Doctor Who e Jane Austen

Eu nunca assisti Doctor Who da BBC mas semana passada li sobre a série no blog da Mell Siciliano, a Caderneta Livresca.

Foi assim que iniciei este post em 30 de novembro de 2015 e que atualizo para este ano de 2017, agora com o artigo integral de Mell que está encerrando as atividades de seu blog e gentilmente ofereceu seus posts sobre Jane Austen para serem publicados aqui no Jane Austen em Português. Outros serão atualizados ou publicados até o final de 2017.


Jane Austen e Doctor Who
por Mell Siciliano

Jane Austen e Doctor Who? Hã?

Uma pequena introdução pra quem não conhece: Doctor Who é uma série de ficção científica britânica produzida pela BBC que traz as aventuras de um peculiar alienígena de aparência humanoide chamado Doctor. O Doctor se parece muito com um humano, poderia até ser um, não fossem algumas diferenças: ele vem de um planeta chamado Gallifrey – portanto é um Time Lord (Senhor do Tempo) – e viaja no tempo e espaço com a sua nave, a TARDIS (abreviação para “Time and Relative Dimensions in Space”, em português seria “Tempo e Dimensões Relativas no Espaço”). Além disso ele tem dois corações e não morre; ao invés de morrer ele se regenera. Essa regeneração permite que periodicamente sejam mudados os atores que encarnam o Doctor.

Peter Capaldi como Doctor Who

Peter Capaldi como Doctor Who

A série começou em 1963, e tinha como principal objetivo ensinar história e ciências. O Doctor sempre viaja com uma ou algumas pessoas em sua nave, que chamamos de companions (companheiros). Os primeiros companheiros eram sua neta Susan, e dois professores da escola Coal Hill School, professores de história e de ciências, o que reforçava o caráter educativo da série. Ao longo dos anos, porém, a coisa foi ficando muito mais ficção científica do que o inicialmente planejado (os episódios de viagens na história do planeta Terra, por exemplo, ficaram mais escassos). Nos anos 80 a série foi descontinuada, nos anos 90 fizeram um filme, e em 2005 eis que Doctor Who volta às telinhas britânicas.

Eu comecei a ver a série nessa retomada de 2005, ainda não tive tempo/coragem de começar a empreitada dos episódios antigos. Pois bem, desde a retomada da série tivemos personalidades literárias em alguns episódios, como por exemplo Charles Dickens, Shakespeare e Agatha Christie.

Eu queria – muito – que tivesse algum episódio com a nossa querida Jane, mas os episódios desse tipo sumiram quando houve uma mudança nos roteiristas da série. Mas, apesar de não me darem um episódio com a Jane, eles plantaram ideias maravilhosas de possíveis aventuras com ela. A série é conduzida de maneira que, para o espectador, existe a ciência de que não vemos todas as aventuras do Doctor, e volta e meia eles fazem menção a algo que aconteceu quando não estávamos vendo.

Como eu disse anteriormente, o Doctor sempre viaja com uma companheira, e a atual é a linda da Clara Oswald. Clara, além de viajar nas mais loucas aventuras com o Doctor é professora de literatura na Coal Hill School. E ela mencionou em dois episódios Jane Austen. Não poderíamos esperar diferente de uma professora de literatura inglesa, concordam?

Jenna Coleman | Clara Oswald

Jenna Coleman | Clara Oswald

A primeira menção foi no sexto episódio da oitava temporada, The Caretaker (em português seria O Zelador). Clara está tranquilamente dando uma aula sobre Orgulho e Preconceito, e escreveu no quadro o ano em que o livro foi escrito (segundo ela, 1797), quando o Doctor a interrompe (pela janela da sala de aula) e o seguinte diálogo acontece:

The Doctor: Jane Austen wrote Pride and Prejudice in 1796.
Clara: This is Mr. Smith, the temporary caretaker, and he’s a bit confused.
The Doctor: Not in 1797, because she didn’t have the time. She was so busy doing all the—
Clara: Oh, what? And I suppose, what, she was your bezzie mate, was she? And you went on holidays together and then you got kidnapped by boggons* from space and then you all formed a band and met Buddy Holly!
The Doctor: No, I read the book. There’s a bio at the back.
Clara: Get down.
The Doctor: Boggons*?
Clara: Go!

Tradução:

The Doctor: Jane Austen escreveu Orgulho e Preconceito em 1796.
Clara: Esse é o Sr. Smith, o zelador temporário, e ele está um pouco confuso.
The Doctor: Não em 1797, porque ela não tinha tempo. Ela estava muito ocupada fazendo todas —
Clara: Oh, o quê? Suponho então que ela era sua melhor amiguinha, é isso? E vocês viajaram juntos em feriados e então você foi raptado por boggons* do espaço e então todos vocês formaram juntos uma banda e conheceram Buddy Holly!
The Doctor: Não, eu li o livro. E há uma biografia no verso.
Clara: Se abaixe.
The Doctor: Boggons*?
Clara: Vá!

Acredito que a Clara ficou com uma ponta de inveja ao pensar que o Doctor voltou no tempo e conheceu Jane Austen e ela não. Eu também ficaria! Mas agora, quem está certo? O Doctor ou a Clara? Na verdade, os dois. Orgulho e Preconceito foi escrito entre outubro de 1796 e agosto de 1797.

A segunda menção acontece no primeiro episódio da nona temporada, The Magician’s Apprentice (O Aprendiz do Mago), em que Clara, novamente lecionando sobre Jane e após uma breve interrupção devido a um evento estranho que ela vê pela janela, afirma:

Clara: Right. Now where was I? Jane Austen. Amazing writer, a brilliant comic observer, and—strictly amongst ourselves—a phenomenal kisser.

Tradução

Clara: Certo. Onde eu estava? Jane Austen. Maravilhosa escritora, uma brilhante observadora cômica e estritamente entre nós – beijava de maneira fenomenal.

Ou seja, podemos inferir que de uma temporada para a outra Clara não só conheceu Jane Austen como também a beijou!

Além dessa referências, temos uma aventura em áudio em que Jane aparece! O universo de Doctor Who é composto por muitas outras narrativas além da série. Existem livros, quadrinhos e aventuras em áudio que fazem parte da história oficial e podem até interferir ou serem referenciados nos episódios. Mesmo entre os anos 80 e 2005 essas aventuras continuaram sendo escritas. Ao pesquisar para esse post, descobri que Jane já apareceu em uma aventura em áudio, chamada Frostfire, com o primeiro Doctor. Nessa aventura Jane o ajuda a salvar Londres. Na ocasião, o Doctor diz que tem bastante admiração pelos seus livros, o que a deixa muito surpresa pois ela havia somente publicados dois livros, e de maneira anônima.
Eu sei que tudo isso me deu mais vontade ainda de ver Jane em Doctor Who! Tenho plena consciência, entretanto, de que não será nessa temporada – e nem com a Clara – mas sigo aguardando! No décimo episódio da temporada – Face the Raven – Clara mencionou Jane Austen novamente!

Clara: Sometimes Jane Austen and I prank each other. Oh she’s the worst! I love her! Take that how you like…

Tradução:

Clara: Às vezes Jane Austen e eu pregamos peças uma na outra. Ah, ela é a melhor! Eu a amo! Entenda isso como quiser…

Entenda isso como quiser? Será que rolou alguma coisa entre as duas? Eu aposto que sim!

notas

Pride and Possibilities: 16, 17 e 18

A publicação de Pride and Possibilities aqui no Jane Austen em Português está atrasada, como a maioria dos posts, mas deixemos as lamentações e vamos ao trabalho!

A edição número 15 será traduzida integralmente em um post separado. Começo então com o número 16, escrito por Emily Prince, sobre os últimos dias de vida de Jane Austen:  Jane’s death.

Sophie Andrews, mais conhecida por sua página no Facebook, Laughing with Lizzie, escreveu sobre os bancos pintados para homenagear Jane Austen no bicentenário: Sitting with Jane and laughing with Lizzie!

O jardins da Inglaterra que tanto nos encantam e que fazem parte da obra de Jane Austen também são o tema da edição número 18 de autoria da historiadora e autora de vários livros, Sue Wilkes: A prettyish kind of a little wilderness.

Pride and Possibilities 18 | Bookbench Regency Life por Nick Murley

Pride and Possibilities 18 | Bookbench Regency Life por Nick Murley | Localização: Beggarwood Park em Basingstoke | Foto © Sophie Andrews

Jane Austen e Star Trek

Até hoje não vi nenhuma menção sobre Jane Austen em Star Trek, ou Jornada nas estrelas como foi traduzido no Brasil, desde a série original e continuações como também  nos  filmes. Mas os fãs de ambos tem algo em comum, uma admiração imensa: nos vestimos inspirados pelos nossos personagens favoritos e vamos a convenções onde só se fala no mesmo assunto, o que nos vale denominações de Janeites e Trekkies!

Não sou exatamente uma “trekkie” mas gosto muito da série e agora estou revendo no Netflix, com redobrada atenção, não só meu querido capitão Kirk mas também as outras séries, Voyager, Enterprise, Next Generation, para ver se encontro uma referência por menor que seja.

Pesquisei sobre a capitã da nave Voyager, Kathryn Janeway, que apesar do sobrenome não é uma homenagem a nossa Jane. Mas nessas perambulações pela por este espaço sempre em expansão que é o “Quadrante Google” encontrei este graciosa ilustração é de Sophie (DeviantArt sqbr) parodiando o casal de Orgulho e preconceito, como capitã Bennet e Mr. Darcy, nos papéis de capitão Kirk e Mr. Spock.

Além de gostar da referência, achei que os papéis ficaram muito bem com os personagens, pois o Capitão Kirk viviam implicando com o racional Mr. Spock.

Jane Austen e Star Trek - Captain Bennet and Mr. Darcy (Dr. Spock) - ilustração de Sophie (sqbr)

Captain Bennet and Mr. Darcy (Dr. Spock) – ilustração de Sophie (sqbr) – Jane Austen e Star Trek

Piquenique à moda Jane Austen

Um piquenique à moda Jane Austen tem muitos mais itens do que somente comes e bebes como podemos ver no site Jane Austen 200. Eles oferecem um “pacote de ingredientes” para que possamos fazer o download e aproveitar em nossos piqueniques. São eles:

Imprimi os arquivos e não resisti, montei as flâmulas e o jogo da Cartomante que confesso não levo jeito para o manuseio. Mas o importante é não façamos como Emma Woodhouse em Box Hill e não destratemos a senhorita Bates de modo algum. Mr. Knightley certamente nos repreenderia: badly done, indeed!

Piquenique Jane Austen 200

Piquenique Jane Austen 200

Sorteio de Aniversário 9 anos do blog | Resultado

O sorteio de aniversário de nove anos do Jane Austen em Português teve 72 participantes e os sorteados foram os leitores da lista abaixo. Um email foi enviado para vocês de modo que respondam com seus endereços para que eu possa mandar o presentinho de vocês.

Agradeço a todos participantes e às editoras Nova Fronteira, Saraiva e L&PM que graciosamente ofertaram suas belas edições.

11 · Stella Mar Pertel Quintiliano – Box Nova Fronteira
03 · Luiz Henrique – Livros Saraiva
13 · Elisama Lucena – Livros L&PM

Elizabeth Bennet em Downton Abbey

Chegou a vez de Elizabeth Bennet em Downton Abbey. No post anterior sobre a série o destaque foi a senhora Bennet e sua propensão para achar que homens ricos estão sempre a procura de uma esposa. Mas voltemos a Lizzy.

A citação ocorreu no sexto episódio da sexta e última temporada de Downton Abbey. O ano é 1925 e a guerra que terminara em 1918 ainda surtia efeito na economia da Europa. Muitos nobres começaram a vender ou alugar suas propriedades por não terem mais condições sustentá-las.

Neste episódio Downton é aberto a visitação cobrando ingressos para um fim específico, ajudar o hospital local. Todos ficaram admirados com o valor expressivo arrecadado e percebe-se que há uma possibilidade de acontecer no futuro para reverter em benefício da propriedade em si.

É claro que Lady Violet não gostou nada da ideia como podemos ver nesta deliciosa conversa com Isobel Crawley, sua eterna inimiga/amiga.

Isobel: People have always tipped the butler to look ‘round a house. Even Elizabeth Bennett wanted to see what Pemberley was like inside.
As pessoas sempre deram gorjetas para mordomos para verem casas. Até Elizabeth Bennet quis ver como Pemberley era por dentro.

Lady Violet: A decision which caused her a great deal of embarrassment if I remember the novel correctly!
Uma decisão que causou a ela grande constrangimento se bem me lembro do romance.

Agora digo eu: se me bem me lembro do romance os Gardiners e Elizabeth não deram gorjetas para senhora Reinolds. Estou errada?

Downton Abbey Elizabeth Bennet

Downton Abbey Elizabeth Bennet

Doe e ganhe um ex-libris da JALF

Doe e ganhe um ex-libris da JALF, a fundação Jane Austen para Alfabetização conduzida por Caroline Jane Knight, a última descendente da família de Austen que morou em Chawton House.

É muito simples, basta você acessar a página Donate Today e pagar com PayPal pois creio que é a melhor forma de fazer doações para o estrangeiro no Brasil.

Neste verão, (no hemisfério norte) quando vocês fizerem a doação preencham seus dados para receber online um ex-libris exclusivo e numerado com foto da catedral de Winchester.

Há valores sugeridos em libras (£) mas é possível colocar outro valor, como fiz por distração pois não me dei conta e coloquei 10 dólares no lugar de 10 libras e recebi meu lindo ex-libris. Fui a oitava colaboradora e já imprimi!

Ex-Libris JALF

Ex-Libris JALF sobre meu exemplar de Novelas inacabadas

 

Nove anos do Jane Austen em Português

Os nove anos do Jane Austen em Português, completados hoje, 21 de junho, serão comemorados com um sorteio para os leitores, que como já disse em outras ocasiões e repito, são a razão de existir do blog.

Este ano estamos homenageando Jane Austen na passagem dos 200 anos de sua morte e para participar do sorteio é imprescindível que vocês cumpram as duas tarefas abaixo!

  1. Escrever neste post uma frase, uma palavra, não importa o tamanho, em homenagem a Jane Austen.
  2. Assinar pedido neste post: Um pedido para a Nova Fronteira.

NORMAS DO SORTEIO
Sorteio de 21 de junho a 3 de julhoResultado: 4 de julho.
É permitido apenas um (1) comentário por participante
Serão três sorteados: 1) Box Nova Fronteira 2) Livros Saraiva 2) Livros L&PM
Se um grupo usar o mesmo computador para comentar, o que levará a IPs iguais, avise no próprio comentário para não ser desclassificado
Use seu mail verdadeiro e apenas no formulário para que eu possa entrar em contato
Lembrem-se: comentários são moderados e podem levar um tempo para serem publicados
Qualquer um pode comentar mas somente quem tiver um endereço no Brasil concorrerá ao presente.

Nove Anos Jane Austen em Português Sorteio

Nove Anos do Jane Austen em Português – Sorteio

Rosa Jane Austen

Temos agora uma rosa Jane Austen, batizada com o nome da autora para as homenagens do bicentenário de sua morte.

A rosa, cultivada pela Harkness, foi lançada na feira The RHS Chelsea Flower Show no dia 22 de maio e mais adiante será plantada no jardim do Museu Jane Austen.

Vale lembrar que a Harkness lançou em 2013 uma rosa “Pride and Prejudice” para comemorar o bicentenário do livro.

Aqui está uma foto da rosa em belíssimos tons alaranjadas e vibrante como seus personagens como descreve o artigo no site do museu: “Alan Titchmarsh launches Jane Austen Rose at Chelsea”.

Rosa Jane Austen

Rosa Jane Austen | Foto: Jayne Lloyd

Pride and Possibilities 11: Tia Jane

O artigo 11 de Pride and Possibilities, intitulado “Aunt Jane” (Tia Jane), sobre a tia que foi Jane Austen e seu relacionamento com os inúmeros sobrinhos foi escrito por Emily Prince, editora do períodico.

Traduzo um pequeno trecho do artigo sobre a importância de ser tia, na opinião da própria Jane, em uma carta escrita para a sobrinha Caroline que na ocasião tinha dez anos de idade e se tornara tia pois sua irmã, Anna Lefroy, dera à luz a uma menina,  Anna-Jemima.

Anna, Caroline e James Edward Austen-Leigh (sobrinho que escreveu a primeira biografia de Austen) eram filhos James Austen, irmão mais velho de Jane Austen.

“Agora que você se tornou tia, você é uma pessoa com certa importância & deve atrair grande interesse em tudo que você fizer. Tanto quanto possível, eu sempre sustentei a importância das Tias & tenho certeza que você está fazendo o mesmo agora. Acredite-me minha querida irmã-tia. (Carta escrita em 30 de outubro de 1815)

Tia Jane, sobrinhos: James Edward, Anna e Caroline

Tia Jane, sobrinhos: James Edward, Anna e Caroline | Foto: blog Austenised