Preciosidades na Biblioteca Jane Austen

Ao longo dos anos tenho comprado muitas edições dos livros de Jane Austen, algumas delas são preciosidades que consigo por acaso e claro, dentro do meu orçamento.

As preciosidades que foram cadastradas na Biblioteca Jane Austen na semana passada foram: Persuasion da coleção “The Novels of Jane Austen in Ten Volumes” de 1893 e Sense and Sensibility da coleção “The Rittenhouse Classics” sem data inscrita no volume. mas que segundo alguns sites de venda seria uma publicação entre 1900 e 1909.

Como vocês ver na foto abaixo, o exemplar de Persuasion está com a capa bastante avariada, mas a parte interna a não ser por algumas folhas soltas está muito boa, incluindo as três ilustrações de William C. Cooke.

A capa de Sense and Sensibility está ótima mas também tem algumas folhas soltas e quando chegou me surpreendi com o bo estado do livro pois pelo preço imaginei que não estaria em boas condições. São essas pequenas coisas que fazem a alegria de quem compra livros!

Sense and Sensibility e Persuasion

Jane Austen coleção Signature Editions

Minha coleção Jane Austen da Signature Editions chegou semana passada. Sim, é linda! E para quem perguntou, sim, é capa dura mas tem uma jaqueta em papel ilustrado (segunda foto) o que talvez dê aparência de capa mole. Em breve as capas estarão na Biblioteca Jane Austen com imagens mais detalhadas com créditos de imagens.

Detalhe: consta na página de crédito dos livros, escrito em português, que é uma edição para a editora Saraiva, mas os livros são todos em inglês. Digo isto pois no primeiro post que fiz sobre esta coleção mencionei que era uma coleção da Barnes and Noble, o que consta também no site da livraria. Enfim, é só um detalhe e o que importa é que ainda estão à venda no site da livraria Saraiva.

Este foi um dos presentes Jane Austen de Natal, mas nem conto para vocês que ontem fiz outra pequena extravagância. Contarei no ano que vem!

Coleção Jane Austen Signature Editions

Coleção Jane Austen, Signature Editions

Primeiras traduções brasileiras de Jane Austen

Como vocês já sabem estou montando com meu acervo site Biblioteca Jane Austene ontem cadastrei os seis livros completos da autora em suas primeiras traduções no Brasil. E com um detalhe, exceto por Mansfield Park, todos são primeiras edições o que os torna muito especial.

Aqui está lista, por ordem de ano de publicação, das primeiras traduções dos seis livros de Jane Austen no Brasil:

  • Orgulho e preconceito, tradução de Lúcio Cardoso feita em 1940. Esta tradução é a primeira de Jane Austen no Brasil. A capa é triste, da cor a tipografia!
  • Mansfield Park, tradução de Rachel de Queiróz feita em 1942. Note-se que meu exemplar da foto já é da segunda edição de 1958. Algo que me intriga é o fato de Mansfield ser a segunda escolha das traduções de Jane no Brasil, pois normalmente é deixada por última e em alguns casos nem é publicado.
  • Razão e sentimento, tradução de Dinah Silveira de Queiróz feita em 1944. A edição é em capa dura e meu exemplar está frágil demais.
  • A Abadia de Norhtanger, tradução de Lêdo Ivo feita também em 1944. Outra escolha diferente pois junto de Mansfield a Abadia é dos menos publicado.
  • Persuasão, tradução de Luiza Lobo feita em 1971.
  • Emma, tradução de Ivo Barroso feita em 1996 foi a última das traduções dos seis livros principais de Jane Austen no Brasil.
  • Austen primeiras traduções brasileiras

Jane Austen e Black Friday

Nunca havia comprado ofertas no Black Friday pois sempre que procurei Jane Austen nessas datas predomina o que há de pior. Sem contar que a maioria não é oferta, é pura enganação. Mas como tudo tem exceção lá estava eu feito alma penada online e já estava com o dedinho para sair da Saraiva quando vejo o exemplar de Persuasion da coleção Signature (Barnes and Noble), que estou namorando faz mais de ano. Por 10,90! Pensei, é ebook (bocejos…). Olhei de novo. Não é ebook! Sai da frente que vou pegar um carrinho! Já mais calma com o meu Persuasion no carrinho resolvi continuar o passeio. Resumo da história,, comprei a coleção completa. Seis livros por 58,90.

O link para os livros: Jane Austen na Saraiva – OBSERVAÇÃO só os livros com a tarja de desconto.

Para dar água na boca: foto da lombada da coleção de minha querida Mell Siciliano.

col_signature

Muito obrigada, L&PM!

Emma, da editora L&PM, chegou hoje aqui em casa. Muito obrigada, L&PM! Agradeço em meu nome e no de todas a leitoras e leitores do Jane Austen em Português.

Me emocionei do mesmo modo quando em fevereiro de 2009 fiz um pedido em nome de todos leitores:

Nós, fãs de Jane Austen, gostaríamos muito de ter (pelo menos) a coleção dos seis livros completos da autora, em formato livro de bolso, a preços verdadeiramente populares. As traduções existentes são raras, às vezes mal-feitas, quando não plagiadas e com preços altos. […] Texto completo: Post aberto à L&PM Editora

E prontamente recebi uma resposta positiva, assinada por Ivan Pinheiro Machado, editor e proprietário da L&PM. Muito obrigada, Ivan!

Meu muito obrigada também para a equipe da editora que sempre me atendem com profissionalismo e carinho.

Coleção Jane Austem L&PM

Mrs. Croft, a eterna namorada

Já escrevi aqui e torno a repetir, uma das minhas personagens favoritas de Jane Austen é Sophia Croft de Persuasão. Ela é irmã do capitão Wentworth e casada com o almirante Croft.

Sofhia Croft é uma mulher despachada e amorosa. Ela acompanha o marido em suas viagens e enfrenta com objetividade as adversidades da vida no mar.

Em uma reunião na casa dos Musgroves, no capítulo 8, ela afirma que sempre teve uma ótima saúde e que a única vez que esteve doente, de corpo e alma, foi quando ficou em terra durante uma viagem que o Almirante fez pelos Mares do Norte, nesse período ela vivia sempre com medo e sentia todos os tipos de doenças imaginárias e conclui,

[…] mas desde que pudéssemos estar juntos, nada me afligia e nunca me deparei com menor inconveniência.

Bela declaração de amor, depois de tantos anos de casados, vocês não acham?

Mrs. Croft

Fiona Shaw, como Sophia Croft em Persuasão, 1995

Carnaval Jane Austen – Fim de festa

Finalmente chegaram meus últimos presentes de carnaval: The Annotated Pride and Prejudice e The Annotated Persuasion, ambos editados e anotados por David M. Shapard e publicados pela Anchor Books, que faz parte da Random House.

Não estava nos meus planos comprar esses livros tão cedo pois são relativamente caros e tenho muitos outros que estão na lista de prioridades. Mas o ótimo preço na Estante Virtual e o dólar pela hora da morte, que me dificultaria muito comprar no exterior, foram imperativos para justificar a compra. E mais um detalhe eu já havia comprado para ler no Kindle Emma e Sense and Sensibility, que aliás continuam com ótimo preço no formato digital na Amazon.

Foi um bom Carnaval. Até o próximo!

Jane Austen Annotated

Paro tudo quando Jane chega!

Estou correndo para deixar tudo acertado antes de viajar mas quando Jane chegou, parei! E para piorar fiz essa foto quase sem luz para vocês…

Mas vou contar rapidinho, o caso deste exemplar de Persuasion. Comprei na Estante Virtual contando com a sorte. Foi uma jogada no escuro, pois para não variar poucos livros trazem a capa estampada no site e isso quando não colocam uma genérica e você compra é outra coisa. Nosso mercado livreiro tem um longo caminho para percorrer em termos de eficiência.

Mas tive sorte com edição que é completa e tem essa linda capa, apesar de ser da época errada. Foi publicada em 1966 pela Airmont. Detalhe: como não tinha imagem da capa na Estante Virtual, mas constava o ano de publicação, procurei na AbeBooks e achei alguns. Comprei na Estante e fiquei rezando para que fosse esse da Armont. Preces atendidas!

Persuasion, Armont Classic, 1966

Jane Austen | Debolsillo

O selo Debolsillo, do grupo Penguin Random House Mondadori, lançou nova coleção com quatro títulos de Jane Austen: Sensatez y sentimientosOrgullo y prejuicioEmmaPersuasión. Não tenho detalhes desta coleção pois fiquei sabendo em conversa rápida no Facebook com Daniele Werner, que estava na Argentina, e fez uma foto dos livros mas não havia comprado ainda.

As capas lembram a coleção desenhada por Birgit Amadori para a Random House e também para a L&PM. Gostei de todas mas em particular de Orgulho e preconceito que cismei que é a espoleta da Lydia. E vocês, de qual mais gostam?

Jane Austen Debolsillo

Persuasion com ilustrações de William C. Cooke

Quando encontrei este exemplar de Persuasion, publicado em 1893 pela J. M. Dent na Aldine House, por um preço razoável, comprei sem pensar muito pois os livros da coleção de dez livros vale uma pequena fortuna.

O livro tem três ilustrações de William C. Cooke e as decorações do frontispício e inícios de capítulos são de F. C. Tilney. Neste post colocarei apenas a imagem da capa, o frontispício e uma ilustração.

A capa está com inúmeros rasgos mas o interior do livro está em boas condições.

Persuasion, 1893 (Persuasão)

O frontispício pode dar uma idéia da delicadeza das decorações nos interior além da mostra do design da época.

Persuasion, 1893 (Persuasão)

A ilustração é do momento que Anne chega na casa da sua irma, Mary Musgrove, para cuidar de suas doenças imaginárias!

Persuasion, 1893 (Persuasão)

Jane Austen e Mozart

Para fãs e colecionadores de Jane Austen, que também apreciam Mozart, o livro Jane Austen e Mozart: Classical Equilibrium in Fiction and Music certamente é um achado.

Segundo a descrição do livro no eBay Virgínia Wolf já havia percebido afinidades entre a arte de Jane Austen e a de Mozart, mas foi somente em 1983 que Robert K. Wallace comparou de forma detalhada o estilo artístico e trabalhos individuais da escritora e do compositor. As comparações foram entre¹:

  • Orgulho e preconceito e Piano Concerto nº 9
  • Emma e Piano Concerto nº 25
  • Persuasão e Piano Concerto nº 27

Jane Austen e Mozart

A primeira página do capítulo quatro para quem entende de música e certamente apreciará o livro para além da curiosidade e da necessidade de colecionar tudo que se refere à autora.

Jane Austen e Mozart

Fonte

¹ JSTOR

Box Jane Austen da L&PM | Sorteio

Meninas e meninos, vejam só que tentação! Um box com 4 livros de Jane Austen da coleção pocket da editora L&PM, a saber: Orgulho e preconceito, Razão e sentimento, Persuasão e Abadia de Northanger, que está à venda com somente na Amazon Brasil, com um desconto e tanto e fica por R$ 49,90.

E para completar a felicidade, a editora, que sempre foi de uma gentileza ímpar com o Jane Austen em Português, tem um box para sortear com vocês leitores do blog. Então vamos deixar de conversa mole e  vamos logo para o sorteio!

Como sempre é preciso responder uma pergunta − que não tem resposta certa ou errada − mas precisa ser respondida para participar do sorteio:

Diga qual dos quatro livros é seu preferido.

NORMAS DO SORTEIO

  • Sorteio de 22 de agosto a 7 de setembroResultado: 8 de setembro
  • É permitido apenas um (1) comentário por participante
  • Se um grupo usar o mesmo computador para comentar, o que levará a IPs iguais, avise no próprio comentário para não ser desclassificado
  • Use seu mail verdadeiro e apenas no formulário. Não coloque email no corpo do comentário
  • Lembrem-se: comentários são moderados e podem levar um tempo para serem publicados
  • Qualquer um pode comentar mas somente quem tiver um endereço no Brasil concorrerá ao presente

Box Jane L&PM

Carta do Capitão Wentworth em francês

A carta mais amada dos romances de Jane Austen é sem dúvida a carta que o Capitão Wentworth escreveu para Anne Elliot, em Persuasão. Muitos a consideram a mais romântica das cartas – eu prefiro a palavra passional – mas seja qual for nosso sentimento ao ler as palavras endereçadas para Anne, creio que vocês gostarão de ler em uma língua sempre considerada muito romântica!

Aqui está a famosa carta em francês, do meu exemplar de Persuasion da Christian Bourgois Éditeur com tradução André Belamich:

Je ne puis écouter davantage en silence. Il faut que je vous parle, avec les moyens dont je dispose. Vous transpercez mon âme. Je suis partagé entre l’angoisse et l’espoir. Non, ne me dites pas qu’il est trop tard, que ces précieux sentiments ont disparu à jamais. Je vous offre de nouveau un coeur qui vous appartient encore plus totalement que lorsque vous l’avez brisé, il y a huit ans et demi. Ne prétendez pas que l’homme oublie plus vite que la femme, que son amour meurt plus tôt. Je n’ai jamais aimé que vous.
Injuste, j’ai pu l’être, faible et rancunier, je l’ai été…mais inconstant jamais. C’est vous seule qui m’avez fait venir à Bath. C’est pour vous seule que je pense, que je fais des projets…Ne l’avez-vous pas senti? N’avez-vous pas compris mes souhaits?…Je n’aurais même pas attendu ces dix jours si j’avais pu lire vos sentiments comme je pense que vous avez du pénétrer les miens. J’arrive à peine à vous écrire. J’entends à tout moment quelque chose qui me bouleverse. Vous baissez la voix, mais je puis distinguer les inflexions de cette voix, quand même elles échapperaient à d’autres…O parfaite, excellente créature! Vous nous rendez bien justice. Vous êtes sûre que l’attachement et la constance véritables existent parmi les hommes. Soyez assurée de les trouver infiniment fervents, infiniment fidèles chez
F. W
Il faut que je parte, incertain de mon sort; mais je reviendrai ici ou bien je rejoindrai votre groupe dès qu’il me sera possible. Un mot, un regard suffiront à décider si j’entrerai chez votre père ce soir, ou jamais.”

Persuasão em francês

Eudora Welty e Jane Austen

Eudora Welty“I’ve been reading [Jane Austen’s] Persuasion under the air conditioner at night in bed, the best part of any day.”
Venho lendo Persuasão [de Jane Austen] sob o ar condicionado à noite na cama, a melhor parte de qualquer dia.
Eudora Welty em carta para William Maxwell (18 de agosto de 1987)

Eudora Welty (1909-2001) foi uma contista e romancista norte-americana que retratou com profunda delicadeza a sociedade do sul dos Estados Unidos no século XX. Sua obra mais importante é o livro de contos interligados As Maçãs Douradas (1949).

Colaboração de Enzo Potel do É Difícil Encontrar Um Blog Bom. Obrigada, caro!

Lady Susan e Jack e Alice em português

Uma das perguntas mais frequentes no blog é se já temos Lady Susan traduzido para o português. Sim, temos Lady Susan traduzido por Fernanda Abreu e publicado pela editora Zahar com Persuasão e Jack e Alice.

A dificuldade em encontrar, creio eu, deve-se à publicidade da capa, onde consta “Persuasão” em destaque e em letras menores o texto “seguido de duas novelas inéditas em português”.

Talvez se colocassem “seguido de duas novelas inéditas, Lady Susan e Jack e Alice” ou algo similar, seria mais fácil achar. Fica a sugestão para editora se houver reimpressão.

Lady Susan e Jack e Alice em português

Lady Susan em português

Jane Austen edições anotadas | Random House

Tenho resistido bravamente em comprar edições anotadas de Jane Austen. Creio que não li e reli o suficiente a obra de Jane para dar esse passo. Mas hoje não resisti e conto como o ocorreu o fato. Aliás, culpa de vocês que me leem, pois fui verificar se a Random House já havia lançado Mansfield Park anotado para fazer um post único com os seis livros principais e acabei me deparando com as ofertas para Kindle da Amazon. Comprei. Mas tenho algo para dizer em minha defesa: comprei somente dois ebooks, os que estavam menos de 4 dólares.E sabem o que é pior? Acabarei comprando em papel também.

O autor das edições anotadas é o professor David M. Shapard, Ph.D. em história européia com especialização no século dezoito e vocês podem ver todos os livros nesta página da Random House. Imagino que Mansfield saia ainda esta ano. Aguardemos.

Um detalhe que não entendi foi a capa de Emma ser tão diferente das outras, quase se igualando às capas das edições anotadas de Harvard, que serão apresentadas em outro post.

As ofertas de ebooks na Amazon no dia de hoje: Sense and Sensibility, Pride and Prejudice, Emma, Persuasion e Northanger Abbey.

Edições anotadas de Jane Austen

 

Carnaval com Jane Austen

Para quem entra em modo #EverySavageCanDance todo o Carnaval e viajou mas esqueceu de levar um livro de Jane Austen*, a editora L&PM está com uma oferta de eBooks, incluindo Orgulho e preconceito e Persuasão por 4,90 cada um. Parece que estamos chegando em valores muito bacanas para eBooks. E eu sei que vocês levaram o computador para o feriado, não adianta negar!

Divirtam-se! Volto só depois da quarta-feira de Cinzas.

Carnaval Jane Austen

Um certo capitão...

Que tal um novo Capitão Wentworth? | Enquete

O rapaz teve lá seus percalços mas tem prática com navios. Que tal dar uma chance para o atual Capitão Gancho de Once Upon A Time, Colin O’Donoghue, para fazer o papel do Capitão Wentworth numa futura adaptação de Persuasão?

Comentem à vontade a formosura do rapaz mas comportadamente, pois somos todas finíssimas e não faríamos vergonha em qualquer salão da época da Regência!

PS: Sorry, boys… Prometo procurar uma Anne Elliot depois.

Colin_O_Donoghue, capitão Gancho em campanha para capitão Wentworth

A mão de Anne Elliot

Reencontros em Jane Austen

Patrícia Portella iniciou nova série de posts sobre Jane Austen no seu blog Quando Vovó Era Moça. Ela falará sobre os reencontros nos romances de Jane e começou com meu reencontro favorito: Anne e o Capitão Wentworth!

Comentei lá no blog que um dos meus tantos motivos de gostar da versão 1995 de Persuasão são as cenas muito bem filmadas e atuação de todos os atores. Uma cena me emociona, o reencontro de Anne com o Capitão. A emoção é tanta que ela se segura na cadeira.

Os três primeiros post já foram publicados (links abaixo). Boa leitura!

Jane Austen para uma audiência moderna: The Austen Project

Algo que  me chamou muito a atenção neste projeto da Harper Collins, e não me agradou, é o fato de terem usado, pelo menos até o momento, o título original sem um subtítulo de destaque deixando claro que a obra é uma versão e não o orignal. Algo do tipo, Sense and Sensibility: modern version, ou coisa que o valha.

Leiam o post e me digam o que vocês acham. Estou curiosa para saber a opinião de vocês.

Esta semana quando li sobre a adaptação de Sense and Sensibility por Joanna Trollope não dei importância pois podia jurar que havia escrito sobre o assunto aqui no blog e se não fosse a  leitora Carla Camargo ter me avisado a noticia teria passado em branco. Obrigada, querida!

Sense and Sensibility, adapatado por Joanna TrollopeA versão de Sense and Sensibility (Razaõ e sentimento ou Razão e sensibilidade) de Joanna Trollope, que faz parte do chamado “The Austen Project” da editora Harper Collins, será lançado neste mês de outubro.

A sinopse, da qual transcrevo parte abaixo, é curta mas tudo indica que será fiel a história original:

Elinor Dashwood, estudante de arquitetura, valoriza paciência e confiança. Sua impulsiva irmã, Marianne, que é parecida com a mãe, Belle, é impetuosa e criativa e enche a casa com seus dramas e tocando guitarra enquanto sonha em ir para a escola de arte.

Mas quando o pai delas, Henry Dashwood, morre repentinamente, toda a família se vê forçada a abandonar Norland Park, sua amada casa por vinte anos. Sem conforto e status, elas descobrem que seus valores serão severamente postos a prova.

Poderá Elinor permanecer estoica e contida sabendo que o homem que ama já foi ardilosamente comprometido por outra garota? Será a crença de Marianne, um único amor por toda vida, abalada pelo garoto mais interessante e animado do condado, John Willoughby? Em um mundo onde as redes sociais e suas opiniões são as forças que controlam o jogos de relações, poderá o amor triunfar acima das convenções e reprovações?

Os próximos títulos para os quais já foram escolhido autores para adaptação, segundo o site da BBC, são:

  • Northanger Abbey (A abadia de Northanger) que será lançado ano que vem com versão da escocesa Val McDermid,  autora de história de crimes e suspenses, a maioria delas protagonizadas por seu famoso personagem, Dr. Tony Hill.
  • Pride anda Prejudice (Orgulho e preconceito) está previsto para 2015 e será escrito pela romancista americana Curtis Sittenfeld.
  • Emma está a cargo do escritor inglês, Alexander McCall Smith, autor de vários livros, dentre eles a conhecida série “The No.1 Ladies’ Detective Agency Series”.

Sobre Mansfield Park e Persuasion ainda não tenho maiores informações e assim que tiver publico aqui.

Uma pintura de Lyme Regis

As pinturas de Roy Connelly já foram apresentadas em algumas ocasiões aqui no blog, sem contar as belíssimas fotos de um inverno em Chawton Cottage com as quais me presenteou.

Ontem Roy apresentou no Facebook uma pintura de Lyme Regis, um dos lugares apreciado por Jane Austen e que faz parte de seu livro Persuasão.

Pedi permissão para publicar pois além da pintura ele a fotografou em cima das pedras da praia que acho lindas e me recordam a versão de 1995 de Persuasion.

(Thank you very much, Roy!)

Lyme Regis, pintura de Roy Connelly

Onde exatamente Louisa Musgrove caiu?

Quando Alfred Tennyson* visitou Lyme Regis – já contei essa história aqui – seus amigos queriam mostrar o local onde aportou Monmouth em sua rebelião no século 17, mas Lord Tennyson só queria saber onde exatamente Louisa Musgrove havia caído:

Don’t talk to me of the Duke of Monmouth; show me the exact spot where Louis[a] Musgrove felt.

Não me fale do duque de Monmouth; mostre-me o exato local onde Louisa Musgrove caiu.

Para tentar responder essa pergunta vamos ver o que Jane Austen nos contou sobre a queda de Louisa Musgrove, em Persuasão:

There was too much wind to make the high part of the new Cobb pleasant for the ladies, and they agreed to get down the steps to the lower, and all were contented to pass quietly and carefully down the steep flight, excepting Louisa; she must be jumped down them by Captain Wentworth. In all their walks, he had had to jump her from the stiles; the sensation was delightful to her. The hardness of the pavement for her feet, made him less willing upon the present occasion; he did it, however. She was safely down, and instantly, to show her enjoyment, ran up the steps to be jumped down again. He advised her against it, thought the jar too great; but no, he reasoned and talked in vain, she smiled and said, “I am determined I will:” he put out his hands; she was too precipitate by half a second, she fell on the pavement on the Lower Cobb, and was taken up lifeless!

Ventava demais para que a parte mais alta do Cobb estivesse agradável para as senhoras, e concordaram portanto em descer a escada para a parte mais baixa. Todos se contentaram em passar tranqüila e cuidadosamente pela íngreme descida, exceto Louisa. Ela queria ser descida pelo Capitão Wentworth. Em todos os passeios, ele tinha que segurá-la depois dela saltar das escadas. Era uma sensação deliciosa. A dureza da calçada para os pés dela o fez sentir-se menos inclinado a isso daquela vez. Contudo o fez. Ela já estava embaixo, a salvo, quando, ao mesmo instante, para mostrar sua alegria, subiu correndo a escada para tornar a descer. Ele aconselhou-a a não fazê-lo, achando excessiva a altura, argumentou e falou inutilmente. Ela sorriu e disse: — “Estou decidida a fazê-lo.” — Ele esticou as mãos; ela se precipitou meio segundo antes, caiu sobre a calçada do Lower Cobb e foi levantada morta!
Persuasão, capítulo 12 | trad. Luiza Lobo

Na imagem abaixo temos as versões de cinema/TV. Com três escadarias diferentes!

Queda em Persuasão

Quando li Persuasão pela primeira vez imaginei uma escadaria qualquer e não tinha a menor idéia do formato do Cobb. Finalmente assisti os filmes de 1995 e 2007 e percebi que as escadarias eram diferentes, mas certamente no mesmo local. A primeira, muito rústica, era feita de degraus incrustados no muro e a segunda com acabamento em cimento. Cheguei a cogitar que a antiga escadaria havia sido cimentada na época das filmagens de 2007, mas depois percebi que os degraus eram diferentes e a posição delas eram opostas.

Escadarias 1995 e 2007
Este ano, assistindo a versão de 1971, ao ver a escada dupla, com a mata ao fundo, pensei sinceramente  que haviam filmado a cena em outro lugar que não o Cobb. Só acreditei que a locação era autêntica quando descobri o site Lyme Regis the Pearl of Dorset e suawebcam.

Escadarias 1971

Lyme Regis webcam

A partir daí a pergunta inicial foi modificada para: de qual das três escadarias caiu Louisa Musgrove?

Acredito que achei a resposta no livro Jane Austen – Her Home & Her Friends** escrito por Constance Hill e ilustrado por Ellen G. Hill (circa 1900), onde autora descreve em dos capítulos sua visita a Lyme Regis. Destaco trecho sobre a famosa escadaria e o respectivo desenho.

The Cobb lies on the further side of the harbour. It is a massive, semi-circular stone pier upon which are two broad causeways, on different levels, forming the Upper and the Lower Cobb. It has undergone many a repair since Miss Austen walked upon it in 1804 but, nevertheless, a considerable part of the old masonry still exists, which is marked by rough-hewn stones placed vertically. Against some of this old masonry, and about half way along the Cobb, are to be seen the identical “steep flight of steps” where the memorable scene of the accident in “Persuasion” is laid. […]
The steps in question are formed of rough blocks of stone which project, like the teeth of a rake, from the wall behind. We can ourselves bear witness to the “hardness of the pavement” below, which Captain Wentworth feared would cause “too great a jar” when he urged the young lady to desist from the fatal leap.

O Cobb fica no lado posterior do porto. É um grande pier de pedra semi-circular sobre o qual há duas calçadas largas, em diferentes níveis, que formam o Alto e o Baixo Cobb. Já foi submetido a muitos reparos desde a época em que Miss Austen caminhava por ele, em 1804, no entanto, parte considerável da antiga alvenaria ainda existe, como fica evidenciado pelas ásperas pedras lavradas colocadas verticalmente. Sobre algumas dessas antigas parte de alvenaria, e cerca de meio caminho ao longo da Cobb, podem ser vistos idênticos “escadaria de degraus íngremes”, onde se passa a memorável cena do acidente em Persuasão. […]
Os degraus em questão são formadas por blocos de pedra bruta que se projetam como os dentes de um ancinho, a partir da parede por detrás. Nós podemos dar testemunho da “dureza do pavimento” (abaixo), o qual o Capitão Wentworth temeu que causaria “um choque grande demais”, quando ele insistiu para a jovem desistir do salto fatal.

Escadaria, desenho de Ellen G. Hill

NOTAS:

* Alfred Tennyson (1809–1892), primeiro Barão de Tennyson, mais conhecido como Alfred Lord Tennyson foi um poeta inglês. Entre suas obras mais admiradas estão Idylls of the King e The Lady of Shalot.

** Jane Austen – Her Home & Her Friends, por Constance Hill com ilustrações de Ellen G. Hill. Richard Clay & Sons, Ltd., Londres, 1901.

*** A escada dupla foi construída em 1826 pelo Real Regimento de Engenheiros. Esta informação me foi passada por Tony Grant do London Calling.

**** Texto publicado originalmente em 9 de maio de 2010 no meu blog Lendo Jane Austen.

POSTS RELACIONADOS:

Persuasão e compras na Amazon

Ontem por pouco não comprei um DVD de Persuasion (1995) na Amazon UK.  Já tenho o filme mas essa capa nova com Anne e seu lindo casaco rosa antigo, aliado ao ótimo preço era a tentação certa. Resolvi ler primeiro a resenha no que fiz bem pois descobri que a qualidade do DVD deixava muito a desejar. Resultado, não comprei mas coloco a capa para vocês apreciarem a imagem.

As resenhas no site da Amazon são muito esclarecedoras na maioria da vezes. Recomendo.

Persuasion eepackaged

Persuasão, Everyman Library, 1985

Persuasão, Persuasion - 1985A edição de Persuasion de 1985, da Everyman Library, não tem nada de especial, mas (e sempre tem um mas comigo) sou apaixonada pela aquarela de C. E. Brock que ilustra a capa. Na minha opinião é uma das mais delicadas feitas pelo ilustrador.

A cena é Mary Musgrove passeando por Lyme Regis em companhia do capitão Benwick, com a seguinte legenda:

“Caminhava ao meu lado, algumas vezes, de uma extremidade a outra da praia, sem dizer uma palavra.”
Persuasão, capítulo 14, trad. Celina Portocarrero

E para não variar, reclamando dele! Mas isso é assunto para mais adiante.

 

Box Obra completa de Jane Austen | DVDs editora LogOn

A editora LogOn lançou e já está na pré-venda na livraria Saraiva o box “A Obra Completa de Jane Austen”. O conjunto de 10 DVDs é composto pelas seguintes versões:

  • “Razão e Sensibilidade” (2008, BBC)
  • “Orgulho e Preconceito” (1995, BBC)
  • “Mansfield Park” (2003, ITV)
  • “Emma” (2009, BBC)
  • “A Abadia de Northanger” (2007, ITV)
  • “Persuasão” (2007, BBC)

Obra completa de Jane Austen, LogOn

Os Watsons e Sanditon em espanhol

Aqui no Brasil temos o privilégio de ter uma edição única de Os Watsons e Sanditon pois normalmente eles são publicados, mesmo em inglês, com outros livros de Jane.

Em espanhol encontrei Sanditon com Persuásion (Persuasão) e Los Watson com Lady Susan. Ambos da editora Alba.

A curiosidade fica por conta do título “Los Watson” sem o “s” no final* pois pelo que percebi, sobrenomes não tem plural em espanhol. Algum leitor/tradutor aqui no blog poderia confirmar este detalhe?

* já corrigi no meu post a edição ilustrada Los Watson da Nórdica Libros.

UPDATE: Os nomes próprios em português têm plural, sim. Sobre o assunto Ivo Barroso me enviou o link do ótimo Gramaticalhas. Que nome adorável!

Sanditon e Persuasión, em espanhol

Los Watson e Lady Susan, em espanhol

Jane Austen, Emily Brontë e Louisa May Alcott | Box Collector’s Library

Jane Austen, Emily Brontë e Louisa May Alcott  estão reunidas numa coleção da Collector’s Library. O box que está à venda no site da livraria Cultura parece exclusivo pois traz o logo da livraria na caixa e não o encontrei nem no site da Collector’s.

Nossa Jane está representada por duas obras, Pride and Prejudice (Orgulho e preconceito) e Persuasion (Persuasão); Emily Brontë com seu único livro Wuthering Heights (O morro do ventos uivantes) e Louisa May Alcott com Little Women (Mulherzinhas).

Já começaram a suspirar? Eu já estou na fase de verificar meu cartão de crédito… A cor está linda demais.

  • Box Great Women Writers, Collectors Library | Livraria Cultura

Great Women Writers: Jane Austen, Emily Brontë e Louisa May Alcott

Duas vezes Persuasão

Em agosto de 2009 tive o prazer de comprar um exemplar de Persuasion da coleção “The Penguin English Library” e ao mesmo tempo descobrir que continha a biografia de Jane Austen, escrita por seu sobrinho James Edward Austen-Leigh. Fiz vários post sobre essa coleção dos quais destaco:

Mas, e sempre há um mas, este ano encontrei outro exemplar da mesma coleção e comprei. Num primeiro momento acreditei que fosse um exemplar sem a biografia de Jane, o que não se confirmou quando tive o livro em mãos. Mas tinha certeza que era da mesma coleção, tanto pela tipografia como pela disposição dos títulos da capa.

De fato os livros são iguais exceto pela ilustração das capas e por um deles ter sido editado no Estados Unidos.

Pausa para Raquel pensar… será que todos desta coleção publicados nos Estados Unidos terão capas diferentes? Terei que recomeçar a procura? Alguém me amarre longe do computador, por favor!

  1. Pintura colorida do Cobb Gate, Lyme Regis, atribuido a Reed  pertence ao Philpot Museum
  2. Detalhe de uma gravura de Lyme Regis de J. M. W. Turner

Persuasion, Penguin English Library

Northanger Abbey, Persuasion e Emma — Art Noveau

Mais um exemplar de Jane Austen da série “The Golden Heritage” no estilo Art Noveauy, publicado pela Galley Press em 1988. O exemplar abaixo compreende três romances, Northanger Abbey, Persuasion e Emma, uma combinação rara.

Já publiquei a capa de Pride and Prejudice e agora estou a procura de Sense and Sensibility e Mansfield Park. Estarão em um único volume?

Northanger Abbey, Persuasion, Emma | Golden Heritage SeriesÀ venda no eBay

Selos comemorativos Orgulho e preconceito: imagens ampliadas

Somente neste final de noite recebi o alerta do The Guardian, Jane Austen stamps – in pictures”, com as imagens ampliadas dos selos comemorativos do bicentenário de Orgulho e preconceito, que colocarei aqui no blog de modo que vocês possam apreciar os detalhes.

Gostei de todas mas a que me chamou a atenção de imediato foi a de Pride and Prejudice.

Observando os detalhes, qual dos selos vocês gostaram mais?

PS: Tentei entrar no site do Royal Mail e estava indisponível. Será que as Janeites, de tanto comprar, sobrecarregaram o sistema…

Selo Pride and Prejudice

A pintura de Mr. Darcy está “olhando” para Elizabeth!

Jane Austen Sense and Sensibility 1st class stamp

Elinor lendo a terrível carta de Wiloughby para Marianne.

Jane Austen Mansfield Park 77p stamp

Fanny tomando coragem antes de abrir a porta do salão e apresentar-se no seu baile.

The Jane Austen Emma 77p stamp

Mr. Knightley despacha Emma sozinha na carruagem depois de
lhe passar uma descompostura por ter se portado tão mal com Miss Bates.

Jane Austen Persuasion £1.28 stamp

Encontro com do Capitão Wentworth e Anne Elliot com o senhor Elliot no Cobb em Lyme Regis.

Jane Austen Northanger Abbey £1.28 stamp

Catherine Morland investiga um misterioso armário na abadia de Northanger.

Comemorando o Bicentenário: L&PM

A editora L&PM está festejando o bicentenário de Orgulho e preconceito com um concurso de fotos. A autor da melhor foto sobre o livro ganhará um kit para lá de especial com uma sacola exclusiva e os quatro livros de Jane Austen da Coleção L&PM Pocket.

Para saber como participar do concurso acesse a página do Tumblr “Orgulho e preconceito 200 anos” e leia o regulamento e apresse-se pois o prazo para publicar a foto na página da editora acaba no dia 31 de janeiro às 23:59.

Um bilhete para o capitão Wentworth | Sorteio

O sorteio programado inicialmente para novembro foi adiado, mas não ficaremos sem um presentinho neste mês. Vamos a um sorteio relâmpago desta semana!

Creio que a maioria dos leitores do blog conhecem a carta que o Capitão Wentworth escreveu para  Anne Elliot em Persuasão. Caso contrário podem ler minha tradução de modo a responder a pergunta do sorteio dos dois relicários da foto:

Se vocês recebessem a dita carta e precisassem responder, na forma de bilhete, o que vocês escreveriam para o Capitão Wentworth?

NORMAS DO SORTEIO

♦ É permitido apenas um (1) comentário por participante
♦ Este sorteio irá do dia 26 até 30 de novembro. Resultado no dia 1 de dezembro. Serão dois ganhadores
♦ Se um grupo usar o mesmo computador para comentar, o que levará a IPs iguais, avise no próprio comentário para não ser desclassificado
♦ Use seu mail verdadeiro e apenas no formulário. Não coloque email no corpo do comentário
♦ Lembrem-se: todos os comentários são moderados e podem levar um tempo para serem publicados
♦ Qualquer um pode comentar mas somente quem tiver um endereço no Brasil concorrerá aos presentes

Coleção Oxford Illustrated Jane Austen | R. W. Chapman

Iniciei a sonhar com a coleção “Oxford Illustrated Jane Austen”, compilada por R. W. Chapman, em setembro de 2008. Mas nunca a encontrava por um preço minimamente razoável, para meu bolso evidentemente.  Já que não conseguia comprar, passei então a devanear com esta primeira edição da Clarendon Press de 1923!

Este ano, para minha alegria, descobri exemplares da coleção por preços verdadeiramente de balinhas jujuba (+ frete), no site da AbeBooks. Mas, e sempre há um “mas”, encontrava cada livro em um livreiro diferente e para arrematar não gostei das sobrecapas todas em azul-celeste com um amarelo chapado.

Neste ponto de minhas implicâncias entrou o bom senso e eu já estava quase comprando, pois o que vale é o conteúdo, quando descobri a oferta da coleção completa com as sobrecapas coloridinhas, assim como sempre os imaginei na minha estante! Saiu pouca coisa mais caro na época (outubro/2012): U$ 105 com o frete incluso, no Book Depository. Hoje para fazer o post encontrei somente por U$ 142.

Clique na imagem para ampliar.

Ganhando presentes Jane Austen

Neste feriado ganhei quatro maravilhosos presentes: um cartaz da Penguin, um cartão da aquarela de Jane Austen feita por Cassandra e a linda caneca “Persuasion” da Penguin. Tudo presente de meu amigo Rubens.

Só tenho uma coisa para reclamar: o quarto presente, ele ficou muito pouco tempo para conversarmos até ficar sem voz. Obrigada, querido!

PS: para vocês não ficarem com inveja, aviso que já estou preparando os presentes para o Natal e para o aniversário de Jane Austen. Se puder volto ainda hoje com mais posts, pois assunto é o que não falta!

Persuasão 1995 | Netflix Brasil

Fazendo a minha procrastinação básica de todo dia vejam só o que encontrei: Persuasão de 1995, legendado em português e se vocês quiserem assistir com a vovó, mamãe ou aquela tia que já não acompanha mais leitura de legendas, também dublado!

Onde, onde, perguntam vocês… No (ou na, nunca sei…)  Netflix Brasil, é claro!

(não consegui tirar a seta de play da imagem, sorry…)

O bicentenário de Orgulho e preconceito está chegando!

Aos poucos o bicentenário de Orgulho e preconceito está tomando forma aqui no Jane Austen em Português. Será uma comemoração simples mas bem organizada e há muitos pequenos detalhes ainda por decidir.

Enquanto isso começam a chegar os livros.

Hoje foi o dia da tão esperada tradução em português de Portugal para a leitura comparada que faremos, eu e Cátia do Jane Austen Portugal.

Mas há um porém: outra tradução a caminho. Quando chegar conto os detalhes para vocês, incluindo a história do livro A independência de uma mulher, de Collen McCullough.

Muito obrigada, Catia!

PS: Minha mãe já está pensando em ler McCullough.

Jane Austen e as crianças

Dos livros de Jane Austen, Persuasão é o que mais se refere ao comportamento das crianças. No livro os pequenos Musgrove são impossíveis, mais por culpa dos pais e avós, que não sabem lhes dizer não quando necessário, do que por peraltice deles.

Temos um exemplo de como crianças são fáceis de lidar, bastando um pouco de atenção por parte dos adultos, no capítulo 6 quando o casal Croft visita Mary Musgrove, mãe dos meninos. O Almirante Croft brinca com eles dizendo que vai carregá-los nos bolsos e isso basta para diverti-los muito.

No filme de 1995, captura de tela abaixo, substituíram a brincadeira dos bolsos pela confecção de um barquinho de papel e o efeito foi o mesmo.

Seja o que for que vocês pretendam dar para as crianças no dia de hoje sugiro que seja acompanhada de atenção. Minha sobrinha,  uma moça atualmente, lembra até hoje de nossas visitas as livrarias.

E livros são presentes que podemos compartilhar lendo, discutindo, vendo figurinhas!

Jane Austen em italiano | Editora Capitol

Encontrei mais quatro traduções italianas com títulos traduzidos bem diferente dos habituais, Ragione e sentimento, L’abbazia di Northanger, Persuasion e Mansfield Park.

Foram publicados pela editora Capitol nos anos 1960 na coleção Collana Flaminia e com os seguintes títulos: Sensibile Amore, Katherine Morland, Villa Mansfield e Ritorno a te.

Consegui apenas as capas abaixo no Pinterest do Goucher College Library