Novo filme inspirado na obra de Jane Austen

Um novo filme inspirado na obra de Jane Austen será filmado em Dorset, incluindo Kingston Lacy, Weymouth, Bath e Lyme Regis. Só estas informações já me deixaram entusiasmada pois Lyme é encantadora.

O diretor, Norman Gregory, que vem trabalhando no roteiro por mais de um ano, conta que o filme será sobre dois personagens – de dois livros diferentes – de Austen que se encontram em 1865 em uma barco voltando da França. E acrescenta,

“Quando os livros acabam nós supomos que os personagens vivam felizes para sempre. Este filme trabalha com a premissa que, neste caso, não será assim.”
“Queremos manter o espírito dos personagens que estamos usando, mas ao mesmo tempo tornar o filme um conto mais do século XXI.”

A produtora Carolyn Weldon, da Unreasonable Productions, está muito animada e diz que “o filme será uma reviravolta nos romances de Austen; ela não era uma romântica, per si, e é a ironia em seu trabalho que acho atraente.”

Agora só podemos aguardar as novidades e esperar que não demore muito pois ansiedade não faz bem para saúde! Na verdade já estou ansiosa…

Vamos fazer uma lista quais os prováveis candidatos em nossa opinião?

Novo filme sobre a obra de Jane Austen - Norman Gregory e Carolyn Weldon

Novo filme sobre a obra de Jane Austen – Norman Gregory e Carolyn Weldon

FONTE e FOTO: Dorset Echo

Quem lê e-books de Jane Austen?

Quem lê e-books de Jane Austen? Esta enquete é para responder uma pergunta que me faço há muito tempo, sobre quais leitores do blog leem livros em formato digital.

A verdade é que tenho dificuldade de ler e-books, talvez por não ter um equipamento apropriado como um Kindle, por exemplo. Ou por ser um texto muito grande para quem tem deficiências de visão.

Fiz um teste recente com o livro O clube de leitura de Jane Austen que a editora Rocco me enviou em formato digital para leitura da imprensa. Consegui ler 66 páginas mas fiquei extremamente cansada e só consegui por estar muito curiosa e ter me interessado pelo livro.

Me senti sentada no que suponho ser a cadeira do Grigg, personagem do livro que levava para o clube um exemplar da Gramercy da obra completa de Jane Austen: curiosa, interessada mas desajeitada!

PS: Agradeço se puderem dizer se leem em leitores específico para livros, tablets ou smartphones, pois servirá também para aprimorar a leitura do blog.

PS2: meu exemplar em papel já está chegando e assim que terminar a leitura farei uma resenha, aguardem!

Cadeira do Grigg

Cadeira do Grigg
detalhe da capa de O Clube Leitura Jane Austen, editora Rocco

Sua opinião sobre Emma Woodhouse

Hoje temos um enquete: pedimos sua opinião sobre Emma Woodhouse.

Jane Austen disse sobre Emma: “eu estou construindo uma heroína que ninguém além de mim mesmo irá gostar muito”. Me parece Jane estava certa pois conheço muita gente que não simpatiza muito com Miss Woodhouse, eu por exemplo… Outros tantos adoram.

Não precisamos concordar com todo mundo, pois como disse a própria heroína, “a metade do mundo não pode compreender os prazeres da outra”, na tradução de Ivo Barroso, que aliás, é grande admirador de Emma.

Se você não leu o livro mas viu algum dos filmes ou minissérie, também vale pois todos que assisti mantém a essência de Emma.

Emma Woodhouse

As irmãs Bennet de 1940 a 2005 | Enquete

Os filmes ou séries sobre a obra de Jane Austen são sempre uma delícia para compararmos não só as atuações como também os figurinos. Aproveitando que tenho imagens de divulgação das filmagens de 1940, 1995, 2005 e consegui capturar uma tela da versão de 1980 faço este post com alguns impressões minhas e curiosa para saber a opinião de vocês, leitores do Jane Austen em Português.

Começo com o filme de 1940, que apesar de ter muitas diferenças do livro, é um clássico. Sem contar que o figurino é completamente fora de época, o que já dá pano para manga, literalmente!  Os óculos de Mary, as gravatas laçarotes e Jane Bennet morena, sempre me chamaram a atenção.

Irmãs Bennet 1940

Quem é quem na parte superior Mary e Kitty e na inferior, Lydia, Elizabeth e Jane.

A imagem que tenho das irmãs Bennet de 1980 é sofrível pois os DVDs que são vendidos atualmente não têm nitidez. O que notei desde a primeira vez que assisti a minissérie de 1980:  Lydia é mais baixa do que Kitty, o que contraria o livro onde ela mesmo se diz a mais alta das irmãs. Esta Mary também usa óculos e é a mais graciosa de todas as Marys, na minha opinião. Mais um vez Jane Bennet de cabelos escuros e se destaca com o vestido em cores mais escuras, dourado e marrom. Qual seria motivo desse destaque? Talvez só a senhora Bennet poderá nos esclarecer.

Irmás Bennet 1980

Quem é quem da esquerda para a direita: Lydia, Kitty, Mary, Elizabeth e Jane.

As irmãs Bennet em 1995 são todas primaveris! Roupas claras, decotes mais aprofundados, exceto por Mary. E pelo que li (e pretendo escrever a respeito) foram pesquisadas com afinco os padrões de tecidos não só para o vestuários mas também para tapeçarias e toda decoração das residências. Esteticamente é o vestuário que mais gostei.

bennets_1995

Quem é quem da esquerda para direita: Lydia, Elizabeth, Jane, Mary e Kitty.

As roupas no filme de 2005 me intrigam. Um dia ainda escrevo com todo vagar sobre este filme, mas hoje só faço observações sobre as roupas desta foto de divulgação. Jane está perfeita, é a elegância e a delicadeza em pessoa. Kitty também está muito graciosa com este vestido rosa, que se não me engano foi usado também em Becoming Jane. Mary veste-se de forma mais sóbria como normalmente esperamos da personagem, mas o vestido ficou um exagero de sobriedade. Pulo para Lydia que está no último grito da moda, com roupa e acessórios onde predomina o tom verde, com um toque para fita rosa, que parece ser de organza! Chapéus e luvas faziam parte do vestuário para um passeio ao ar livre como sugere a foto. E neste ponto volto para Elizabeth.

Onde está nossa querida Lizzy? Bem, acho mandaram alguém no lugar dela. Um mocinha bonita, mas despenteada, sem chapéu, sem luvas e num vestido que suspeito seja de alguma criada da casa da senhora Bennet. Sim, a nossa aflita e casamenteira senhora Bennet, que queria casar as filhas casadas, e muito bem casadas, não deixaria Elizabeth se vestir desse modo nem que fosse para um baile a fantasia.

Paro por aqui, agora é com vocês!

bennets_2005

Quem é quem da esquerda para direita: Jane, Kitty, Mary, Elizabeth e Lydia.

PS: É uma pena que não tenho imagens das filmagens de Orgulho e preconceito dos anos 1938, 1952, 1958 e 1967.

Grupo curso Orgulho e preconceito | Enquete

Este post é específico para quem se inscreveu aqui pelo blog no curso gratuito sobre Orgulho e preconceito, da Universidade da Califórnia.

Uma das inscritas, Mariana Barbieri, sugeriu um grupo no WhatsApp, eu pensei que poderíamos abrir um grupo no Google, então diante de mais de uma opção,  fica aqui a enquete.

WhatsApp ou Grupo no Google?

Detalhe, o WhatsApp também pode ser usado no computador, veja nesta página do aplicativo.

Darcy e Elizabeth em três momentos | Resultado do sorteio

sorteio_16Descontando as minhas participações e os comentários duplicados entre as 60 respostas o comentário sorteado foi o número 16:

pat | 

Já estou enviando um mail para solicitar seu endereço, pat!

Para todos que participam com tanto entusiasmo das enquetes do Jane Austen em Português, meu muito obrigada!

Darcy e Elizabeth em três momentos

Encontrei hoje três cartões que fiz das aquarelas de C. E. Brock que considero são três momentos importantes de como a relacionamento entre Elizabeth Bennet e Mr. Darcy se desenvolve durante o romance.

A primeira aquarela é do baile em Meryton quando se conheceram. Mr. Darcy foi muito rude e se recusou a dançar com Elizabeth e entre as barbaridades que falou está a infame, “Ela é tolerável, eu suponho…”.

Na segunda, num sarau na casa dos Lucas, chega a vez de Elizabeth se vingar. Ela se recusa peremptoriamente a dançar com Darcy e antes de virar as costas lhe constrange dizendo que ele, Darcy, era sempre muito gentil.

Por fim o nosso orgulhoso casal tem uma conversa sincera, quando Darcy a pede em casamento novamente e é aceito.

Orgulho e preconceito tem muitos outros momentos importantes e estes três que mencionei são apenas um pretexto para iniciar um  bate-papo e perguntar para vocês:

Quais momentos, e não precisam ser de Darcy e Elizabeth, que vocês mais gostam em Orgulho e preconceito?

Esta enquete ficará em destaque até o final de agosto quando sortearei os três cartões, mas podem comentar à vontade – e mais de uma vez –, pois não é um sorteio convencional.

Orgulho e preconceito - três momentos

Quem já leu versões condensadas de Jane Austen?

As versões condensadas ou resumidas de livros clássicos são comuns no ensino de idiomas em todas as línguas. No inglês são as chamadas abridged. Tenho visto muitas versões de Jane Austen em inglês e pouquíssimas em português.

A minha curiosidade é saber se quem leu essas versões gostou e se essas versões o/a levaram a ler mais tarde o texto integral.

Lembrei dessa questão hoje ao abrir um exemplar de Pride and Prejudice publicado em 1945 e vendido pela livraria Roxy de São Paulo no mesmo ano, o que é admirável pois foi o ano do término da Segunda Guerra Mundial. Mas me perco em detalhes… O que de fato me chamou a atenção foi que o leitor, ou leitora, começou sublinhando algumas frases e quando chegou no final do capítulo 15, capitulou! e resolveu continuar o livro numa edição simplificada como podemos testemunhar pela foto abaixo.

Das delícias de comprar livros usados!

after_chapterXV

Facebook, sua opinião | Enquete

No último sorteio que fiz usei os critérios da editora do livro sorteado, sendo que um deles era curtir uma página no Facebook, e desse modo acabei descobrindo que alguns leitores do blog não tem Facebook.

Por esse motivo resolvi fazer duas perguntas sobre o Facebook e conversar um pouco com vocês.

  1. Você tem Facebook, sim ou não?
  2. Tendo, ou não tendo, qual sua opinião sobre o Jane Austen em Português manter uma página no Facebook?

IMPORTANTE: para ver e ler posts e comentários na página do Jane Austen em Português não precisa ter cadastro, basta usar este link: https://www.facebook.com/jane.austen.portugues.do.brasil

PS: Esta semana os posts serão escassos mas os comentários continuarão sendo moderados.

Enquete Facebook

Queremos Emma | Enquete

Alguns leitores me perguntaram se a Nova Fronteira iria publicar uma edição comemorativa de Emma, assim como fez com Razão e sentimento e com as Novelas inacabadas. Quando falei com as outras editoras também conversei com a Nova Fronteira e a resposta foi: não temos nada na nosso programação deste ano.

Expliquei então que o bicentenário de Emma, pelas características de sua publicação entre 1815/1816, nos dará praticamente dois anos de comemorações e pedi que pensassem com carinho nessa possibilidade, quem sabe para o início de 2016…

Sei que uma edição capa dura, com a qualidade das publicações da Nova Fronteira, tem um custo alto e por esse motivo resolvi fazer este post, não para pressionar a editora, mas para mostrar nosso interesse por uma edição desse quilate. E lembrando que todas as traduções são do poeta Ivo Barroso.

Peço então, para vocês, leitores do Jane Austen em Português, que comentem neste post de modo a registrar que gostariámos de ter mais uma edição comemorativa de Jane Austen.

Mais Emma