Quem lê e-books de Jane Austen?

Quem lê e-books de Jane Austen? Esta enquete é para responder uma pergunta que me faço há muito tempo, sobre quais leitores do blog leem livros em formato digital.

A verdade é que tenho dificuldade de ler e-books, talvez por não ter um equipamento apropriado como um Kindle, por exemplo. Ou por ser um texto muito grande para quem tem deficiências de visão.

Fiz um teste recente com o livro O clube de leitura de Jane Austen que a editora Rocco me enviou em formato digital para leitura da imprensa. Consegui ler 66 páginas mas fiquei extremamente cansada e só consegui por estar muito curiosa e ter me interessado pelo livro.

Me senti sentada no que suponho ser a cadeira do Grigg, personagem do livro que levava para o clube um exemplar da Gramercy da obra completa de Jane Austen: curiosa, interessada mas desajeitada!

PS: Agradeço se puderem dizer se leem em leitores específico para livros, tablets ou smartphones, pois servirá também para aprimorar a leitura do blog.

PS2: meu exemplar em papel já está chegando e assim que terminar a leitura farei uma resenha, aguardem!

Cadeira do Grigg

Cadeira do Grigg
detalhe da capa de O Clube Leitura Jane Austen, editora Rocco

39 comentários sobre “Quem lê e-books de Jane Austen?

  1. Fernanda Huguenin disse:

    Jane eu nunca li em ebook,mas já li outros autores nesse formato e até gosto por ser mais econômico rs. No meu caso eu escolho o formato ePub que se adequa melhor a minha preferência. 😉

    P.S. Raquel,do pouco que você leu desse livro,o que achou? 🙂

  2. Leila Maciel disse:

    Eu nunca li Jane Austen digitalmente mas vou começar porque comprei Lady Susan. livros
    Bom, livros digitais comecei em tablets e depois fui para celular e hoje eu leio no meu kindle.

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Leila,
      muito obrigada por responder a enquete. Penso em comprar um Kindle, mas chega na hora faço as contas e compro livros!

  3. Dandara Machado disse:

    Eu leio e-books, mas prefiro muito mais livro de papel também.
    O e-book tira muito da graça de ler; eu preciso tocar, sentir a textura das páginas na mão, tudo faz parte da experiencia…
    Se no futuro não tivermos papel, eu sou a favor de fazer os livros reciclados, porque só e-books, não seria a mesma coisa.
    Abraços,
    Dandara

  4. Mell disse:

    Oi Raquel! Já li sim, não leio muitos e-books porque ainda tenho muito livro impresso na fila, mas quando leio uso o Kobo. Leio mais e-books pra livros em domínio público.

    Está gostando do livro? Li faz muito tempo e eu adoro!!!

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Mell,
      saudades de você! Filas de livros é minha sina… Gostei do que li nas primeiras páginas. Gosto de Bernadete, talvez pela proximidade de idade. Vamos ver como se desenrolará a trama. Beijocas

  5. Thaís Brito disse:

    A obra mesmo da Jane não li até agora em livro digital, todos foram físicos. Eu recorro ao digital em situações específicas: quando encontro versões gratuitas de livros que não tô com grana pra importar ou quando são aqueles títulos que tenho medo de que sejam ruins e que temo que não valham o gasto. Tipo Orgulho e Preconceito e Zumbis. Nesse caso, tenho o ebook, mas não tive coragem de começar depois de ver que o filme não foi bom, hahaha. Então leio obras relacionadas a ela, mas não os livros que ela escreveu. Comecei com A Memoir of Jane Austen, do James Edward Austen-Leigh, porque tava de graça no site da Amazon. Pra quem lê em inglês, aparecem algumas opções interessantes com download gratuito. Aí tenho o aplicativo do Kindle no notebook e no celular. É bom porque leio no caminho do trabalho, quando tô esperando em alguma fila, etc. Também achei gratuita a versão de Austenlândia e do Memórias Perdidas de Jane Austen, ambas em português. Se eu gostar muito, ainda fico com aquela ideia de um dia comprar o livro físico. Da escrita dela eu baixei também um ebook no Kindle que tem o trabalho completo, e aí tem aquela parte da Juvenília que eu ainda não li. Se eu não conseguir importar nos próximos meses, vou acabar lendo no digital mesmo. Também penso em comprar o leitor Kindle, mas ainda acho caro. Formar minha biblioteca física é a prioridade.

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Thaís,
      obrigada pela resposta! Já vi que é uma adepta do papel. Também compro aqueles livros em oferta na Amazon. americana, pois na brasileira até agora não achei, dos baratos, nada que prestasse. Tinha umas coisas muito esquisitas de Jane por lá… As que comprei na Amazon ou mesmo as gratuitas, até agora não, acho que vou desistir dessa modalidade!

  6. Aline Tavares disse:

    Amo livro físico e tenho ampliado aos poucos minha coleção Jane Austen na estante. Mas me acostumei bem ao formato digital, por isso não vejo diferenças entre ler um ou outro. No momento uso o app do Kindle para Android no meu smartphone, e dá para regular o brilho da tela, o tamanho da letra, o tom da página (uso sépia), mas pretendo comprar um kindle esse ano, principalmente por na tela do celular dá reflexo no sol, e o kindle é anti reflexo, além de ser do tamanho do livro e bem leve. Como leio principalmente dentro do ônibus, que é quando tenho tempo, é bem mais prático.

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Aline,
      obrigada! Meu acervo de Jane está sempre em primeiro lugar também. Mas algo que penso é na hora de pesquisar rápido e citações para transcrever para o blog. Aí acho que o Kindle não resolve, só um tablet que acaba tendo problema de reflexo… Por favor, quando comprar o seu Kindle, me diga o que achou,.

      • Aline Tavares disse:

        Raquel, no kindle tem a opção de marcar as citações que você quer. Inclusive eles compilam as citações mais marcadas de cada livro no aplicativo.

  7. Cleidiane disse:

    Já tentei ler e-books e não me adaptei por vários motivos, gosto do ritual da leitura em livro em papel, é meio mágico quando você abre o livro, adoro saborear a sinopse e a breve biografia do escritor em suas orelhas, colocar nas primeiras páginas meu nome e data de quando comprei, amo receber livros com dedicatórias, sou apaixonada por capas (já comprovei livro só pela capa). Enfim, se depender de mim sempre existirá livro em papel. PS. Comprei na semana passada “O Clube de Litura de Jane Austen” mas ainda não comecei a leitura. Abraços

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Cleidiane,
      obrigada por participar da enquete. Eu também colocava data da compra do livro! Agora não mais. Quando eu fizer a resenha do livro aqui no blog, por favor, compartilhe suas impressões.

  8. Stella Quintiliano disse:

    Oi Raquel,
    Eu tb nunca li livros na modalidade digital, quase que por todos os motivos que vc apresentou. Eu gosto do ritual de pegar “o livro” especialmente antes de dormir, me causa sensação de “bem-estar” rsrsrs.
    Abraços

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Stella,
      obrigada por responder.
      Você tocou num ponto importante: ler deitada. Ler até dormir a ponto de deixar o livro cair no chão ou mesmo por cima de você. Se for um aparelho, seja qual for, corre o risco de se espatifar. O livro no máximo vai ficar fora de prumo!

  9. felicia disse:

    Querida Raquel, leio ebooks de Jane Austens e sequels!
    Leio pelo kindle!
    Alguns são gratuitos, geralmente na língua inglesa, então aproveito!
    Compro-os pela amazon.com!
    Claro que prefiro papel, mas os tempos estão difíceis!
    bjs

  10. Marinara disse:

    Meu primeiro contato com Jane Austen foi em livro físico, porém por falta de grana li Lady Susan e Orgulho e Preconceito em PDF, foi difícil com esse último, ficava desconfortável na frente do computador durante uma tarde inteira, e no final da leitura estava com as costas doloridas. Pretendo comprar um Kindle, pela praticidade, economia e conforto.

    Amo o blog, beijos!

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Marinara,
      muito obrigada por participar da enquete.
      No computador, definitivamente não dá!

  11. Daniele disse:

    Oi Raquel,

    Faz 5 anos mais ou menos que eu aderi ao kindle mas nunca li Jane Austen nele. Super recomendo para você, é super confortável a leitura e bom para viagens assim não precisamos carregar vários livros e tem muita promoção por aí em ebook. Beijos

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Daniele,
      muito obrigada por responder minha enquete.
      Nas viagens faz é uma boa pedida, mas (eu sempre tenho uma desculpa) eu sempre compro novos livros nas viagens!

  12. Luciana disse:

    Jane Austen não gosto de ler em e-books, mas outros livros até estou me acostumando, mas ainda prefiro o físico. Porém por questão de espaço mesmo, estou aderindo mais o e-book, porém sempre compro mais livros físicos.

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Luciana,
      obrigada! Pois é, até agora a maioria lê ebooks, menos Jane Austen. Muito interessante.

  13. Eunice disse:

    Oi gente, eu leio muiiito, tudo que posso baixar, inclusive tenho todos os livros da Jane. Ainda amo o cheiro de um livro novo e a textura do papel, a capa…. mas poder carregar 200, 300 livros dentro da bolsa num reader é impagável!! 🙂

  14. Luciana Kind disse:

    Comecei a ler JA em formatos digital num período de férias em que me propus a reler, na verdade, alguns de seus livros. Comprei as obras completas (Delphi Complete Works of Jane Austen) e fiz uma mágica: levar JA comigo para qualquer lugar, de modo muuuito leve. Já tinh o hábito de ler na tela. Quando o faço, prefiro o ereader; tenho o Kindle paperwhite. Gosto dos recursos de dicionário, principalmente para os textos em inglês, e de recuperar facilmente as marcações que faço. Depois das versões completas, não resisti a adquirir as versões biligues, uma versão mais caprichada das cartas e de Lady Susan, todas digitais. Que se registre: nunca abri mão de folhear e ler de novo e de novo as edições em papel.

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Luciana,
      o recurso do dicionário para leitura em inglês é um dos pontos que mais me agrada. Obrigada por comentar!

  15. Marcia disse:

    Eu leio muito em fomato digital. Principalmente Jane Austen! Uso o leitor Lev da Saraiva. Ele não cansa a visão, e no meu caso eu dou uma boa aumentada nas letras, controlo a claridade, ele simula papel, não cansa os olhos, o que me ajuda muito. Ainda compro livros no papel claro ( esse fim de semama comprei 3 da Jane! Pra completar minha coleção, por puro prazer). Foi minha irmã que me conveceu a usar o leitor digital, ela usa o Kindle. Sabe qual a vantagem? O Leitor levo na bolsa pra todos os lugares, é pequeno e leve, pura praticidade ( olhei agora e já estou com 215 livros nele). Tenho no leitor Orgulho e Preconceito, Persuasão, Emma, Lady Susan, Razão e Sensibilidade, Mansfield Park e Abadia de Northanger. Lendo agora As memórias perdidas. Facilitou muito a minha vida, ter sempre comigo meus livros preferidos e novos livros tbm. Há 2 anos atrás, nunca imaginaria que iria gostar tanto, e agora não largo mais, falava pra minha irmã que era absurdo, então ela colocou o aplicativo do Kindle no meu celular, só pra eu conhecer. Amei a praticidade. . Mas o fato de ser adepta do digital, não muda meu amor ao papel. Continua o mesmo. Porém o leitor é igual o celular, sempre está comigo. Acho que vale a pena tentar.

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Marcia,
      a gente sempre fala no Kindle que foi pioneiro, mas outros tantos. Alguém já mencionou o Kobo e me esqueci que tem o Lev da Saraiva. Quem sabe que também me torno uma adepta. Obrigada por compartilhar!

  16. Gi Cano disse:

    Oi Rachel, depois de muito pensar (e desistir várias vezes) acabei me rendendo e comprei um kindle quando recebi um cupom de desconto de 100,00. O cupom foi um bom incentivo, rs, mas acabei me decidindo em comprar depois de ler o livro da Marie Kondo sobre arrumação e ter feito uma verdadeira “limpa” aqui em casa, não só nas roupas mas tb nos livros. Dei um montão para as amigas e vendi mais alguns pro sebo. Me senti livre e leve e a intenção é só fazer a minha biblioteca física crescer com livros de que goste muito. Óbvio que mantive todos os meus livros queridinhos (Jane Austen inclusos, claro). E com esse pensamento de viver com menos achei que o kindle seria uma ótima opção para aqueles casos em que um livro te chama a atenção mas vc não sabe se é bom ou se vai te agradar, e aí comprando o digital além de ser um pouco mais barato, se não gostar ele não ocupa espaço na minha casa, se quiser é só deletar do aparelho. Eu escolhi o kindle dentre os demais Pq gosto muito do catálogo da Amazon, acho um dos melhores além de ter os melhores preços e ser possível comprar tanto os livros nacionais quanto importados. Eu me adaptei bem a leitura nele, como comprei o mais básico (que não tem luz embutida) poso lê-lo a meia luz, na cama com meu abajur, como sempre gostei de fazer com os livros físicos. A tela é de uma forma que não cansa a vista, já tinha tentado ler no celular antes e foi péssimo Pq a luz é muito branca e depois de um tempo dói a vista, não sei onde vc leu o seu mas se foi no celular ou computador pode ter sido por isso que te cansou.
    Espero ter ajudado e aproveito para perguntar se o “O clube…” ja está à venda, pois pesquisei umas semanas atrás e não encontrei para comprar. Um beijo saudoso

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Gi,
      a descrição do teu Kindle e como você lê na cama, como eu, é mais um ponto positivo para que eu acabe comprando um leitor de ebooks.

  17. pat disse:

    Bem atrasada pra dar meu pitaco, mas eu tenho um kindle a alguns anos e devo dizer que foi a melhor compra da minha vida (em matéria de eletrônicos, pelo menos, haha). É igual à sensação de ler um livro físico? Não, mas também não é pior, é só diferente. A maior vantagem, na minha opinião, é a questão do armazenamento. Eu moro em apartamento e pela falta de espaço não poderia ter a biblioteca dos sonhos. Bem, com os e-books eu posso.
    O kindle nem é tão caro assim, a amazon faz muitas promoções (eu comprei o meu com um desconto de R$100 na black friday, e direto eles abaixam esse R$ 100 no preço, é só monitorar). Além disso, o valor do aparelho se paga com a economia no valor dos livros (não é regra, mas é fácil achar bons ebooks bem mais baratos que o livro físico, e também não se gasta com frete).
    Por fim, também recomendo o kindle no lugar dos outros (kobo, lev) pela questão do catálogo. O da amazon é muito bom, principalmente pra quem lê em inglês (e eles tem muitas promoções e cupons).

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Pat,
      quando eu comprar, por todas as indicações de vocês minha opção dificilmente não será o Kindle.

  18. Cris disse:

    Raquel, eu também tenho um Kindle….e muuuitos livros de papel também. Inclusive, da Jane, só não tenho Lady Susan. Meu Kindle é o mais básico, e como já foi dito em muitos comentários, ele não cansa a vista, você ajusta o tamanho da letra, pode carregar muitos livros junto com você, e, outra coisa que achei muito legal, é o recurso do dicionário. Pois já havia tentado ler inúmeras vezes livros em inglês de papel, e desisti, porque tinha que carregar livro e dicionário junto, tinha que ficar folheando para lá e para cá para achar a palavra…agora é muito mais rápido! Consegui ler dois livros completos em inglês e sinto-me até orgulhosa pela façanha…rsrs.
    Outra vantagem é o preço dos livros digitais em relação aos de papel, sem contar que não tenho mais espaço aqui em casa para guardar livros…. aí tenho que dar uma compensada lendo livros digitais!
    Espero ter ajudado.

    • Raquel Sallaberry Brião disse:

      Cris,
      vejo que vocês todas tem um Kindle e muitos livros de papel. Estou adorando tudo isso!

  19. stefânia disse:

    Eu comprei faz uns 15 dias o kindle e estou amando reler os livros, agora em inglês, nele.. muito prático e não cansa a vista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *