Esclarecimento

Estou aguardando a chegada da notificação judicial para saber o motivo do processo da Editora Landmark e do senhor Fábio Cyrino contra mim.

Tudo que sei até o momento é o que está na internet: Livros e Afins , Todo Prosa, Flanela Paulistana, Por Quem os Sinos Dobram, FilisteuForense Contemporâneo, Bibliophile e fartamente na rede social Twitter.

Assim que tiver acesso ao processo integral voltarei ao assunto.

UPDATE

L&PM Editores

O Livreiro

Prosa Online – O Globo

UPDATE II

Vísceras Literárias

Hellfire Club

Mundo Livro

Tradutor Profissional

UPDATE III

Flanela Paulistana I

Flanela paulistana II

Batata transgênica

De gustibus non est disputandum

Forense contemporâneo

Ephemera

Meia palavra

Enredos e tramas

Substantivo plural

Cidadão quem?

Buzzvolume

Ubervu

Tecla SAP

Pop News

Vermelho carne

Animot

Tradutores e Intérpretes BR, Barulho sobre Bottman x Landmark

Letras USP, Editora processa blogueira

Traduções tenebrosas, Editora processa blogueira

Bibliocracias

Na linha, Livros: uma questão de Justiça

QueroTerUmBlog.com!

Ler, Lost in translation

Gangrena diário

A retórica do dragão

r.izze.nhas

Portal Literal

Link, Blog do Estadão

Link, Blog do Estadão, O outro lado

Máquina de letras

Casa da Ceiwyn

Editora Crisálida

Poemargens

Drops da Fal

Fórum Clube Cético

Fórum Realidade

Tradutores, traidores & simpatizantes

Trezentos

Lembra?

Blog da Editora CosacNaify

Milton Ribeiro

O nerd escritor

Na prática a teoria é outra

Folha Online

Coruja em teto de zinco quente

Legal, Direito de esquecimento

Urupês

Relances

Vicodin verde

Blog do Torero

BOL Notícias

Blog do Galeno

Café história

Colecionando frases

UPDATE IV

Ladybug Brasil

Palavras replicadas

Pierre Menard, tradutor de Jane Austen

Rodrigo Gurgel – Só ignorantes e desonestos gostam de plágio

Folha de São Paulo (restrito para assinantes)

35 thoughts on “Esclarecimento

  1. É de rir!

    Seja qual for o teor do processo, deve dar mais trabalho do que tentar fazer edições que não gerem tanto diz-que-me-diz por aí. A maioria das editores consegue. Não é tão difícil assim.

  2. Raquel,

    O que quer que seja que tenham contra você é sem dúvida tão falacioso quanto o que têm contra a Denise. Todo a minha admiração pelo seu lindo trabalho sobre a Jane Austen no Brasil! E o meu apoio nessa nova luta contra a Landmark. Não gosto de plágio nem de edições ruins. Os leitores brasileiros merecem melhor.
    Abraço, e vamos brindar com outra Guiness quando esta história acabar!
    Joana

  3. sim, agora é esperar.
    no meu caso, que já fui citada, meu advogado está montando a defesa.

  4. Raquel, não há de ser nada, assim espero. Nunca confiei na Landmark em questao de traduções. Não compro os livros dessa editora.

    Estou passando pouquissimo por aqui, me perdoe, mas ando sem tempo algum para meus deletérios cybernéticos. Mas quando venho aqui, leio todas as postagens que perdi. Estou ficando viciada. Abraços!

  5. Raquel, eu nem sabia que a Landmark estava te processando :(

    A verdade: qualquer pessoa esclarecida percebe a falta de cuidado das edições da Landmark. Para dizer o mínimo… Eu comprei e li “Persuasão” desse livreiro e me senti enganada. Tentei entrar em contato com a Landmark por e-mail, porém não obtive resposta. As boas editoras do Brasil, como a Companhia das Letras e a L&PM, respondem prontamente a seus leitores. Pena!

  6. Raquel, acabei de ler a nota no Globo Online e fiquei chocada, que horror! Você tem prestado um serviço à literatura, gosto tanto do seu trabalho!
    Boa sorte, espero que tudo dê certo. Pode contar comigo também se precisar assinar algum manifesto de apoio.

    bjs,

    Marcia.

  7. Raquel, acompanho a um bom tempo seu blog, mesmo sem comentar sempre, e devo dizer que estou pasma com um absurdo desses. Como tanto você quanto a Denise podem provar que o que a Landmark afirma é uma fraude, aposto e torço pela vitória de vocês. Além de todo o absurdo do processo, me deixou indignada eles quererem uma indenização (devem estar precisando de dinheiro!) e ainda tirar seu blog do ar. Com a divulgação que todos nós podemos fazer na internet, a única coisa que a Editora referida vai conseguir é perder consumidores.
    Boa sorte no processo e conte comigo na sua causa, abraços!

  8. Gente, fiquei chocada. A Landmark tá pirando né?
    Mas vai dar tudo certo!

  9. Raquel lamentável esta situação, conte com meu apoio, tudo que estiver ao meu alcance será feito para que este caso seja amplamente divulgado, para que todos possam ver a que ponto chegamos. E sinceramente até agora não entendi o motivo de tu seres citada no processo.
    estrelinhas coloridas…

  10. Oi Raquel!
    Não temos dúvidas quanto ao seu ótimo caráter. Você presta um grande serviço a todos que amam a boa leitura. Estou torcendo por você. Que se faça justiça !

  11. A Landmark acaba de sepultar a sua já chamuscada imagem perante os leitores brasileiros com uma atitude dessas. Confio que a justiça será feita e acredito piamente que esse processo não vai dar em nada, pois não tem o mínimo fundamento. Já comprei alguns livros da Landmark, como Persuasão e O Morro dos Ventos Uivantes, ambos de má qualidade. Depois deles, aprendi a não confiar mais nessa editora. Raquel, você e a Denise Bottmann tem meu total apoio porque estão interessadas na melhora do mercado editorial no nosso país. Abraços e fique tranquila que no final vai ficar tudo bem!

  12. Landmark te processando, livro ganhando as livrarias mal traduzido em pomposa edição, discussão passando ao largo das resenhas dos jornais. Um bom enredo para um conto fantástico.

  13. Raquel,
    Como gaúcha que sou só tenho uma coisa a dizer: Barbaridade!!!
    Iria aguardar a edição “revisada” de Mansfield Park que esta editora lançará em março (depois das muuuuuitas reclamações que receberam dos erros que havia), mas com esta notícia nem pensar.
    Mas tudo vai dar certo!
    Abraço.

  14. Olá, Raquel.

    Respondendo a seu comentário no Vísceras Literárias:

    De nada! É praticamente um dever te apoiar e divulgar um acontecimento desse tipo.

    Abraço

  15. Que absurdo revoltante. É lamentável a intenção da editora Landmark de querer restringir seriamente a liberdade de expressão e impedir a denúncia daquilo que deve ser denunciado e colocado à vista de todos. Pelo que sei sobre esse assunto, realmente há indícios incontestáveis de fraudes nas “traduções” das obras em questão e eles ainda querem processar aquelas que informam e alertam os leitores brasileiros sobre isso?
    Assino embaixo em tudo que foi dito anteriormente pelos leitores do “Jane Austen em português” e pode ter certeza, Raquel, que a justiça será feita. Estou torcendo muito por isso. Abraço.

  16. Fiquem tranqüilas pois vocês estão do lado da verdade! A editora já perdeu, pois queria mesmo o silêncio (vejam os pedidos originais) e só conseguiu amplificar a divulgação do plágio. Não se esqueçam de encaminhar seus laudos/posts sobre as obras dessa editora para o Ministério Público, são denúncias graves.
    Abraços

  17. Vou “plagiar ” integralmente o texto do Junior:

    “Que absurdo revoltante. É lamentável a intenção da editora Landmark de querer restringir seriamente a liberdade de expressão e impedir a denúncia daquilo que deve ser denunciado e colocado à vista de todos. Pelo que sei sobre esse assunto, realmente há indícios incontestáveis de fraudes nas “traduções” das obras em questão e eles ainda querem processar aquelas que informam e alertam os leitores brasileiros sobre isso?
    Assino embaixo em tudo que foi dito anteriormente pelos leitores do “Jane Austen em português” e pode ter certeza, Raquel, que a justiça será feita. ”

    Acabei de ler no Twitter e estou HORRORIZADA.
    O que é isso, Brasil???

  18. Todo o trabalho da Denise está muito bem embasado, não há o que discutir. Isso não vai dar em nada, quando o juíz da causa for apreciar o mérito desta ação vai ver que o que ela escreveu em seu blog é a mais pura verdade.
    Eu vi seu post aqui e acabei de ler também no site do jornal O Globo. Acredito que da forma que está sendo divulgado será muito ruim para a editora e não para vocês, já que a credibilidade da Landmark já não vai “muito bem das pernas…”
    Estamos todos do seu lado!

    Abraços!

  19. Raquel
    todo apoio a você!!!
    A Landmark está tentando promoção por caminhos obscuros!
    Vá em frente, amiga!
    Um grande abraço solidário

  20. Raquel

    A minha descoberta do site é recente, mas já sou fã. Torço por você. Tive dificuldade de entendimento ao ler as traduções da Landmark, principalmente em A Abadia e Mansfield devido aos erros.

  21. Como disse no Flanela, esperar o quê dessa gente? Cada vez mais torpezas, né?

    Mas o que me deixa feliz é o barulho todo em cima disso, longe da mordaça que eles queriam impôr.

    Estamos com vcs.

    Bjos.

  22. Bem, não acho que a editora Landmarck seja uma das melhores nas traduções dos textos de Jane – e com certeza também não deve ser em suas outras publicações. Por isso, é certo que é essa editora a verdadeira causadora de problemas… :D
    Desejo-lhe sucesso nessa luta, Raquel, pois sei que você é uma pessoa íntegra, que jamais cometeria algo ilegal.

  23. Ando meio sumida, mas quando li a notícia no Globo Online, vim correndo saber mais detalhes. Lógico que a ação movida pela Landmark foi uma medida ardilosa para tirar os sites do ar e, assim, apagar as evidências do seu crime – como se isso fosse possível, pois, tendo a Denise feito aquele trabalho minucioso de cotejamento, ela poderia o publicar infinitas vezes pela internet, se quisesse. Felizmente, o juiz foi sensato.

    Tenham a certeza de que esse problema todo pode até causar muita aporrinhação para vocês, mas o resultado vai ser positivíssimo. Podem apostar…

  24. Bom, o que falar deste absurdo…
    Pode contar comigo para assinar um manifesto de apoio a vocês.
    Mirian

  25. Fiquei ausente da internet duas semanas, quando volto, leio um absurdo desses.

    Seja como for, a tal editora citada vai sair com a reputação ainda mais arranhada do que já está.

    Denise e Raquel fazem, num dia, mais pela cultura deste país do que a tal editora em todos os anos em que existe.

    Estamos solidários até o fim.

  26. Leticia, Joana Canêdo, Denise Bottmann, Nina Vieira, Paula Aryana, Marcia, Tania, Mell, Mi Müller, Lais, Cynthia, Luchese, Luciane, Leonardo Pastor, Júnior, Tata, Neto, Vanessa Rodrigues, Na, Solange, Celia Santos, Ricardo, Karen, Elaine Dashwood, Miriam, Carlos Eduardo,

    muito obrigada pelo apoio de todos vocês.

    Agradeço também aqui aos que não consegui deixar mensagens em seus respectivos sites ou blogs.

  27. Como estudante de Biblioteconomia, fico feliz em ver que tu, juntamente com a Denise, esteja reivindicando nada mais do que um DIREITO que nós temos: a boa leitura, tradução e também a livre expressão. Desde já, inicio meu boicote à editora Landmark pelo péssimo trabalho e também como apoio à vocês.
    Parabéns pelo trabalho!!!

Comments are closed.