Tony Grant na Inglaterra de Jane Austen

Tony Grant faz passeios pela Inglaterra de Jane Austen e documenta seus textos com fotos maravilhosas de locais vistados por Jane Austen e/ou citados em seus livros. Sempre indico seus posts sobre Jane no blog Lodon Calling, mas havia uma dificuldade, a língua. Não há mais. No  seu último post, A Visit to Bath, conversei com Tony sobre essa dificuldade e ele colocou  o Google Translator. Thank you so much, Tony!

Fica aqui a sugestão de boa leitura para quem não participa dos festejos de Carnaval: agora com a facilidade da tradução automática, e o Google está bem melhor nesse quesito, listo alguns link de posts mais antigos que fiz indicando os artigos de Tony.

Para lustrar este post uma foto de Tony da Milsom Street, que é mencionada três vezes em Persuasão. Transcrevo trecho do original em inglês, do capítulo 19, a que mais gosto. E traduzo também.

“They were in Milsom Street. It began to rain, not much, but enough to make shelter desirable for women […]”

Eles estavam em MIlsom Street. Começou a chover, não muito, mas o suficiente para que um abrigo fosse conveniente para as mulheres.

Milson Street, Bath | Foto de Tony Grant

Milson Street, Bath | Foto de Tony Grant

Chocolate na Biblioteca Jane Austen

Vou deixar o Chocolate tomando conta da biblioteca Jane Austen. Viajo e volto até o final de março.

Deixei alguns posts agendados e se conseguir publico outros durante esse período. Até a volta!

Chocolate na Biblioteca Jane Austen

Chocolate na Biblioteca Jane Austen

Homenagem ao Coronel Brandon de Alan Rickman

Presto minha homenagem ao Coronel Brandon do grande ator Alan Rickman com este post sobre seu último filme,  Eye in the Sky ou Decisão de risco como foi intitulado no Brasil.

Assisti no Netflix o filme no qual Alan Rickman interpreta um General de Divisão inglês, Frank Benson, em uma difícil operação para neutralizar terroristas e que devido a várias circunstâncias acaba se transformando também num dilema moral.

No final do filme uma das participantes da operação diz para o General que foi a ação foi uma vergonha e que ele queria apenas preservar seu posto, ao que ele respondeu com a classe especial de Alan Rickman:

Eu atendi as consequências imediatas de cinco atentados suicidas. No chão, com os corpos. O que testemunhou hoje, com seu café e biscoitos, é terrível. O que estes homens teriam feito seria muito pior.
Nunca diga a um soldado que ele não sabe o custo da guerra.

I have atended the immediate aftermath of five suicide bombs. On the ground, with the bodies. Which you wittnessed today, with your coffe and biscuits, is terrible. What these men would have done would been even more terrible.
Never tell a soldier that he does not know the cost of war.

Este foi seu último filme se não contarmos com sua voz em Alice Através do Espelho e a narração do vídeo This Tortoise Could Save a Life.

Alan Rickman Coronel Brandon

Alan Rickman, em Eye in the Sky

Primeiras Impressões por Lais Rodrigues

Primeiras impressões de Lais Ribeiro inaugura o selo Revelações da editora Pedrazul. O livro é inspirado em Orgulho e preconceito e coloca os personagens na cidade Búzios no estado do Rio de Janeiro. Leiam a sinopse:

A surpreendente temporada de Mr. Darcy no Brasil!
Charles Bing, um otimista incorrigível, decide que está na hora de internacionalizar a sua bem-sucedida cadeia de restaurantes nova-iorquina. Deseja começar pelo país que sempre incitou sua curiosidade: o Brasil. E nada melhor que Búzios, uma belíssima cidade turística no litoral do Rio de Janeiro. A fim de garantir que sua escolha será acertada, ele leva a tiracolo o seu melhor amigo, Frederick Darcy, um político americano de família conservadora, que se orgulha de ser um homem racional e prático. Mal sabem eles que, ao chegar à cidade paradisíaca, virarão alvo de Janaína Benevides, dona das pousadas mais requisitadas do balneário. Ela é mãe de quatro belas moças, que são, para sua tristeza, solteiras. Janaína preocupa-se, em especial, com a solidão de Jane e Lizzie Benevides, as mais velhas. Enquanto a primeira acaba se decepcionando em seus relacionamentos, por ser uma pessoa que sempre busca ver o melhor nas pessoas, a outra não deixa nenhum homem se aproximar.

O livro está na pré-venda com preço promocional de 29,90 no site da editora e tem entrega prevista para final de março.

Primeiras Impressoes por Lais Rodrigues

Primeiras Impressoes por Lais Rodrigues – Editora Pedrazul

Mr. Darcy e Mary Crawford juntos!

Mr. Darcy e Mary Crawford  juntos parece completamente impossível. Não é. Tudo é possível nas maravilhosas minisséries da BBC. A notícia chegou via Séries da TV e os dados ainda são escassos no IMDb, mas o que importa é que teremos uma nova adaptação de Howards End de E. M. Foster, um dos meus livros e filmes (1992) favoritos, sobre o qual escrevi este post. –

Mas voltemos a Mr. Darcy e Miss Crawford. Na atual minissérie os atores Matthew Macfadyen (Mr. Darcy 2005) será Henry Wilcox e Hayley Atwell (Mary Crawford 2007) fará o papel de Margaret Schlegel, papeis que no filme de 1992 foram respectivamente de Anthony Hopkins e Emma Thompson. A adaptação é de Kenneth Lonergan.

Sei que depende de muitos fatores, entre os quais direção e roteiro, mas torço para que Matthew Macfadyen faça um Henry Wilcox a altura da atuação de Mr. Hopkins.

A minissérie será exibida na BBC One ( Inglaterra) e na Starz (EUA). No Brasil vamos pedir para a Netflix, o que você acham?

Hayley Atwell (Mary Crawford 2007) e Matthew Macfayden (Mr. Darcy 2005)

Hayley Atwell (Mary Crawford 2007) e Matthew Macfayden (Mr. Darcy 2005) Foto divulgação

 

Theresa May sobre Jane Austen

Theresa May, Primeira MInistra da Inglaterra, fala sobre Jane Austen em entrevista concedida a Jason Cowley editor do New Statesman.

O jornalista perguntou:

Austen ou Brontë? Para o caso de você perguntar: qual Brontë? Então vamos dizer Austen ou Charlotte Brontë?

Eu li as duas, mas se eu tivesse que escolher seria Austen. Quando me perguntam sobre o meu livro favorito, eu sempre digo Orgulho e preconceito. Eu às vezes pairo entre Emma e Orgulho e preconceito [mas eu] sempre fico com Orgulho e preconceito. Os diálogos entre Elizabeth Bennet e Darcy – a sagacidade que ela traz para eles [diálogos], eu acho que é simplesmente maravilhoso.

Estamos muito bem de primeira ministra, pois não?

Artigo completo em inglês: “Theresa May: quickfire questions on Jane Austen, late nights and Original Sin

Theresa May

Theresa May, Primeira Ministra da Inglaterra – Foto divulgação Newstatesman