017

Mara Sop · Foto: Rose Steinmetz

Picnic Jane Austen Ibirapuera 2017

Juliana Lopes  · Foto: Rose Steinmetz

Picnic Jane Austen Ibirapuera 2017

Eddie “Sleypnit Hel”  · Foto: Rose Steinmetz

Picnic Jane Austen Ibirapuera 2017

Fernando Trujillo “Mohamad von Fleckenstein” · Foto: Rose Steinmetz

Picnic Jane Austen Ibirapuera 2017

Fernanda Pelizer  · Foto: Rose Steinmetz

Picnic Jane Austen Ibirapuera 2017

Fernanda Pelizer e Van Aragon  · Foto: Dirceu Santana

Mara Sop e Viviane França · Foto: Dirceu Santana

Mara Sop e Viviane França · Foto: Dirceu Santana

Dear Mr. Darcy por Sense and Spontaneity

Dear Mr. Darcy é um vídeo feito por Sense and Spontaneity grupo criado pelas artistas Esther Longhurst e Jess Mess que adotam o estilo e as referências de Jane Austen e os aplicam a cenários modernos.

Baseados em sugestões de público o formato foi desenvolvido exclusivamente para o Sense and Spontaneity em apresentações em teatros e cada show é totalmente improvisado e único para o público. O grupo é de Perth, Austrália.

Esther Longhurst e Jess Mess em ilustração de Chloe Elizabeth Flockart

Caricatura das atrizes Esther Longhurst e Jess Mess,  que atuam em Dear Mr. Darcy, feita por Chloe Elizabeth Flockart

 

O primeiro Jane Austen de Laura

O primeiro Jane Austen de Laura, minha sobrinha-neta que chegou em março, é A pequena Jane Austen – Orgulho e preconceito, da coleção de pequenos autores publicada pela Nova Fronteira com texto de Jennifer Adams, ilustrações de Alison Oliver e tradução de Janaína Senna.

Quando Laura estiver maior e já mordendo livros, pois é assim que entramos no mundo da literatura, prometo novo post com ela e sua biblioteca. Sim, ela já tem uma biblioteca que herdou da mãe e agora começa a ganhar novas edições.

Se alguém tiver indicações de livros para bebês em espanhol, por favor me avise pois vamos precisar também. Até o momento tenho apenas o maravilhoso El rey que se equivocó de cuento de Antonio Granados mas é para crianças maiores.

PS: Agora vocês já sabem quem é mais nova dona do meu tempo!

O primeiro livro de Jane Austen de Laura

O primeiro livro de Jane Austen de Laura

Novela Novo Mundo e Jane Austen

A novela Novo Mundo, da rede Globo, mencionou Jane Austen e Orgulho e preconceito em seus capítulos iniciais. A trama se passa no período do casamento do príncipe Dom Pedro e a princesa Leopoldina. Em novembro de 1817 Leopoldina chegou no Rio de Janeiro mas seu casamento já havia sido feito por procuração em maio desse mesmo ano. Em 2017 celebramos o bicentenário da morte de Jane Austen no bicentenário e podemos dizer o mesmo do casamento do nosso primeiro imperador.

A personagem Anna Millman, interpretada pela atriz Isabelle Drummond, heroína da novela, recebe do vilão Thomas Johnson, o ator Gabriel Braga Nunes, um livro de presente que ela ao abrir o pacote vê que é de Jane Austen. Ela agradece e diz gostar muito de Austen. Esta é a primeira cena e que você pode assistir online neste link.

Mais tarde o irmão de criação de Anna Millman, Piatã, feito pelo ator Rodrigo Simas, ao ver o livro na cabine da irmã lê o título do volume ricamente encadernado em vermelho com letras douradas na lombada: Orgulho e preconceito. Ele pergunta se ela já havia lido esse livro, ela responde que sim mas que aceitou o presente do capitão Thomas Johnson para ser gentil. A segunda cena está neste link.

Semana passada também compartilhei no Facebook sobre a declaração da atriz Isabelle Drumond que tem buscado inspiração nos livros de Jane Austen para compor a personagem pois a autora é uma mulher a frente de seu tempo. Espero que tenha se inspirado em Elizabeth Bennet!

A personagem é levemente inspirada na inglesa Maria Graham, que de fato veio ao  Brasil e foi preceptora da filha de Leopoldina e Pedro, a princesa Dona Maria da Glória. A vida de Maria Graham por si só valeria uma série pois foi bem movimentada e atípica para a época como vocês poderão ver nesta página da Wikipédia.

Jane Austen e Orgulho e preconceito na novela Novo Mundo

Jane Austen e Orgulho e preconceito na novela Novo Mundo

Patricinhas de Beverly Hills em quadrinhos

As patricinhas de Beverly Hills terá uma versão em quadrinhos (HQ). O título original do filme é Clueless, uma versão moderna de Emma de Jane Austen, que foi lançado na ótima safra de filmes de 1995.

Os protagonistas do filme foram: Paul Rudd, no papel de Josh que corresponderia a Mr. Knightley; Brittany Murphy como Tai a Harriet Smith da história e Alícia Silverstone como Cher Horowitz a moderna Emma.

A HQ será escrita por Amber Benson e Sarah Kuhn com desenhos de Siobhan Keenan e capa de Natacha Bustos e publicado pela Boom! Comics.

O filme fez muito sucesso e pelo que vejo na imagem da pré-capa (abaixo) os autores da versão em HQ serão fiéis ao figurino original que também fez sucesso. Aguardemos a publicação que está prevista para agosto deste ano.

Patricinhas de Beverly Hills em quadrinhos (HQ) - Clueless Comics

Patricinhas de Beverly Hills em quadrinhos (HQ) – Clueless Comics

FONTE: Vanity Fair | IMAGEM: Boom Studios, divulgação