Processo Landmark: resultado

O processo da editora Landmark contra mim, Raquel Sallaberry Brião, e a tradutora e historiadora Denise Bottmann, movido em fevereiro de 2010, teve seu resultado publicado em 12 de abril de 2017 pelo Tribunal de Justiça de São Paulo e pode ser lido na íntegra neste documento: Acórdão-processo.

Resumo do resultado do processo nas palavras do Tribunal:

As rés imputaram aos autores a prática de plágio, relativamente às edições das obras literárias apontadas no processo, acusação formulada pela ré Denise no blog“não gosto de plágio” e depois reproduzida pela ré Raquel no site www.janeausten.com.br”
[…]
Pelas razões expostas, entendo demonstrado o plágio, fato a afastar a ilicitude das publicações veiculadas pelas rés a esse respeito no blog e no site indicados no processo.

Para quem não conhece o processo e não quer ler um documento relativamente grande, faço um resumo dos acontecimentos: a editora Landmark, que publica livros de Jane Austen, em 2010 processou a mim e a Denise por termos publicado sobre o plágio da tradução de Persuasão feita pelo sr. Fábio Cyrino que também é proprietário da referida editora. O processo completo está neste link do Tribunal: Processo 01335047-31.2009.8.26.0001.

A todos que nos apoiaram, meu muito obrigada!

Um pedido para a Nova Fronteira

Nós, fãs de Jane Austen no Brasil, temos um pedido para editora Nova Fronteira: depois do primeiro box com Orgulho e preconceito, Razão e sentimento e Emma, ficamos encantados e queremos outro com os romances Mansfield Park, A abadia de Northanger e Persuasão.

É claro que sabemos que um projeto com a qualidade das edições da Nova Fronteira requer, além de dinheiro, tempo. Portanto prometemos que nesse ínterim teremos a paciência de Fanny Price, leremos romances góticos em homenagem a Catherine Morland e seremos fiéis como Anne Elliot a espera de seu amor!

Fica aqui também uma sugestão minha que tenho certeza muitos leitores do Jane Austen em Português gostarão pois em várias ocasiões me perguntaram se um dia teríamos as primeiras traduções publicadas novamente: que tal as traduções de Rachel de Queiróz para Mansfield Park; de Lêdo Ivo para A abadia de Northanger e de Luiza Lobo para Persuasão?

Vamos então assinar este pedido, queridos leitores de Jane Austen!

Jane Austen Nova Fronteira livros

Livros de Jane Austen da Nova Fronteira

Livros Jane Austen da Nova Fronteira e Saraiva

Livros de Jane Austen em parceria com a Saraiva

Jane Austen em Whitechapel

Jane Austen foi mencionada na série inglesa Whitechapel onde o personagem principal, o detetive Joseph Chandler é interpretado por Rupert Penry-Jones, nosso capitão Wentworth de 2007.

A série transcorre nos dias de hoje, em Londres, no distrito de Whitechapel onde ocorreram os crimes cometidos pelo famoso Jack o Estripador, caso até hoje não desvendado.

O detetive Chandler é reservado, tímido e muito bem vestido, tanto que não resisti e coloquei uma boa foto de divulgação no final depois das capturas de tela que estão sofríveis e servem apenas para contar a história.

Ao longo da série vamos percebendo que o detetive tem um comportamento compulsivo. Ele é muito organizado e tudo precisar de estar limpo ao seu redor o que inclui trocas de camisas constantes (atenção meninas…). Resumindo, tem TOC, e como todo portador dessa síndrome tem dificuldade em relacionamentos, principalmente os amorosos.

Em um desses momentos que a indecisão dele em relação a uma moça não o leva a lugar algum o parceiro dele ,Ray, explica a situação citando Jane Austen.

Jane Austen em Whitechapel

Jane Austen na série Whitechapel

Rupert Penry-Jones em Whitechapel

Phil Davis (DS Ray Miles) e Rupert Penry-Jones (DI Joseph Clandlers) em Whitechapel

Um pedido para a editora Zahar

Tenho um pedido para a editora Zahar, uma edição de bolso de luxo de Lady Susan e Jack e Alice, para acompanhar Persuasão.

Persuasão foi publicada pela editora em dois tamanhos, ambos em capa dura e com projeto gráfico primoroso.

No primeiro lançamento, em 2014, além de Persuasão o livro traz também Lady Susan e um conto da juvenília de Austen, Jack e Alice. O que  não fica muito claro pois na capa diz apenas “seguido de duas novelas inéditas em português”.  Escrevi sobre esse detalhe sugerindo um acréscimo dos  nomes da juvenília numa próxima edição.

Quando lançaram somente de Persuasão em 2016 em uma edição de bolso de luxo, com capa dura e o mesmo primor da edição anterior comecei a sonhar com Lady Susan e Jack e Alice num segundo volume no mesmo formato.

São raras edições de bolso de luxo atualmente mas como Jane Austen é sempre uma best-seller, fica aqui o pedido para a editora Zahar pois tenho certeza meus leitores apoiarão.

Editora Zahar, duas edições de Persuasão

Editora Zahar, duas edições de Persuasão

Livros de Jane Austen em versão Amish

Encontrei livros inspirados na obra de Jane Austen em versão Amish que despertaram minha curiosidade. Para quem não conhece, os Amish são um grupo religiosos cristãos de costumes bem conservadores que moram nos Estados Unidos e Canadá e que tem um modo de vida bastante simples não usando equipamentos eletrônicos, telefones, automóveis etc.

A autora dessa série, até o momento com cinco livros, é Sarah Price. Não posso dizer quase nada pois não li mas é possível ter uma ideia das adaptações lendo as sinopses da Amazon (colocarei o link em cada título). Detalhe: não entendi o motivo de não terem modificado o título de Sense and Sensibility.

Sense and Sensibility
First Impressions (Pride and Prejudice)
Mount Hope (Mansfield Park)
The Matchmaker (Emma)
Second Chances (Persuasioo)

PS: Se e quando sair uma versão de Northanger Abbey atualizo este post.

Jane Austen versão Amish

Livros de Jane Austen em versão Amish

Persuasion da Folio Society

A Folio Society lançou este ano Persuasion na linda coleção dourada de Jane Austen. As ilustrações, no total de 8, podem ser vistas todas na página da ilustradora Deanna Staffo. A introdução é de Siri Hustvedt.

Já sei qual será meu presente de Natal – Pride and Prejudice já tenho –  o difícil será escolher entre três, Sense and Sensibility, Emma e Persuasion, mas certamente será da Folio Society.

PS:Nem vou incluir na lista A Memoir of Jane Austen, a biografia do sobrinho James Edward Austen-Leigh, com uma capa bordô finíssima!

Aproveitando o assunto, quem vai comprar Jane Austen de presente no Natal?

Persuasion, Folio Society

Musical Persuasion por Barbara Landis

Musical Persuasion, Barbara LandisEncontrei o vídeo deste musical Persuasion em julho deste ano e fiquei apaixonada pela música, dança e alegria da camaradagem dos oficiais da Marinha Real! Barbara Landis, mezzo soprano e diretora artística da Chamber Opera de Chicago, adaptou Persuasão em musical e partiu para nada menos que o Reino Unido para apresentações.

Algumas músicas são canções escocesas e irlandesas como Who Could Love Like an Irish Man e A Sailor’s Life e também dança irlandesa que vocês pode apreciar no vídeo. Não esqueçam que Lady Darlymple achou que o capitão Wentworth poderia ser irlandês.

No papel do capitão Wentworth está o ator Jeff Diebold, que achei bem simpático e descobri que faz um trabalho voluntário com cães. Pronto, podem se apaixonar!

Musical Persuasion, Barbara Landis e Jeff Diebold

FOTOS: divulgação

Possivelmente nem está mais em cartaz e dificilmente gravarão em DVD, mas pelo período que o YouTube mantiver o trailer disponível vocês poderão apreciar. Shal we dance?

Preciosidades na Biblioteca Jane Austen

Ao longo dos anos tenho comprado muitas edições dos livros de Jane Austen, algumas delas são preciosidades que consigo por acaso e claro, dentro do meu orçamento.

As preciosidades que foram cadastradas na Biblioteca Jane Austen na semana passada foram: Persuasion da coleção “The Novels of Jane Austen in Ten Volumes” de 1893 e Sense and Sensibility da coleção “The Rittenhouse Classics” sem data inscrita no volume. mas que segundo alguns sites de venda seria uma publicação entre 1900 e 1909.

Como vocês ver na foto abaixo, o exemplar de Persuasion está com a capa bastante avariada, mas a parte interna a não ser por algumas folhas soltas está muito boa, incluindo as três ilustrações de William C. Cooke.

A capa de Sense and Sensibility está ótima mas também tem algumas folhas soltas e quando chegou me surpreendi com o bo estado do livro pois pelo preço imaginei que não estaria em boas condições. São essas pequenas coisas que fazem a alegria de quem compra livros!

Sense and Sensibility e Persuasion

Persuasão | Edição pocket da Zahar

A editora Zahar lançará em maio uma edição pocket de luxo de Persuasão de Jane Austen. Anunciaram hoje no Facebook e já disponibilizaram a capa. Vamos ficar alerta!

Persuasão - Zahar Pocket Luxo

Jane Austen coleção Signature Editions

Minha coleção Jane Austen da Signature Editions chegou semana passada. Sim, é linda! E para quem perguntou, sim, é capa dura mas tem uma jaqueta em papel ilustrado (segunda foto) o que talvez dê aparência de capa mole. Em breve as capas estarão na Biblioteca Jane Austen com imagens mais detalhadas com créditos de imagens.

Detalhe: consta na página de crédito dos livros, escrito em português, que é uma edição para a editora Saraiva, mas os livros são todos em inglês. Digo isto pois no primeiro post que fiz sobre esta coleção mencionei que era uma coleção da Barnes and Noble, o que consta também no site da livraria. Enfim, é só um detalhe e o que importa é que ainda estão à venda no site da livraria Saraiva.

Este foi um dos presentes Jane Austen de Natal, mas nem conto para vocês que ontem fiz outra pequena extravagância. Contarei no ano que vem!

Coleção Jane Austen Signature Editions

Coleção Jane Austen, Signature Editions

Primeiras traduções brasileiras de Jane Austen

Como vocês já sabem estou montando com meu acervo site Biblioteca Jane Austene ontem cadastrei os seis livros completos da autora em suas primeiras traduções no Brasil. E com um detalhe, exceto por Mansfield Park, todos são primeiras edições o que os torna muito especial.

Aqui está lista, por ordem de ano de publicação, das primeiras traduções dos seis livros de Jane Austen no Brasil:

  • Orgulho e preconceito, tradução de Lúcio Cardoso feita em 1940. Esta tradução é a primeira de Jane Austen no Brasil. A capa é triste, da cor a tipografia!
  • Mansfield Park, tradução de Rachel de Queiróz feita em 1942. Note-se que meu exemplar da foto já é da segunda edição de 1958. Algo que me intriga é o fato de Mansfield ser a segunda escolha das traduções de Jane no Brasil, pois normalmente é deixada por última e em alguns casos nem é publicado.
  • Razão e sentimento, tradução de Dinah Silveira de Queiróz feita em 1944. A edição é em capa dura e meu exemplar está frágil demais.
  • A Abadia de Norhtanger, tradução de Lêdo Ivo feita também em 1944. Outra escolha diferente pois junto de Mansfield a Abadia é dos menos publicado.
  • Persuasão, tradução de Luiza Lobo feita em 1971.
  • Emma, tradução de Ivo Barroso feita em 1996 foi a última das traduções dos seis livros principais de Jane Austen no Brasil.
  • Austen primeiras traduções brasileiras

Jane Austen e Black Friday

Nunca havia comprado ofertas no Black Friday pois sempre que procurei Jane Austen nessas datas predomina o que há de pior. Sem contar que a maioria não é oferta, é pura enganação. Mas como tudo tem exceção lá estava eu feito alma penada online e já estava com o dedinho para sair da Saraiva quando vejo o exemplar de Persuasion da coleção Signature (Barnes and Noble), que estou namorando faz mais de ano. Por 10,90! Pensei, é ebook (bocejos…). Olhei de novo. Não é ebook! Sai da frente que vou pegar um carrinho! Já mais calma com o meu Persuasion no carrinho resolvi continuar o passeio. Resumo da história,, comprei a coleção completa. Seis livros por 58,90.

O link para os livros: Jane Austen na Saraiva – OBSERVAÇÃO só os livros com a tarja de desconto.

Para dar água na boca: foto da lombada da coleção de minha querida Mell Siciliano.

col_signature

Muito obrigada, L&PM!

Emma, da editora L&PM, chegou hoje aqui em casa. Muito obrigada, L&PM! Agradeço em meu nome e no de todas a leitoras e leitores do Jane Austen em Português.

Me emocionei do mesmo modo quando em fevereiro de 2009 fiz um pedido em nome de todos leitores:

Nós, fãs de Jane Austen, gostaríamos muito de ter (pelo menos) a coleção dos seis livros completos da autora, em formato livro de bolso, a preços verdadeiramente populares. As traduções existentes são raras, às vezes mal-feitas, quando não plagiadas e com preços altos. […] Texto completo: Post aberto à L&PM Editora

E prontamente recebi uma resposta positiva, assinada por Ivan Pinheiro Machado, editor e proprietário da L&PM. Muito obrigada, Ivan!

Meu muito obrigada também para a equipe da editora que sempre me atendem com profissionalismo e carinho.

Coleção Jane Austem L&PM

Mrs. Croft, a eterna namorada

Já escrevi aqui e torno a repetir, uma das minhas personagens favoritas de Jane Austen é Sophia Croft de Persuasão. Ela é irmã do capitão Wentworth e casada com o almirante Croft.

Sofhia Croft é uma mulher despachada e amorosa. Ela acompanha o marido em suas viagens e enfrenta com objetividade as adversidades da vida no mar.

Em uma reunião na casa dos Musgroves, no capítulo 8, ela afirma que sempre teve uma ótima saúde e que a única vez que esteve doente, de corpo e alma, foi quando ficou em terra durante uma viagem que o Almirante fez pelos Mares do Norte, nesse período ela vivia sempre com medo e sentia todos os tipos de doenças imaginárias e conclui,

[…] mas desde que pudéssemos estar juntos, nada me afligia e nunca me deparei com menor inconveniência.

Bela declaração de amor, depois de tantos anos de casados, vocês não acham?

Mrs. Croft

Fiona Shaw, como Sophia Croft em Persuasão, 1995

Carnaval Jane Austen – Fim de festa

Finalmente chegaram meus últimos presentes de carnaval: The Annotated Pride and Prejudice e The Annotated Persuasion, ambos editados e anotados por David M. Shapard e publicados pela Anchor Books, que faz parte da Random House.

Não estava nos meus planos comprar esses livros tão cedo pois são relativamente caros e tenho muitos outros que estão na lista de prioridades. Mas o ótimo preço na Estante Virtual e o dólar pela hora da morte, que me dificultaria muito comprar no exterior, foram imperativos para justificar a compra. E mais um detalhe eu já havia comprado para ler no Kindle Emma e Sense and Sensibility, que aliás continuam com ótimo preço no formato digital na Amazon.

Foi um bom Carnaval. Até o próximo!

Jane Austen Annotated

Carnaval Jane Austen | Dose dupla

Ufa! chegou mais um dos meus presentes de carnaval.

Linda edição dupla de Persuasion e Northanger Abbey da Everyman de 1974. Comprei pela sobrecapa e tive a grata surpresa da capa ser neste azul turquesa lindo!

Paro tudo quando Jane chega!

Estou correndo para deixar tudo acertado antes de viajar mas quando Jane chegou, parei! E para piorar fiz essa foto quase sem luz para vocês…

Mas vou contar rapidinho, o caso deste exemplar de Persuasion. Comprei na Estante Virtual contando com a sorte. Foi uma jogada no escuro, pois para não variar poucos livros trazem a capa estampada no site e isso quando não colocam uma genérica e você compra é outra coisa. Nosso mercado livreiro tem um longo caminho para percorrer em termos de eficiência.

Mas tive sorte com edição que é completa e tem essa linda capa, apesar de ser da época errada. Foi publicada em 1966 pela Airmont. Detalhe: como não tinha imagem da capa na Estante Virtual, mas constava o ano de publicação, procurei na AbeBooks e achei alguns. Comprei na Estante e fiquei rezando para que fosse esse da Armont. Preces atendidas!

Persuasion, Armont Classic, 1966

Jane Austen | Debolsillo

O selo Debolsillo, do grupo Penguin Random House Mondadori, lançou nova coleção com quatro títulos de Jane Austen: Sensatez y sentimientosOrgullo y prejuicioEmmaPersuasión. Não tenho detalhes desta coleção pois fiquei sabendo em conversa rápida no Facebook com Daniele Werner, que estava na Argentina, e fez uma foto dos livros mas não havia comprado ainda.

As capas lembram a coleção desenhada por Birgit Amadori para a Random House e também para a L&PM. Gostei de todas mas em particular de Orgulho e preconceito que cismei que é a espoleta da Lydia. E vocês, de qual mais gostam?

Jane Austen Debolsillo

Persuasion com ilustrações de William C. Cooke

Quando encontrei este exemplar de Persuasion, publicado em 1893 pela J. M. Dent na Aldine House, por um preço razoável, comprei sem pensar muito pois os livros da coleção de dez livros vale uma pequena fortuna.

O livro tem três ilustrações de William C. Cooke e as decorações do frontispício e inícios de capítulos são de F. C. Tilney. Neste post colocarei apenas a imagem da capa, o frontispício e uma ilustração.

A capa está com inúmeros rasgos mas o interior do livro está em boas condições.

Persuasion, 1893 (Persuasão)

O frontispício pode dar uma idéia da delicadeza das decorações nos interior além da mostra do design da época.

Persuasion, 1893 (Persuasão)

A ilustração é do momento que Anne chega na casa da sua irma, Mary Musgrove, para cuidar de suas doenças imaginárias!

Persuasion, 1893 (Persuasão)

Jane Austen e Mozart

Para fãs e colecionadores de Jane Austen, que também apreciam Mozart, o livro Jane Austen e Mozart: Classical Equilibrium in Fiction and Music certamente é um achado.

Segundo a descrição do livro no eBay Virgínia Wolf já havia percebido afinidades entre a arte de Jane Austen e a de Mozart, mas foi somente em 1983 que Robert K. Wallace comparou de forma detalhada o estilo artístico e trabalhos individuais da escritora e do compositor. As comparações foram entre¹:

  • Orgulho e preconceito e Piano Concerto nº 9
  • Emma e Piano Concerto nº 25
  • Persuasão e Piano Concerto nº 27

Jane Austen e Mozart

A primeira página do capítulo quatro para quem entende de música e certamente apreciará o livro para além da curiosidade e da necessidade de colecionar tudo que se refere à autora.

Jane Austen e Mozart

Fonte

¹ JSTOR