Sanditon 18 de março de 1817

Em 18 de março de 1817, a exatos 200 anos, Jane Austen escreveu as últimas linhas de Sanditon o romance que ficou inacabado pois sua saúde piorou e veio a falecer em 18 de julho, quatro meses depois.

Podemos ver a data no manuscrito, na imagem abaixo, que atualmente pertence ao King’s College, em Cambridge.

Sanditon 18 de março

Sanditon 18 de março

Transcrevo parte do parágrafo final de Sanditon, na tradução de Ivo Barroso, publicado pela editora Nova Fronteira, a qual tive a honra de escrever a introdução:

A casa era ampla e bela. Dois criados apareceram para recebê-las, e tudo tinha um ar de ordem e bem-estar. Lady Denham se vangloriava da amplidão de sua casa e demonstrava grande alegria com a classe e a importância de seu estilo de vida. Foram levadas à sala de visitas habitual, bem-proporcionada e bem-mobiliada, embora houvesse ali móveis que tinham sido belos originalmente e que foram bem-conservados, em vez de móveis novos e ostentosos. E, como lady Denham ainda não estivesse lá, Charlotte teve tempo disponível para olhar ao redor e saber por meio da sra. Parker que o retrato de corpo inteiro do imponente senhor suspenso sobre a lareira e que atraía imediatamente o olhar era o de Sir Henry Denham; e que uma das inúmeras miniaturas que havia em outra parte da sala, pouco visível, representava o sr. Hollis. Pobre sr. Hollis! Era impossível não sentir que o tratavam muito mal: ser obrigado a ficar em segundo plano em sua própria casa e ver o lugar de honra, sobre a lareira, ser ocupado por Sir Henry Denham.

3 comentários sobre “Sanditon 18 de março de 1817

  1. Dandara Machado disse:

    Puxa vida, a estória ficou inacabada justamente quando mais prometia, quando eu estava doida para saber o que iria acontecer com Charlotte, Sydney, seus irmãos hipocondríacos e quais seriam as maquinações de lorde Denham…
    Mas é muito bom ler a última estória escrita por Jane, minha escritora favorita e a tradução de Ivo Barroso, bem como sua introdução, perfeitas!
    Obrigada,
    Raquel

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Dandara,
      creio que todos que admiram a obra de Jane Austen ficam doidas para saber qual teria sido o destino dos personagens de Sanditon. Fico muito feliz que tenha gostado da tradução de Ivo e minha introdução. Muito obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *