Primeiras Impressões por Lais Rodrigues

Primeiras impressões de Lais Ribeiro inaugura o selo Revelações da editora Pedrazul. O livro é inspirado em Orgulho e preconceito e coloca os personagens na cidade Búzios no estado do Rio de Janeiro. Leiam a sinopse:

A surpreendente temporada de Mr. Darcy no Brasil!
Charles Bing, um otimista incorrigível, decide que está na hora de internacionalizar a sua bem-sucedida cadeia de restaurantes nova-iorquina. Deseja começar pelo país que sempre incitou sua curiosidade: o Brasil. E nada melhor que Búzios, uma belíssima cidade turística no litoral do Rio de Janeiro. A fim de garantir que sua escolha será acertada, ele leva a tiracolo o seu melhor amigo, Frederick Darcy, um político americano de família conservadora, que se orgulha de ser um homem racional e prático. Mal sabem eles que, ao chegar à cidade paradisíaca, virarão alvo de Janaína Benevides, dona das pousadas mais requisitadas do balneário. Ela é mãe de quatro belas moças, que são, para sua tristeza, solteiras. Janaína preocupa-se, em especial, com a solidão de Jane e Lizzie Benevides, as mais velhas. Enquanto a primeira acaba se decepcionando em seus relacionamentos, por ser uma pessoa que sempre busca ver o melhor nas pessoas, a outra não deixa nenhum homem se aproximar.

O livro está na pré-venda com preço promocional de 29,90 no site da editora e tem entrega prevista para final de março.

Primeiras Impressoes por Lais Rodrigues

Primeiras Impressoes por Lais Rodrigues – Editora Pedrazul

Livros de Jane Austen em versão Amish

Encontrei livros inspirados na obra de Jane Austen em versão Amish que despertaram minha curiosidade. Para quem não conhece, os Amish são um grupo religiosos cristãos de costumes bem conservadores que moram nos Estados Unidos e Canadá e que tem um modo de vida bastante simples não usando equipamentos eletrônicos, telefones, automóveis etc.

A autora dessa série, até o momento com cinco livros, é Sarah Price. Não posso dizer quase nada pois não li mas é possível ter uma ideia das adaptações lendo as sinopses da Amazon (colocarei o link em cada título). Detalhe: não entendi o motivo de não terem modificado o título de Sense and Sensibility.

Sense and Sensibility
First Impressions (Pride and Prejudice)
Mount Hope (Mansfield Park)
The Matchmaker (Emma)
Second Chances (Persuasioo)

PS: Se e quando sair uma versão de Northanger Abbey atualizo este post.

Jane Austen versão Amish

Livros de Jane Austen em versão Amish

Uma ilustração de Isabel Bishop

Publico mais uma ilustração de Isabel Bishop feita para Pride and Prejudice (editora Dutton & Co., de 1976)  justamente para mostrar a semelhança com a escultura de Robert Truscott.

A ilustração de Bishop, mostra a cena que acontece na sala de visitas dos Collins em Orgulho e preconceito. Elizabeth se encontra sozinha na sala pois todos os outros ocupantes da casa haviam saído para tomar chá em Rosings. Ela está irritada pois no capítulo anterior ela esteve passeando com o Coronel Fitzwilliam que lhe contou, sem mencionar nomes, como Darcy havia prevenido um amigo de um casamento que não seria dos melhores. Claro está que era o amigo Bingley.

A descrição que se segue é da abertura do capítulo 34, na tradução de Celina Portocarrero, e que nos dá a dimensão dos sentimentos de Elizabeth:

Quando todos sairam, Elizabeth, como se pretendesse se irritar ao máximo possível com o Sr. Darcy, decidiu ocupar o tempo com o exame de todas as cartas que recebera da irmã durante sua estada em Kent.

Logo depois entra Mr. Darcy com sua primeira proposta e daí em diante sabemos que nada poderia dar certo. Como dizem atualmente, deu ruim…

Voltando à escultura: a diferença óbvia é que é Jane Austen, não Elizabeth Bennet, que está escrevendo, não lendo cartas. E o detalhe que gostei muito na obra de Robert Truscott, a reprodução da pequena mesa de Jane. Cliquem na imagem para ver em tamanho maior.

O livro já está na Biblioteca Jane Austen e tem outro post que escrevi sobre esta edição que fala na nota de 10 libras com Jane Austen que também usará essa mesma ilustração, além da tradução de um posfácio encantador.

Elizabeth Bennet por Isabel Bishop

Elizabeth Bennet por Isabel Bishop

 

Orgulho e preconceito 204 anos

Orgulho e preconceito comemora, nesta data, 204 anos de publicação. Sempre na lista dos mais vendidos e mais amado livro de Jane Austen!

Orgulho e preconceito foi também a primeira tradução de Jane Austen no Brasil, feita pelo escritor Lúcio Cardoso.

Minha singela homenagem com foto do frontispício do meu exemplar da primeira edição de Orgulho e preconceito publicado pela editora José Olympio na Coleção Fogos Cruzados de 1940.

Orgulho Preconceito 204 Anos

Orgulho Preconceito 204 Anos | Biblioteca Jane Austen

Pride and Prejudice por Simon Reade

Pride and Prejudice, a peça de teatro escrita por Simon Reade já foi mencionada aqui no blog, em 2013 no post Mr. Darcy anda lendo Jane Austen.   Esta peça baseada em Orgulho e preconceito está de volta para as comemorações do bicentenário de Jane Austen, agora com novo elenco.

Quem estiver nas cidades das apresentações no Reino Unido segue aqui o calendário:

Bath: 17 e 21 de janeiro no Theatre Royal
High Wycombe: 24 e 28 de janeiro no Wycombe Swan
Canterbury: 31 de janeiro e 4 de fevereiro no  The Marlowe Theatre
Liverpool: 7 e 11 de fevereiro no Playhouse
Newcastle: 14 e 18 de fevereiro no Theatre Royal
Cardiff: 21 e 25 de fevereiro no  Wales Millennium Centre

Pride and Prejudice por Simon Reade

Pride and Prejudice por Simon Reade | Foto: Simon Turtle, Artwork Feast Creative © 2016

Sobre o novo elenco (abaixo) tenho a impressão que já vi em algum filme o ator que faz Mr. Darcy, mas não tenho certeza. O ator no papel de Mr. Bingley mais uma vez achei uma graça. Não deixem de ver a galeria de foto de divulgação, pois só publiquei três.00.

Mr Darcy – Benjamin Dilloway
Miss Elizabeth Bennet – Tafline Steen
Mr Bingley – Jordan Mifsúd
Miss Jane Bennet – Hollie Edwin
Miss Lydia Bennet – Mari Izzard
Miss Kitty Bennet / Miss Georgiana Darcy – Anna Crichlow
Miss Mary Bennet / Miss Annabel De Bourgh – Leigh Quinn
Mr Bennet – Matthew Kelly
Mrs Bennet – Felicity Montagu
Mr Collins – Steven Meo
Mr Wickham – Daniel Abbott
Miss Caroline Bingley – Kirsty Rider
Mrs Gardiner – Charlotte Palmer
Sir William Lucas / Mr Reynolds – Mark Rawlings
Miss Charlotte Lucas – Francesca Bailey
Lady Catherine De Bourgh – Doña Croll

Site de Pride and Prejudice Play – 2017 por Simon Reade.

Transcrevo aqui apenas uma pergunta/resposta da entrevista do ator Benjamin Dilloway (Mr. Darcy)  no Jane Austen News – Issue 53 (é preciso se cadastrar para ler todo artigo) na qual o rapaz se saiu de forma muito cavalheiresca:

JAC (Jane Austen Center): Você teve que se desvencilhar de muitas fãs de Jane Austen?

Ben: Ainda não! Felizmente as multidões de fãs de Austen são totalmente distintas e mantem suas emoções mais extremadas firmemente sob controle.

NOTA: a expressão em inglês sobre as emoções é “emotion firmly under their bonnets” que achei graciosa mas se traduzisse literalmente talvez perdesse o sentido. Bem, pelo menos foi o que achei.

Mr Darcy - Benjamin Dillowayh & Miss Elizabeth Bennet - Tafline Steen

Mr Darcy – Benjamin Dillowayh & Miss Elizabeth Bennet – Tafline Steen | Foto: Johan Persson © 2016

Mr Bingley - Jordan Mifsúd & Miss Jane Bennet - Hollie Edwin

Mr Bingley – Jordan Mifsúd & Miss Jane Bennet – Hollie Edwin | Foto Johan Persson © 2016

 

 

Jane Austen e whisky Old Sporran

Encontrei uma menção a Jane Austen e o whisky¹ Old Sporran na série inglesa The Jewel in the Crown. A série é baseada em quatro romances de Paul Scott, a saga conhecida como “The Raj Quartet”, que conta os últimos tempos do domínio inglês na Índia.

Gosrtei muito da série e resolvi comprar os livros para ler mais adiante e, de imediato, procurar por Jane para ter certeza que fora mencionada pelo autor, diferente de Fahrenheit 451 de Ray Bradbury que Truffaut colocou no filme mas no livro não tem uma palavra sequer sobre Austen.

Vocês não fazem ideia do peso do livro… O volume único com os quatro romances é um tijolo! Mas nada, é claro, que me fizesse desistir de procurar Jane Austen. O diálogo, um pouco mais longo e elaborado do que na série, está no livro.

Os personagens, cada um a seu modo, precisam se preparar para a nova vida, e um deles, o Coronel Layton pretende se aposentar e nada melhor do que ler Jane Austen, mais precisamente Pride and Prejudice e bebericar Old Sporran, um whisky de uma destilaria fundada em 1214 e até hoje muito apreciado.

NOTA
¹ Grafado “whisky” pois Old Sporran é escocês.

Jane Austen e whisky Old Sporran